Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Jogos esportivos para crianças e adolescentes portadores de asma e alergias

Em Junho de 2013 serão realizados na província austríaca de Salzburg os Jogos esportivos para crianças e adolescentes portadores de asma e alergias, com objetivo de demonstrar que o controle adequado da doença permite uma vida esportiva saudável e que a atividade física auxilia na superação da doença. 

O Dr Natalio Salmun (Argentina) esclarece: “ - Nós convidamos delegações, cada uma composta por um máximo de 12 crianças entre 12 e 16 anos e três acompanhantes adultos por cada país. As competições englobam uma grande variedade de esportes: atletismo, natação, basquete, vôlei e futebol.  A mensagem que queremos transmitir às crianças é que elas podem ter uma vida esportiva ativa, mesmo sendo portadoras de asma e que a prática regular de esportes é boa para a sua saúde, desde que sejam respeitadas suas caracterísicas e limites individuais.” 
Estudos demonstram que a boa forma física tem efeito favorável sobre a asma. A atividade física regular é benéfica para o funcionamento dos pulmões,…

Reciclagem de bombinhas

Na Inglaterra, foi lançado o primeiro programa europeu para reciclagem de "bombinhas" - inaladores em aerossol usados no tratamento da asma e DPOC. Os dados apontam que no Reino Unido são utilizados cerca de 73 milhões de inaladores em cada ano, que ao final são jogados ao lixo, contribuindo para uma série de problemas ambientais. 

Segundo os organizadores da campanha, a reciclagem evitaria a emissão de cerca de 512.330 toneladas de dióxido de carbono, quantidade comparável ao emitido por um carro se desse a volta ao mundo por 88.606 vezes. Este programa de reciclagem foi lançado na semana passada, organizado por um fabricante da indústria farmacêutica com a participação de 1.300 farmácias conveniadas para receber os dispositivos usados. 

O lançamento da campanha foi marcado pela instalação de um inalador gigante em uma estação de trem, como mostrado no vídeo abaixo.



Fonte: todoalergias

Folia sem alergia

Não deixe a alergia atacar o seu Carnaval

A lista de preparativos para a festa do Carnaval é tão extensa que os alérgicos se esquecem de alguns cuidados. Para ajudar na diversão, o alergista Fábio F. Morato Castro, presidente da ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia), dá dicas de como não deixar a alergia afetar a folia. 

Fantasia de Carnaval 
Roupas guardadas ou alugadas reúnem uma grande quantidade de ácaros e fungos, que afetam diretamente os alérgicos com rinite ou asma. Antes de vestir a fantasia, é indicado lavá-la ou deixá-la por algumas horas exposta ao sol. 

Ambiente limpo 
Se a ideia é viajar e desfrutar do lazer de uma casa de veraneio, é importante fazer a limpeza no local e deixar o ambiente bem arejado. Imóveis fechados por muito tempo e sem limpeza estão propícios a ácaros e fungos, por acumularem poeira e mofo, o que prejudica os portadores de rinite e ama. 

Picada de insetos 
O verão é a época em que os insetos se reproduzem muito, principalmente, nas prai…

Analgésicos e anti-inflamatórios

Analgésicos, antitérmicos e anti-inflamatórios são os maiores responsáveis pelas urticárias causadas por medicamentos.

Para que se entenda porque os analgésicos provocam tais reações em algumas pessoas é importante conhecer o mecanismo de ação dessas substâncias e o porquê da reação adversa. O organismo produz substâncias chamadas prostaglandinas, envolvidas nas reações inflamatórias. Estas prostaglandinas provocam dor, calor, vermelhidão e inchação no local do processo inflamatório. Os analgésicos atuam impedindo sua formação e assim combatem a dor. Da mesma forma, os anti-inflamatórios, embora de fórmulas diferentes, agem no mesmo sítio, ou seja, todos atuam impedindo a geração de prostaglandinas. 


Lembretes
 - Analgésicos e anti-inflamatórios podem provocar urticária e edema (vermelhidão, placas e inchação) e até asma em algumas pessoas. 

 - Não existe um teste ou exame no sangue que seja definitivo para diagnosticar a sensibilidade aos analgésicos e anti-inflamatórios. O diagnóstico …