Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2007

Semana Carioca de Asma e Alergia

Local de trabalho propicia alergias

Com objetivo de esclarecer a relação entre a qualidade do ar em ambientes internos de trabalho com a saúde das pessoas que freqüentam esses locais, o alergista José Luiz Rios, doutorando da UFRJ e médico da Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro, aponta em sua tese uma série de fatores que favorecem a manifestação de alergias respiratórias. Seu estudo, feito em conjunto com José Laerte Boechat, também alergista, traz à luz os elementos que podem contribuir para que, nesses ambientes cujo controle do ar é feito de forma artificial, haja não o surgimento, mas o desencadeamento de doenças respiratórias crônicas.
Em ambientes fechados, onde a troca e renovação do ar são baixas ou inexistentes, gera-se um acúmulo significativo de poluentes, trazendo para os trabalhadores, que costumam permanecer em torno de 8 a 10 horas dentro do local onde atuam sintomas respiratórios alérgicos. José Luiz Rios destaca que a qualidade do ar pode provocar diversas manifestações na área re…

Efeitos adversos dos medicamentos

- Este pó é para o resfriado. As gotas são para a dor de barriga provocada pelo pó e a pomada é para a coceira provocada pelas gotas...
www.taps.org.br

Alergia a Penicilina

Fatos Históricos

Em 1928, Alexander Fleming, estudando bactérias em um laboratório, observou que em algumas placas que havia esquecido de jogar fora, surgira uma contaminação por um fungo que causava lise (morte) das bactérias ao seu redor. Este fungo pertencia ao gênero Penicillium e a partir desta avaliação, foi descoberta a penicilina. O próprio Fleming declarou: "Não inventei a penicilina. A natureza é que a fez.Eu só a descobri por acaso”. Um feliz acaso que proporcionou à humanidade o acesso a um medicamento salvador de milhões de vidas.

Entretanto, com o passar do uso, foram observadas reações indesejáveis com o medicamento e em 1949 foi relatado o primeiro caso de morte por uso de penicilina. Desde então, expôs-se uma outra face do medicamento e a possibilidade de risco desta substância.

Dados atuais do Ministério da Saúde mostram que no Brasil as reações à penicilina ocorrem com prevalência estimada de 2% por tratamento, sendo rara a reação anafilática.

Como identificar a al…

Fabrício Carpinejar

Amadureci a covardia em sarcasmo.
Posso rir do sofrimento.
Mistérios existem para simular profundidade.
Sou rasa, fútil.
Não reverencio a primavera, a mais sádica das estações.
Desde a infância, ela floresce minha asma.
Posso adiar a morte, nunca o nascimento.
É impossível cortar a semente.


Fabrício Carpinejar é poeta, jornalista e mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Filho dos poetas Carlos Nejar e Maria Carpi.

Meus irmãos colecionavam selos, moedas,borboletas e revistas.
Eu, silêncios.
A brisa se mistura ao cheiro das lembranças.
É como se eu estivesse regressando.
Posso brincar lá fora?
O pampa é meu pátio.
Como dói a porta fechada por dentro.
Não ter para onde ir é uma forma de sempre chegar.


Fabrício nasceu em Caxias do Sul (RS), Brasil, aos 23 de outubro de 1972. É autor de inúmeros livros, destacando: As Solas do Sol (1998), Um Terno de Pássaros ao Sul (2000), Biografia de uma árvore (2002), Cinco Marias (2004), Meu filho, minha filha (2007). O …

Bombinhas fazem mal ao coração?

A origem deste preconceito vem dos antigos remédios usados para tratar a asma. Na verdade, a palavra “bombinha” significa apenas a embalagem do remédio, em formato de spray, mas muitas pessoas a utilizam de forma pejorativa, sem ao menos entender o efeito dos medicamentos. E já dizem logo: “sou contra as bombinhas” - achando que todas são iguais.“Bombinhas” não fazem mal ao coração, não viciam e não causam mortes.A medicação usada por via inalada é formulada de maneira especial em doses mímimas, medidas em microgramas, de forma que exerça seu efeito direto nas vias respiratórias e com poucos efeitos à distância. É segura, eficaz, atua mais rápido e provoca menores efeitos colaterais do que os xaropes e comprimidos, atingindo diretamente os locais afetados.Nem toda bombinha é igual. Existem bombinhas contendo medicamentos aliviadores, apenas para atuar nas crises (como os broncodilatadores) e outras contendo medicamentos controladores, com efeito na inflamação dos brônquios de modo a c…

Feliz Páscoa para todos!

Coelhinho da Páscoa, o que trazes pra mim?



Poluição e doenças alérgicas

A respiração é uma função vital e consiste no fornecimento de oxigênio ao sangue e daí para as células e tecidos, trazendo no retorno o gás carbônico, que é eliminado pelo organismo. As vias respiratórias, em toda sua extensão - desde o nariz até os pulmões, constituem um trajeto nobre, onde o ar é conduzido, aquecido, umedecido e condicionado para sua chegada à parte pulmonar. Além disso, o aparelho respiratório também participa de outras inúmeras funções, como: fonação, paladar, regulação térmica e hídrica, funções metabólicas, etc. sem contar que é um importante mecanismo de defesa contra eventuais agressões que possam penetrar no organismo através do ar inalado na respiração.

Por tudo isso, o aparelho respiratório está particularmente exposto às agressões do ambiente e pode sofrer mais freqüentemente os efeitos da poluição atmosférica. Na realidade, qualquer pessoa saudável pode sentir os efeitos da poluição atmosférica, mas os alérgicos, portadores de asma ou rinite, sofrerão mais…

Voz: um patrimônio a preservar

A voz é um dos elementos básicos de comunicação do ser humano. Segundo definição do dicionário do Aurélio, a palavra voz é um substantivo feminino para definir o som ou conjunto de sons emitidos pelo aparelho fonador. Significa também: fala, ordem em voz alta ou sugestão íntima. Este termo também pode ser usado para definir a forma com que um verbo indica a ação como praticada pelo sujeito (voz ativa) ou por ele recebida (voz passiva), ou simultaneamente praticada e recebida por ele (voz reflexa). Ainda, corresponde às diferentes partes da música no contraponto ou na harmonia: "uma fuga a três vozes".
Aparece em um sem número de expressões, como:
“Voz de taquara rachada”
“Porta voz”
“A voz do povo é a voz de Deus”
“A voz rouca das ruas”
“A voz do sangue grita alto”
“A voz do morro”
“Ter voz ativa”
“À meia voz”

Vinícius de Moraes utilizou com muita inspiração e propriedade a palavra voz em um de seus mais belos poemas:

Ausência Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar seus olhos q…