Pular para o conteúdo principal

Postagens

Apresentação

Postagens recentes

Sete erros que pioram muito a vida de quem sofre de alergia

O programa "É de casa" montou um ambiente de um quarto e recebeu a médica especializada em Alergia,Ekaterine Goudouris. De acordo com ela, pessoas que têm rinite alérgica, asma, bronquite ou sofrem de alergia de pele, como dermatite ou eczema, não podem ficar em um ambiente que tenham os seguintes erros.


Cama: Segundo Ekaterine, o que causa alergia são os ácaros. Tudo em uma cama que possa fazer acumular ácaros são prejudiciais às pessoas alérgicas. Exemplos: pelúcias, colchas de lã, travesseiros e colchões desprotegidos. Livros:Livros expostos em um ambiente também devem ser evitados para pessoas alérgicas, pois acumulam poeira. O ideal é guardar os livros dentro do armário, caixas ou recipientes fechados. Tapetes: são locais que guardam poeiras e ácaros. O ideal para pessoas com problemas respiratórios é não ter tapetes e fazer a limpeza da casa com pano úmido.

O que significa caseína

Caseína nada mais é do que leite de vaca.  Por que não usar, então, uma linguagem coloquial, de fácil entendimento para qualquer cidadão? 
Essa falta de objetividade tem levado perigo às pessoas que desenvolveram alergia alimentar, o que corresponde entre 8% e 10% da população brasileira.  Os rótulos das embalagens de alimentos deixam muito a desejar em relação às informações claras e compreensíveis por boa parte dos consumidores. 
Por exemplo, maltodextrina, carboidrato complexo, proveniente da conversão enzimática do amido do milho ou, simplesmente, milho. Nos pacotes de bolachas, a descrição da composição do alimento, na maioria das vezes, está em letras pretas, fundo vermelho, brilhante. Não há contraste, o que dificulta a leitura dos ingredientes utilizados no produto.  Dessa forma, a pessoa alérgica ao leite não sabe se pode ou não consumir esse ou aquele alimento.

Estudos conduzidos em 2009 pela Unidade de Alergia e Imunologia do Instituto da Criança do HC-FMUSP mostraram que 39,…

Tratar rinite melhora a asma

Rinite e asma: doenças interligadas Os estudos mostram que cerca de 80% das pessoas que têm asma, têm também a rinite alérgica. O contrário não é tão alto, mas também é expressivo: cerca de 40% das pessoas que têm rinite, têm também a asma. E esta associação não é inerte: as duas doenças interagem.A presença dos sintomas nasais, em especial da obstrução do nariz, leva ao agravamento da asma, piora das crises, maior gasto com remédios, maior sofrimento às pessoas.

A
s pessoas portadoras de rinite (crianças ou adultos) têm alto risco de evoluir com surgimento de asma. O inicio da asma pode passar despercebido, surgindo como uma tosse insistente, quando ri, brinca, ao fazer esforços ou durante a noite.

Numa pessoa que tenha as duas doenças, tratar a rinite melhora a asma?
Sim. É provado que quanto pior estiver a rinite, pior será o comportamento pulmonar. E, o contrário: tratar a rinite leva a uma grande melhora da asma.

Concluindo: embora o nariz e os brônquios tenham funções diferentes, comp…

Asma, Bronquite e Bronquiolite - são a mesma doença?

Asma A asma é uma doença inflamatória complexa, de origem genética (herdada) e que sofre a influência de fatores variados: ambientais (ácaros da poeira, mofo, poluentes, etc.), pessoais (excesso de peso, variações hormonais, refluxo, etc.), infecções, entre outros. Evolui com diferentes graus de intensidade. e momentos de crise e de melhora. É também conhecida popularmente como bronquite alérgica, bronquite asmática, bronquite, entre outros nomes. Aproximadamente 70% a 80% das pessoas que têm asma são alérgicas, podendo se associar com outras doenças como a rinite e a dermatite atópica. Pode acometer qualquer idade, da criança ao idoso.
Bronquite A bronquite se caracteriza pelo acúmulo de secreção e inflamação dos brônquios. Pode ser aguda ou crônica. Considera-se uma bronquite aguda, quando tem duração curta – uma a duas semanas. Nestes casos, as infecções respiratórias são as causas mais comuns. A bronquite crônica tem duração prolongada, ocorrendo em adultos e comumente em fumantes. …

Alergia a esmalte de unhas

O Brasil é o segundo maior consumidor de esmaltes no mundo, segundo a Associação Brasileira da Industria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC). Em consequência, verifica-se também uma prevalência significativa de reações alérgicas a estes produtos. Entenda a alergia - A alergia surge sem aviso prévio, mesmo em pessoas que sempre usaram esmaltes. - A alergia, conhecida como “dermatite de contato” ou “eczema de contato” se manifesta na face, em especial nas pálpebras, em volta dos lábios ou no pescoço; onde a pele é mais fina. De uma maneira geral, não acomete diretamente as unhas, mas pode ocorrer nos dedos.

- Não só esmaltes coloridos, mas também incolores, bases, fixadores podem causar reação nas pessoas sensíveis. - Esmaltes hipoalergênicos também podem provocar alergia em pessoas muito sensíveis. Como diagnosticar? O reconhecimento deste tipo de alergia é feito através da anamnese (história da doença) aliada ao exame físico realizado pelo alergista. Os testes de contato s…

Alergia a analgésicos e anti-inflamatórios

Analgésicos e anti-inflamatórios possuem um mecanismo de ação semelhante. Atuam sobre determinadas substâncias, impedindo sua formação e assim combatem a dor. Por isso, estes medicamentos, embora de fórmulas diferentes, por atuarem de forma semelhante, podem provocar a chamada "reação cruzada" 

Assim, pessoas alérgicas a dipirona, poderão ser também à aspirina (AAS - ácido acetil salicílico) e aos anti-inflamatórios não hormonais (por exemplo: diclofenaco, ibuprofeno, cetoprofeno, piroxicam, entre outros). O maior problema é que existem nas farmácias muitos medicamentos, com nomes diferentes e que contém analgésicos ou anti-inflamatórios em sua fórmula. 

Muitas pessoas perguntam como substituir e qual a medicação mais segura. Porém, não existe uma medicação padronizada que sirva para todos os alérgicos. 

Cada pessoa deve ser analisada criteriosamente pelo alergista para receber uma orientação personalizada, adequada e segura.

Pontos importantes

-Não repita o uso da medicação para…