Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Uso incorreto de descongestionantes nasais agrava rinite alérgica

Espirros, coceira, iritação.
A rinite alérgica é o que há de mais incômodo com a chegada do outono-inverno.
Pior que ela só mesmo a rinite medicamentosa, que tem como principal agente ativador o uso indevido e desenfreado de descongestionantes nasais.


Adotados por considerável parte da população como itens de cabeceira, os descongestionantes nasais tópicos, aqueles em gotinhas, escondem um verdadeiro risco quando usados sem acompanhamento médico. Seu uso continuado por mais de uma semana pode gerar dependência química, a ponto de o indivíduo fazer uso do medicamento mesmo sem estar com a narina congestionada. "Eu faço uso de descongestionante várias vezes ao dia há dois anos. Não consigo mais viver sem ele", diz Daniela Gonçalves, 19 anos, estudante de jornalismo.

O perigo da má administração do remédio, além do vício, é o efeito rebote. "Se a pessoa tem rinite alérgica, por exemplo, e usa descongestionante em gotas para aliviar a obstrução do nariz, o resultado é que com…

Fast food e asma

A asma (ou bronquite) é uma doença de origem genética (hereditária), mas que sofre grande influência de fatores ambientais. As pessoas portadoras de asma têm os brônquios inflamados, gerando uma sensibilidade exagerada para fatores do ambiente que são inócuos para as pessoas que não são asmáticas. A asma se acompanha de um processo imunológico alterado que se reflete não apenas nos pulmões, mas em todo o organismo.

Os principais fatores desencadeantes de asma são:
. Alergia: poeira, mofo, pelo de animais;
. Irritantes: cheiros ativos, fumaças, mudanças de temperatura;
. Infecções;
. Medicações;
. Fatores emocionais; etc.

Alimentos são causas mais raras de asma, ocorrendo em pouco mais do que 5% dos casos, em especial nas crianças pequenas. Por isso, habitualmente não se recomenda uma dieta especial aos portadores de asma, a não ser que seja comprovada uma alergia alimentar.

A Organização Mundial de Saúde recomenda que o leite materno seja a alimentação exclusiva nos primeiros 6 me…

Convite

Doenças alérgicas subvalorizadas nas crianças

As doenças alérgicas, nomeadamente a rinite e asma, são muitas vezes menos valorizadas, "sub diagnosticadas" e menos tratadas do que deveriam, denunciou o presidente da Sociedade Portuguesa de Pediatria. Os pais são os primeiros a subvalorizar estas situações.

Contudo, ainda há alguns médicos que consideram que estas doenças "passam com a idade". É preciso esclarecer "erros e mitos" relacionados com estas doenças, sublinhou o pediatra, defendendo que "quanto mais cedo se começa o tratamento, melhor é o prognóstico".
O médico adiantou que as doenças alérgicas são muito mais prevalentes nas crianças, atingindo o pico na adolescência.  Mas, também afetam adultos.
Estas doenças contribuem para prejuízo no rendimento escolar e na qualidade de vida, pois são altamente incômodas. Alergias sofrem influência de vários fatores ambientais, bem como de ordem psicológica. Por exemplo, uma pessoa pode ficar triste porque sente que o seu desempenho não es…

Ar condicionado e alergia

O Brasil enfrenta um período de grande calor e, convenhamos, não dá para fugir do ar refrigerado, no trabalho, bancos, empresas, shoppings, sem contar nos carros, ônibus, e, por que não? Em casa! Aí surge a dúvida: alérgicos podem permanecer em ambientes refrigerados? A resposta é sim, mas é bom conhecer dicas para uma convivência saudável com o aparelho.
Não pretendemos esgotar o tema, mas sim fazer algumas considerações:

 - O aparelho de ar condicionado, para obter o resfriamento ambiental, tende a ressecar o ar. O ar mais frio e mais seco pode afetar o trabalho e a sensibilidade nasal, ocasionando sintomas.

- Algumas pessoas portadoras de asma e rinite pioram sintomas em ambientes refrigerados.

- O ambiente fechado e condicionado propicia condições para transmissão de viroses, gripes e resfriados, que por sua vez constituem fatores agravantes da asma e da rinite alérgica.

- O ar condicionado central pode se associar à proliferação de fungos e bactérias no seu interior, quando não…

Alergologistas alertam para os perigos da tatuagem de henna

O verão, estação mais amiga do sol, esconde armadilhas principalmente para quem é alérgico a picadas de insetos e quem sofre de sensibilidade cutânea. A estação mais esperada pelos adoradores de praias e piscinas é também muito bem vinda para quem sofre de alergias respiratórias como rinite e asma, quando podem respirar com mais tranquilidade. Porém, os consultórios médicos especializados em alergias registram aumento de até 30% na procura, quando comparado a outros períodos do ano.

– Um exemplo de armadilha é a popular tatuagem de henna, aplicada principalmente em crianças – adverte o presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia do Rio de Janeiro Fábio Chigres Kuschnir. – O corante presente na combinação acaba por sensibilizar a pele, provocando coceiras e até queimaduras.

Fábio chama atenção para a dermatite de contato que é a irritação da pele causada pela exposição a diversos produtos como loções hidratantes, pomadas e até cremes antialérgicos com presença de substânc…

Quarto de alérgico

Uma pessoa adulta permanece no quarto de dormir em média por 7 ou 8 horas, sendo quase todo esse tempo na cama. Uma criança fica na cama entre 8 a12 horas e mais algum tempo no chão, brincando.
Ácaros se alimentam de descamação da pele (dermatophagoides - derma=pele e fagóides=comedor). O ser humano descama mesmo é quando está deitado, isto é: nos travesseiros e colchões.
O quarto do alérgico pode ser bonito, agradável, aconchegante e... saudável. Vale a pena! Veja na figura e siga as dicas: Desenho: Globo online



1) Almofadões: evite usar ou coloque capas com fechos, permitindo a lavagem frequente.

2) Animais: o ideal é não ter animais de estimação. Caso já tenha, não permita que fiquem no quarto ou que subam em camas ou estofados. Banhe-os semanalmente.

3) Cigarro: não fume e não permita que fumem em seu quarto.

4) Cortinas: prefira as curtas e fáceis e lavar ou substitua por persianas.

5) Limpe o quarto todos os dias e retire o pó com pano úmido embebido em sabão. Evite usar vassoura ou…

Legumes podem proteger contra problemas respiratórios

De acordo com um estudo realizado pela Universidade da Califórnia (EUA), comer vegetais crucíferos, como couve flor e brócolis, pode proteger contra asma, rinite alérgica e outras doenças pulmonares.Para os especialistas, esses vegetais possuem um composto natural chamado sulforafano que causa no organismo humano um efeito antioxidante.

Os pesquisadores analisaram 65 pessoas que tomaram, durante três dias, doses de alfafa ou de brócolis. Eles constaram que o brócolis provocou um aumento das células antioxidante e a elevação dos níveis de proteínas das células das vias respiratórias, que consequentemente protegem o pulmão.

Siga as dicas da nutricionista Cristiana Andreoli do Centro Universitário S. Camilo, em S Paulo, para fazer com que os legumes entrem na dieta das crianças sem cara feia:

- nas receitas de tortas e panquecas,substitua parte do leite ou da água por suco de beterraba, espinafre ou cenoura;
- inclua hortaliças bem picadinhas nos recheios de pizzas e salgados;
- acrescente be…