Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2008

Frio e clima seco podem piorar alergia

O período de inverno se acompanha de baixas temperaturas, mudanças climáticas, o que pode influenciar pessoas alérgicas. O ar mais frio e a umidade ambiental aumentada favorecem um desenvolvimento maior de ácaros e fungos (mofos ou bolores). Além disso, outros fatores contribuem para a piora da alergia no inverno:

-Menor tempo ao ar livre e maior permanência em ambientes fechados.
-Mudanças bruscas de tempo são mais comuns nesta fase.
-Uso de edredons, cobertores e agasalhos guardados por longo tempo.
-Maior incidência de viroses, gripes e resfriados.
-O ar seco e frio é um fator irritante da mucosa respiratória.
Contudo, alergia é doença do ano inteiro, ou seja, merece atenção permanente. No inverno, as crises tornam-se mais freqüentes, aumentando o incômodo de quem convive com o problema.

Asma

A asma, também conhecida como bronquite asmática ou como bronquite alérgica, pode piorar no período do inverno. As crises se acompanham de falta de ar, cansaço, sensação de chiados no peito, secreção,…

Trânsito e risco de alergia em crianças

Estudo realizado na Alemanha sugere que crianças moradoras em regiões de trânsito movimentado tem maior chance de desenvolver doenças alérgicas como asma e infecções de pele. Os pesquisadores do Instituto de Epidemiologia do Centro Helmholtz para Pesquisa de Infecções analisaram durante 6 anos, 3 mil crianças em dois grupos – o primeiro residia no centro da cidade de Munique, no sul da Alemanha, e o segundo era composto por crianças que viviam em áreas de menos trânsito em outros pontos da cidade.

Observou-se que, quanto mais longe do trânsito as crianças moravam, menor era o risco de desenvolver doenças respiratórias. De acordo com os pesquisadores, trata-se do primeiro estudo epidemológico controlado em laboratório que comprova os efeitos já conhecidos da poluição do trânsito na saúde das crianças.
Para chegar aos resultados, a equipe analisou questionários respondidos pelos pais e analisou exames de sangue para constatar a presença de anticorpos dos tipos mais comuns de alergia. Al…

Asma é sempre igual?

Não, nem toda asma é igual!
A asma, também chamada de bronquite asmática, bronquite alérgica ou simplesmente bronquite, manifesta-se por crises de chiado, tosse e falta de ar.

No entanto, a doença pode se modificar de acordo com a causa que está envolvida na provocação das crises. Por isso, pode assumir vários padrões clínicos, tais como:

- Asma por alergia a inalantes (ácaros): é o tipo mais freqüente. As crises em geral não são intensas, mas costumam ser repetidas ou até diárias, em especial nos meses de outono e inverno. Ocorre mais em pessoas alérgicas, sendo comum a associação com a Rinite. Em geral, há história de outros casos de alergia na família e os testes cutâneos são positivos para ácaros e para poeira domiciliar.

- Asma por alimentos: é mais comum em crianças pequenas, nos primeiros meses ou anos de vida, sendo o leite de vaca o mais freqüente provocador de crises. Em geral, ocorre muita secreção (catarro) tanto nos pulmões como nasal, com roncos e ruídos borbulhantes e pouc…