Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

ASMA

O que é Asma?      A asma, popularmente conhecida como bronquite alérgica, é uma doença crônica dos pulmões que tem como principal característica a presença de uma inflamação nas vias respiratórias que provoca um aumento da sensibilidade à vários estímulos (hiper-reatividade ou instabilidade dos brônquios). Estes brônquios instáveis, ao serem provocados fazem surgir os sintomas da asma.
Quais os principais sintomas da doença? Os sintomas principais da asma são:  Sensação de “peito preso”  Falta de ar, cansaço fácil.  Chiados no peito  Tosse (com ou sem catarro)
Mas, vale ressaltar que os sintomas variam de pessoa para pessoa.
Quem pode ter asma?  Embora seja mais comum na infância, a asma pode acometer qualquer idade, do bebê até o idoso. Existem casos em que a asma se inicia no adulto e até mesmo na terceira idade. 
Como identificar uma crise de asma?   Uma crise que está iniciando (leve) provoca o aparecimento de sinais que podem variar muito e incluem: -  Sensação de “peito preso” ou de “resp…

Urticária Crônica Espontânea: O que fazer quando os antialérgicos falham?

O tratamento da urticária crônica consiste em um conjunto de medidas, que vão desde a retirada ou neutralização da (s) causas (s) até o uso de medicamentos. Entretanto, nem sempre é possível afastar ou neutralizar as causas, principalmente na urticária crônica espontânea. Os antialérgicos (anti-histamínicos) não sedantes são os medicamentos de escolha para o controle dos sintomas. Inicialmente, são utilizados nas doses licenciadas (recomendadas em bula). Nos casos com pouca resposta, o médico poderá aumentar a dose em até 4 (quatro) vezes. Porém, algumas vezes, mesmo com o uso dos antialérgicos em doses aumentadas, a doença não fica controlada, configurando uma urticária de difícil controle. Ocasionalmente o corticóide (cortisona), que é um potente anti-inflamatório, pode ser receitado. Este uso deve ser recomendado somente nos casos de crises graves e por períodos curtos de tempo (máximo de 10 dias). O uso prolongado pode ocasionar efeitos colaterais significativos, como hipertensão…