Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

I Encontro de portadores de Angioedema Hereditário

A Associação Brasileira de Alergia no Rio de Janeiro - ASBAI-RJ realizou em sua sede o I Encontro de Portadores de Angioedema Hereditário, uma iniciativa conjunta com a Abranghe, com objetivo de promover a troca de informações e buscar soluções para a doença. O angioedema hereditário faz parte do grupo de doenças raras, mas os dados atuais contestam esta classificação: sua prevalência é significativa, uma em cada 33.000 pessoas. E talvez seja mais do que isso, pois muitas vezes demora-se para diagnosticar e tratar por falta de reconhecimento da doença entre médicos e leigos. 

O angioedema hereditário, como o nome diz, é de origem genética, ou seja a pessoa herda de sua família. Acompanha de inchaços na pele, podendo surgir na face, mão, pés, órgãos genitais, entre outros locais do corpo. O problema é que estes inchaços também podem ser internos, atingindo intestinos, pulmões, laringe e causar complicações, podendo até mesmo levar à morte. Uma grande dificuldade é que, se o diagnóstico …

Crescer em uma fazenda proporciona proteção contra rinite alérgica por toda a vida

A rinite alérgica é uma doença que vem aumentando sua prevalência no mundo todo, nas ultimas décadas, em especial nos grandes centros urbanos. Em contraponto, observa-se uma baixa prevalência de rinite alérgica em fazendeiros e filhos de fazendeiros.

Pesquisadores publicaram recentemente um estudo realizado na Suécia investigando este efeito protetor do ambiente rural na infância.  Um questionário sobre a saúde respiratória foi enviado em 2008 a 30 000 indivíduos escolhidos ao acaso, com idades entre 16 e 75 anos, no oeste da Suécia, sendo que 18.087 (62%) responderam. O questionário incluiu perguntas sobre rinite alérgica, asma, sintomas respiratórios e possíveis determinantes.

Indivíduos que viveram em fazenda durante os primeiros cinco anos de vida apresentaram menor prevalência de rinite alérgica em todos os grupos, mesmo no grupo de pacientes mais idosos (61 – 75 anos). A correlação negativa entre viver a infância na fazenda e a prevalência de rinite alérgica foi semelhante em pac…

Asma e esporte: técnicos e educadores sabem como agir?

Uma pessoa portadora de asma pode se tornar um atleta desde que tenha sua asma controlada. Contudo, atletas portadores de asma podem estar em risco aumentado para ter crises durante a realização do exercício físico. Estudo recente foi realizado para avaliar o nível de conhecimento sobre asma entre técnicos e professores de educação física. Para isso, foi aplicado um questionário entre técnicos de diferentes níveis competitivos esportivos na região do Condado de Nassau no Estado de Nova York
Trinta e cinco por cento dos participantes acreditavam que tinham formação adequada para ajudar um atleta em caso de crise. Mas, quando solicitados a descrever sintomas da doença, a metade não lembrava quais eram e nem sabiam descrever uma crise de asma ou citar a atitude a tomar no caso de crise. Além disso, mais de 80% dos treinadores afirmou que os atletas são responsáveis pelos seus próprios inaladores. Além disso, apenas 51% haviam freqüentado Curso de Primeiros Socorros nos últimos dois anos, …

18 de Novembro - Dia Europeu do Uso Prudente de Antibióticos

O dia 18 de Novembro foi escolhido para representar o “Dia Europeu do uso prudente de antibióticos”, com objetivo de lembrar a todos – médicos, farmacêuticos, pacientes e população em geral do risco de resistência bacteriana e com o uso indiscriminado de antibióticos, que vem se tornando um sério problema mundial de saúde pública.O mau uso de antibióticos pode trazer consequências significativas, com refelexos na morbidade e na mortalidade por infecções, refletindo-se num aumento dos custos hospitalares.
A data tem o objetivo de chamar a atenção para este perigo bem como para estimular medidas que promovam o uso racional e prudente destes medicamentos, envolvendo a elaboração de materiais educativos sobre a forma correta de uso de antibióticos.
Na Europa, a Espanha e França são os países com maior consumo de antibióticos, o que se reflete num aumento de bactérias resistentes ao tratamento. E, engana-se quem pensa que é um problema limitado a estes países, pois o problema atinge grande…

Remédios para Asma e Rinite na Farmácia Popular

O Ministro da Saúde anunciou recentemente a inclusão de medicamentos para Asma e Rinite no programa Aqui Tem Farmácia Popular, bancado pelo governo federal em parceria com a rede privada de farmácias. Ou seja, estes medicamentos poderão ser adquiridos por preços até um décimo do valor de mercado.


Para comprar os remédios subsidiados, basta levar a receita médica com data atualizada e apresentar CPF + documento com foto. Os remédios do programa também são distribuídos nas farmácias básicas do SUS (Sistema Único de Saúde).


Ainda são bem poucos os remédios incluídos no programa, mas trata-se de uma ótima iniciativa. Esperamos que seja apenas um começo e que brevemente possamos contar com uma linha mais completa, proporcionando condições adequadas de tratamento aos portadores de Asma e Rinite Alérgica. Para consultar a lista de medicamentos oferecidos (incluindo os nomes comerciais) na farmácia popular basta clicar aqui.

Alergia de contato ao níquel

Níquel (sulfato de níquel) é um metal, encontrado em uma variedade de itens que usamos todos os dias, como por exemplo:  Brincos, colares, anéis  Moedas Maçanetas de portas e armários  Lâminas de barbear e depilar Botões, cintos e  apliques metálicos para roupas  Agulhas e alfinetes Pulseiras de relógio Panelas, talheres e utensílios domésticos Instrumentos musicais Ferramentas e utensílios de metal Jóias folheadas Prendedores de cabelo Armações de óculos Alguns tipos de pregos Molduras de telefones celulares Implantes médicos e odontológicos
Sinais e sintomas da alergia ao níquel: A coceira é o primeiro sintoma no local onde a pele entrou em contato com o níquel. Em geral, pode se seguir de avermelhamento, edema, eczema e em alguns casos, endurecimento da pele com saída de um líquido clarinho (exsudação). 
Como saber se tenho alergia? Procure um alergista que poderá realizar um teste de contato, confirmar a alergia e orientar seu tratamento.
Dicas para quem tem alergia a metais: - Usar utensílios, talhere…

Pele seca: combata este mal

A pele do alérgico tende a ser seca, gerando desconforto e agravando a alergia cutânea. Na verdade, com o passar da idade, todos nós vamos ficando com a pele mais ressecada, em virtude da diminuição da gordura que a recobre, chamado manto lipídico. E ainda, hábitos errados também podem ressecar e agredir a pele.Por isso, estes cuidados não servem apenas para os alérgicos, mas para todos que querem manter hábitos saudáveis e uma pele bonita.


PECADOS CAPITAIS:
- Vários banhos diários, demorados e/ou quentes.
- Usar buchas e esponjas
- Usar sabonetes exfoliantes
- Não usar hidratante.
- Dormir pouco. Comer mal.


HÁBITOS SAUDÁVEIS:
- Beba bastante água durante o dia, de preferência fora de refeições.
- Tome banho uma vez ao dia, com água morna por 10 a 15 minutos por dia.
- Se tomar mais de um banho, use sabonete apenas nos locais necessários.
– Use sabonete suave, de fragrância suave e de preferência na cor branca. 
- Aplique hidratante, logo após o banho,sobre a pele ainda umedecida. Mas, hoje tam…

Curiosidade

Porque artistas não espirram ou tossem durante uma apresentação?


"Primeiro, qualquer um com doença ou alergia geralmente estará sob algum tratamento médico no momento da apresentação, para controlar os sintomas - e esses tratamentos costumam ser bastante eficazes", afirmou Stewart, diretor de medicina do Centro para Artistas, em Nova York. Alguém ainda doente o bastante para tossir provavelmente cancelaria a apresentação ou usaria um substituto, segundo ele.


Porém, uma consideração importante é que tanto a concentração mental quanto as exigências da apresentação podem suprimir o reflexo da tosse e do espirro - e até mesmo limpar a garganta, disse Stewart.  "Essa seria uma função do lóbulo frontal", explicou. Adicionalmente, assim como você pode suprimir um espirro ou uma tosse respirando ou engolindo lentamente", disse ele, "um artista também pode usar técnicas, como respirar e engolir cuidadosamente, para limitar essas reações a pausas durante a apresentaç…

Asmático que conhece sua doença controla melhor o problema - pesquisa da USP

Pacientes com asma que sabem mais sobre a doença, os sintomas e os remédios conseguem ter um controle mais eficaz da asma e, como consequência, melhor qualidade de vida


A fisioterapeuta Luciene Angelini diz que “conhecer a doença é fundamental no tratamento”. Ela conta que a implantação de um programa de educação que enfatize a participação do paciente no monitoramento da doença e no ajuste da medicação, associado a visitas médicas regulares, tem um impacto positivo no controle clínico de asmáticos. A educação em saúde é um tratamento não medicamentoso que deve ser recomendado e incentivado no manejo das doenças crônicas.


Em um estudo produzido na Faculdade de Medicina da USP, Luciene trabalhou com três grupos de pacientes. O primeiro não foi submetido ao programa educativo, enquanto o segundo recebeu aulas para entender melhor a técnica inalatória, o que é a doença e seus sintomas, o que pode agravá-la e a diferença entre os tipos de medicação. O terceiro grupo, além das aulas, fez u…

Bruxismo: respondendo à leitora

Meu nome é Beatriz. Meu filho range os dentes, fazendo um barulho que incomoda a todos nós aqui em casa. O médico disse que é bruxismo. Gostaria de saber o que é isso e o que causa este problema? Obrigada pela atenção.


Bruxismo é uma disfunção que pode acometer crianças e adultos. Segundo o Guia dos curiosos, a palavra vem do grego "bruxus" que significa atrito. Consiste no apertamento involuntário dos dentes resultando num ruído (ranger). Pode ocorrer durante o dia (bruxismo em vigília) ou à noite (bruxismo do sono). Até hoje não se sabe a causa exata do bruxismo. Questiona-se a possibilidade de resultar de má oclusão, ou por hábitos. Estudo publicado recentemente por uma equipe de odontopediatras da Universidade de Brasília não confirmou esta relação e mostrou relação estatística com maus hábitos, como por exemplo, uso de chupeta. Citam-se ainda: alguns tipos de doenças, fatores ocupacionais, fatores hereditários , distúrbios do sono (pode ser secundário a microdespertares)…