Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Leite: culpado ou inocente?

O Ministério da Saúde americano adverte: a intolerância ao leite é rara e o produto está liberado para grande parte dos adultos, e não o contrário. Não se justifica retirá-lo da dieta sem ter certeza de que o problema realmente existe. O alerta feito nos EUA tenta combater teorias contra o leite que ultrapassaram as fronteiras e chegaram a vários países, entre eles o Brasil.


Por aqui, cientistas organizaram um tribunal científico sobre o produto, cujas análises foram publicadas no livro Leite para Adultos - Mitos e Fatos Frente à Ciência (Editora Varella). O leite de vaca é saudável, apontam. A intolerância e as alergias são raras. E não há evidências científicas de que cause doenças respiratórias como a asma, por exemplo. Por outro lado, ainda é controverso que o leite seja benéfico por exemplo para úlceras, como diz a sabedoria popular.


"O leite é um alimento muito rico do ponto de vista nutricional. E seu consumo por pessoas sem componentes restritivos é salutar", afirma a …

Parece, mas não é...

Nariz escorrendo: resfriado ou alergia?


Nem sempre é fácil diferenciar a alergia de um resfriado ou gripe. Às vezes leva um pequeno trabalho de detetive para descobrir a causa do problema. Aqui estão algumas pistas:




1) Causa
Resfriados são causados por vírus. Podem afetar qualquer pessoa.
Alergia: tem na sua base uma predisposição genética (hereditária), afetando apenas as pessoas sensíveis. Mas, fatores ambientais influenciarão no aparecimento dos sintomas.

2) Ocorrência dos sintomas
Resfriados: os sintomas surgem, duram alguns dias e somem.
Alergias: os sintomas se repetem, como se a pessoa estivesse sempre resfriada.

3) Duração
Resfriados: duram cerca de 4 a 7 dias.
Alergia: duração é variável, podendo ser perene, dependendo do maior ou menor contato com o agente causador (alérgeno). 

4) Estado geral da pessoa
Resfriados: provocam mal estar, abatimento, perda de apetite e dor no corpo.
Alergia: na maior parte das vezes, o estado geral do alérgico é bom.

5) Sintomas
Resfriados: coriza, congest…

Congressos de Alergia e Asma no Rio de Janeiro

" 3 Congressos em 1
De 13 a 16 de Novembro 2010, será realizado no Rio de Janeiro o XXXVII Congresso Brasileiro de Alergia e Imunopatologia, englobando também o XVI Congresso Latinoamericano de Alergia e Imunologia Clínica e o Congresso Nacional de Asma (CONASMA). 
O tema principal dos congressos é “Doenças Alérgicas: dos Genes ao Tratamento”. O programa científico será composto por Simpósios, Colóquios, Encontros com o Especialista, e Conferências. Além disso, com os auspícios da “World Allergy Organization” será promovido o Programa para Sociedades Emergentes, onde Sociedades Latinoamericanas de Alergia não estruturadas receberão orientações técnico-científicas para que possam vir a se desenvolver. ”Queremos oferecer a todos os participantes, atividades científicas do mais elevado nível, bem como discutir as aquisições mais recentes no manejo das doenças alérgicas”, afirma Dr. Dirceu Sole, presidente do XVI Congresso Latinoamericano de Alergia, Asma e Imunologia.


Um dos tem…

14 de outubro: World Spirometry Day 2010

Hoje, dia 14 de Outubro, é comemorado o dia mundial da espirometria, como parte das comemorações do ano do Pulmão.
Espirometria ou Prova Funcional Respiratória, é um exame que avalia a função pulmonar, usado para diagnóstico, prevenção e acompanhamento de diversas doenças pulmonares.  O ideal seria que este exame fosse ntegrado à avaliação de todos os pacientes portadores de sintomas respiratórios. Na asma, é uma medida objetiva importante para seu diagnóstico e tratamento. Fumantes deveriam realizar a espirometria após os 40 anos, a fim de detectar precocemente possíveis alterações em sua função pulmonar.
A palavra espirometria deriva do latim: spirare = respirar e metrum=medida. A técnica é simples: a pessoa sopra diversas vezes em um aparelho acoplado a um computador que registrará as medidas dos fluxos e volumes pulmonares. Em geral, interrompe-se o exame para utilizar um broncodilatador e pós alguns minutos, as medidas são repetidas.
Convido a todos para assistir o vídeo elaborado p…

Alérgicos e cães - uma parceria a ser compreendida

Há muita controvérsia neste tema e não é nossa intenção ditar regras. Nem toda pessoa que tem asma ou rinite tem também alergia aos cães. Cada caso é um caso e cada pessoa é única, sendo impossível emitir um parecer que sirva igualmente para todos. Este tema surgiu a partir de um estudo publicado na Revista de Pediatria em Outubro de 2010, mostrando que ter um cão em casa diminui o risco de as crianças com antecedentes familiares de alergias desenvolverem eczema. O mesmo não se verifica se o animal de estimação for um gato. Neste caso, os riscos aumentam significativamente. O estudo foi realizado na Universidade de Cincinnati e publicado no Journal of Pediatrics. A polêmica já havia se instalado a partir da teoria da higiene, que teve seu auge na década passada e que defende a tese de que o aumento da prevalência da alergia nos últimos anos pode ser atribuído ao excesso de higiene no mundo moderno, incluindo o menor contato de crianças e adultos com animais e com a natureza. Então, va…

Pitiríase rósea

É uma doença conhecida desde 1860, quando foi descrita por Camille M. Gibert, sendo conhecida também como Pitiríase rósea de Gibert.
Não se conhece exatamente a causa, mas parece que a hipótese mais viável é que seja ocasionada por vírus, como por exemplo, o vírus do herpes. Mas, é possível que dependa de uma tendência genética do indivíduo, o que seria um facilitador do aparecimento da doença. Questiona-se também outros mecanismos, envolvendo alguns tipos de medicamentos, autoimune, associação com outras doenças, etc. Fatores psicológicos ou estresse podem facilitar o aparecimento da doença, assim como alterações da imunidade e gravidez. Não é contagiosa.
É mais comum em adultos, acometendo mulheres e homens, sendo rara em crianças pequenas e em idosos, ocorrendo preferencialmente na primavera e no outono. O maior problema é que sua evolução pode ser prolongada e durar de semanas a meses, assustando o doente. Em alguns casos pode recidivar, mas não é comum que aconteça


Quadro clínico.

Pigarro – “o bichinho do han han"

Pigarro é um velho conhecido de todos, pois se trata de uma afecção comum. Parece com uma pequena tosse para aliviar a sensação de embaraço ou coceira na garganta. O pigarro tem a finalidade de expelir uma secreção acumulada aliviando o desconforto.
A causa mais comum de pigarro não é a alergia, mas sim o tabagismo. O fumante sofre a ação tóxica das substâncias presentes no cigarro e isso altera seu mecanismo de defesa e limpeza na garganta e vias respiratórias, gerando a necessidade constante de limpeza da garganta com pigarros freqüentes. No caso, fumantes costumam evoluir com piora do quadro, surgindo a tosse crônica e agravamento do seu quadro. 
É importante ressaltar que a fumaça do cigarro pode causar pigarro tanto para o fumante como para as pessoas que convivem com ele (tabagismo passivo).
Outras causas de pigarro:
- Resfriados e gripes podem se acompanhar de aumento da secreção (muco) resultando numa sensação de irritação na garganta e conseqüente pigarro.
- A Rinite alérgica p…