Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

Alergia a cosméticos

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) alerta para um dos tipos mais comuns de alergia: o relacionado a cosméticos. Esmaltes, lápis de olho, batom, tinta para cabelo estão entre os mais relatados.
As reações causadas por cosméticos podem ser de dois tipos:
. Dermatite de Contato Irritativa - é mais comum e se caracteriza por coceira, queimação e sensação de "picadas", surgindo logo após a aplicação do produto.
. Dermatite de Contato por hipersensibilidade: resulta da sensibilização alérgica e não depende de ação irritante ou tóxica do produto sobre a pele.
Um dado importante é que a alergia não aparece na primeira vez em que é usado o produto, mas sim com o passar do tempo. Os principais sintomas das alergias a cosméticos são: vermelhidão napele, inchaço, formação de bolhas, coceira.
Várias substâncias usadas na pele, como perfumes, cremes e cosméticos, são mais reativas se expostas à luz solar, podendo causar as chamadas fotodermatites.
"Ainda temos outras d…

IgE nem sempre pode prever uma reação alérgica

Fomos questionados sobre um caso interessante:
- Paciente que teve reação alérgica a camarão (coceira no corpo e língua um pouco inchada, realizou exame para saber se era de fato alérgico a esse alimento e o resultado deu baixo (IgE de 5,03 KU/ml).

Desta forma, recebeu a orientação que não precisaria comprar adrenalina autoinjetável, uma vez que a IgE era baixa e a reação não foi tão grave assim (a rigor, esse paciente nem preenche os critérios de anafilaxia).

Essa pessoa foi passar o Carnaval na praia e quase morreu de anafilaxia por camarão! Teve uma reação fortíssima e precisou ser levado ao hospital, de tão mal que ficou. Felizmente, foi socorrida a tempo e já está bem.

O que teria acontecido?
Como todo exame subsidiário, a IgE precisa ser interpretada. A maioria das pessoas acha que para se fazer um diagnóstico basta um exame, mas exames não dizem tudo. É preciso interpretá-los. No caso de reações alérgicas, uma IgE baixa não significa necessariamente baixo risco. Nem IgE alta sig…