08 fevereiro 2012

Sensibilidade a cheiros nem sempre é alergia - pode ser intolerância química



Muitas pessoas se queixam que ficam incomodados diante de cheiros fortes, perfumes ou após contato com produtos de limpeza. Mas, nem sempre esta hipersensibilidade olfativa é uma alergia. 


Quando nosso organismo se torna alérgico à alguma substância, isto significa que desenvolveu uma hipersensibilidade através da formação de anticorpos ou de células da defesa imune, que passaram a reconhecer a presença daquela “coisa” como algo estranho, algo que precisa ser eliminado ou combatido. Entretanto, algumas pessoas podem manifestar intolerância a cheiros fortes  sem que tenham qualquer indício de sensibilização alérgica, ou seja, com testes alérgicos negativos.


Estudo recentemente conduzido na Suécia comprovou que estes indivíduos não conseguem se acostumar a um cheiro de certo ambiente mesmo que passem longo tempo exposto a tal odor. Numa pessoa normal a percepção do odor vai diminuindo ao longo do tempo, o que não acontece aos indivíduos intolerantes. Foram analisados exames de eletroencefalografia e imagens funcionais cerebrais para demonstrar que ao contrário das pessoas normais os intolerantes não apresentavam redução da atividade cerebral mesmo após horas de exposição a diferentes cheiros, tratando-se de uma sensibilidade que vai além da mucosa e dos receptores de olfato do nariz abrangendo também o cérebro. 


Os sintomas em ambas as situações podem ser parecidos, queixando-se o paciente de coriza, espirros e mesmo obstrução. Mas o prurido (coceira) nasal ocorre quase que exclusivamente nos alérgicos podendo vir também acompanhado de coceira nos olhos e na garganta. Em se tratando de alergia, os testes alérgicos podem auxiliar no diagnóstico e o afastamento dos alérgenos envolvidos beneficia o paciente. Tratamento a base de anti-histamínicos, corticoides tópicos e imunoterapia (vacinas) são recomendados para os alérgicos, mas pouco beneficiam os intolerantes.  


Em resumo, intolerância química e alergia são bem diferentes e ocorrem por mecanismos diferentes no organismo humano. Enquanto a alergia é uma reação do sistema imunológico, a intolerância química e uma reação do sistema nervoso. 


Clique na figura e leia a entrevista do presidente da ASBAI sobre este tema.
 Fonte: Veja on line. 

37 Dê sua opinião:

Anônimo disse...

me ajudou muito esta reportagem pois tenho horror a perfume doce

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Fico feliz em saber que pudemos ajudar, de alguma forma. Agradecemos sua visita e sua participação em nosso blog.

Anônimo disse...

Olá, sou Maria de Lourdes, tenho 42 anos. De 3 anos para cá venho me sentindo muito mal achando que tinha me tornado uma pessoa alérgica a tudo quanto cheiro fosse. Sua reportagem me ajudou a exclarecer o que vem acontecendo comigo. Meu organismo reage de forma hororosa aos fortes cheiros, sejam eles de sabão em pó ao sabonete. Tudo começa com ardência na garganta e congestão nasal, muita tosse e logo aparece aquele catarro esverdeado. É uma coisa de louco! Por vezes tenho que entrar com antibióticos. Será que há algum tratamento altermativo. É horrível viver assim, tudo e todos tem cheiros! Aguardo resposta, grata.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Maria de Lourdes: é possível tratar os sintomas nasais. Embora não haja cura, é possível melhorar sua qualidade de vida. Estamos ao dispor caso você more no Rio de Janeiro. Gratos por sua visita.

Berilo Ramos disse...

seus esclarecimentos sobre a diferença entre alergia e intolerância à cheiro vai ser muito útil. obrigado.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Berilo: ficamos felizes em poder ajudá-lo. Agradecemos sua visita e aproveitamos a oportunidade para convidá-lo a assinar nosso blog e passar a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

Anônimo disse...

Olá, sou Valdecir Trento tenho 50 anos, a 1 ano e 8 meses apos dedetizar uma casa, passei a sofrer de todos os sintomas relativos a intolerância química, já fui em 5 médicos sem ter um diagnostico(CARDIOLOGISTA ME MANDOU PARA GASTRO, QUE ME MANDOU ALERGISTA, QUE MANDOU PARA PSIQUIATRA, QUE ME MANDOU PRO CLINICO E ASSIM POR DIANTE. Comecei a pesquisar e descobri que tenho a Intolerância Química, mas os médicos daqui não sabem lidar com esta patologia. Estou desesperado, pois não consigo mais trabalhar pois todos os cheiros (de tintas a sabonetes pesticidas, roupas, fumaças postos de gasolina, até o cheiro dos supermercados me fazem mal) não tenho onde ir sem que comece uma forte dor de cabeça e insonia, nos meus exames feitos com os médicos todos deram negativos inclusive ressonância da cabeça.Meu local de trabalho é uma loja de produtos agropecuários, no ambiente tem produtos químicos medicamentos e pesticidas, mesmo que eu não os manipule, eles estão no meu local de trabalho.Me da uma luz por favor!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Peço sua compreensão, mas o parecer que solicita não pode ser emitido através da internet, sem analisar seus dados clínicos e sem examinar pessoalmente. A nossa equipe médica está ao seu inteiro dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro.
Obrigado pela visita

Anônimo disse...

sou antoninha de caxias do sul, rs, tenho 39 anos, me intoxiquei com acetato, há 2 anos, quando trabalhava com o mesmo, de la para cá, fiz muitos exames, ficou comprovado que n tenho nem uma alergia, muitos remedios, bombinhas mudei de emprego, mudei novamente, pois sempre conciente que não é alergia e que não tem cura, há seis meses tive que sair do novo trabalho pois tinha um cheiro que ninguem sentia só eu, ficava sem voz, completamente, era cheiro de resina já seca e somente eu que sentia cheiro na peça, vou ter que mudar de ramo, estou desempregada e não está facil de conseguir, pois tenho que analisar tudo antes, sera que essa hipersensibilidade vai me acompanhar pelo resto de minha vida???, tento me adaptar mas não é facil, o mercado não oferece produtos de limpeza sem cheiro, eta deficuldade, atenciosamente: Antoninha molon

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Peço sua compreensão, mas o parecer que solicita não pode ser emitido através da internet, sem analisar seus dados clínicos e sem examinar pessoalmente.

Anônimo disse...

Sou a Luana, tenho 29 anos e sempre que uso algum perfume doce sinto muito enjoo. E são os meus preferidos, Só acostumei com um Até hoje. Pode ser algum tipo de hipersensibilidade ou intolerância? ou pode ser algo mais sério que precise procurar um médico? e qual especialidade?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Luana: o seu relato sugere que seja uma intolerância e não uma alergia. Mas não é possível afirmar pela internet, sem analisar seus dados clínicos e sem examiná-la pessoalmente. Aconselho que procure um (a) alergista para orientá-la. Gratos pela visita.

trento disse...

Olá boa tarde. Meu nome é Valdecir Trento e tenho sofrido de intolerância química acentuada a mais de 2 anos, moro em Foz do Iguaçu, tenho 50 anos e trabalho com produtos Veterinário e inseticidas,e não achei nenhum médico que entenda sobre este assunto por aqui,cheiros como:sabonetes, desodorantes, tintas, material de construção, e também ambientes de bancos,lojas,oficinas, posto de combustível e tantos outros fazem desencadear dores de cabeça com a sensação de queimação que podem durar de horas a dias chegando a níveis insuportáveis quando estou em crise, fico preso dentro de casa e mesmo assim não passa.Não posso trabalhar pois não consigo entrar no meu emprego visto os produtos que comercializo.QUERIA SABER SE TÊM TRATADO DE PESSOAS NAS MINHAS CONDIÇÕES, Pois já fui no Rio de Janeiro no Dr Tibiriçá e o mesmo disse nunca ter visto caso como o meu. Preciso saber se tem algum especialista nesta área especifica de Intolerância Química que eu possa consultar.
agradeço suia atenção.
Atenciosamente,

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Trento: desconheço um profissional especializado no tratamento que solicita. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia

Anônimo disse...

Olá, sou Claudia e acho que me enquadro no caso de intolerante, mas o fato é que sempre que me sinto incomodada com os fortes cheiros, sinto também que fecha minha garganta e tenho que correr ao hospital pois os anti alergicos nao resolvem. porém nos testes de alergia deu tudo negativo. É normal fechar a garganta do intolerante ? me ajude, por favor!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Claudia: nao e possível opinar especificamente sobre seu caso pela internet. Existem situações específicas e diferentes que incluem a alergia e a intolerância. Neste ultimo caso, não causa reação anafilática. Caso more no Rio, a nossa equipe médica está ao seu dispor para atendê-lo(a) no ambulatório da Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro para avaliar seu caso e prestar esclarecimentos. Gratos pela visita ao Blog da Alergia

Anônimo disse...

olá meu nome e claudinéia tenho um filho com 11 anos faz 3 anos que ele reclama com cheiros fortes inclusive de sertas refeições . já consultou e fez exames ate do coração mas não deu nada

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Olá Claudinéia, bom dia. Sintomas relacionados a cheiros fortes remetem inicialmente a um processo de rinite, independente de ser alérgica ou não. Leve seu filho a um(a) alergologista, para que ele seja avaliado, para, em primeiro lugar, esclarecer o que ele tem, e depois trata-lo. Caso você seja do Rio, estamos diariamente na Policlínica Geral do Rio de Janeiro, e se for de fora, Entre no site da sbai.org.br e encontre um especialista mais próximo a vocês. Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

Sinto o cheiro de cloro da agua, quando estou com algum tipo de dor ou baixa imunidade, o que pode ser isto?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Olá, boa tarde. Isto pode ocorrer por aumento da sua capacidade sensitiva, ou mesmo da sua percepção, em momentos de dor ou stress. Obrigado pela visita.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Silvia: o seu relato não sugere que possa ser uma alergia. Mas. é melhor que esta avaliação seja feita pessoalmente em consulta médica com um(a) alergista. Obrigado pela visita ao Blog da Alergia.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rosana: a dor de cabeça é semelhante, independente da causa, podendo variar em intensidade e na localização. A diferença está na análise dos dados clínicos de cada paciente, Desta forma, o médico poderá diferenciar em cada paciente. Obrigado por visitar o Blog da Alergia.

Rosana Bicudo disse...

um neurologista pode me ajudar quanto a intolerancia quimica?

Rosana Bicudo disse...

a intolerancia quimica causa irritação na garganta?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rosana: a intolerância a odores pode ocasionar desconforto na garganta, afastadas outras causas para o sintoma. A intolerância pode causar dor de cabeça e este sintoma deve ser diferenciado de uma enxaqueca, com o parecer de um(a) especialista em neurologia. Obrigado pela visita;

Rosana Bicudo disse...

Muito obrigada pela sua resposta Dra, agora encontrei uma direção

Gilberto Filho disse...

Deste 2012 eu veio sofrendo com os odores de perfumes. sabonetes.produtos de limpeza e etc....
Eu chego ficar com falta de ar e as vezes chego a vomitar sangue e ainda quando suor o nariz tbm sai sangue
Me da uma forte queimação como se fosse uma azia muito forte que nem remedio como estomazil e outroa resolva.
O que devo fazer para amenizar meu problema

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Gilberto: a intolerância não é uma doença alérgica. Desconheço um tratamento específico para a intolerância aos odores. O uso de medicamento para controle da inflamação nasal pode seru util. Além disso, medidas de prevenção, como por exemplo evitar uso de rpodutos co fragrância para uso pessoal (perfumes, desodorantes, hidrantes, etc) bem como na limpeza da casa (amoníacos, desinfetantes, ceras, gasolina, querosene, etc)
Evitar os locais que tenham sido pintados recentemente.
Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Dayse disse...

Fiz teste alérgico. Deu negativo. Me disseram que tenho intolerância. A médica me mandou ficar longe do que me dá intolerância! Ou seja do mundo! Vou para uma ilha isolada? Como ficar longe de perfumes, se todo mundo usa? Longe de produtos de limpeza, se vc entra em qualquer lugar e estão usando e fica lá o cheiro, no banheiro, na restaurante, no trabalho, etc. Resultado tomo antialergicos direto a vários anos.faz mal? Faz! Fazer o quê? Não posso é ficar com dor de cabeça, insuportável, com os cheiros do mundo. olha que mesmo tomando antialergico todo dia mesmo assim, a garganta fica irritada, o nariz coça e a dor de cabeça ataca.

Rosana Bicudo disse...

sou intolerante, testes todos negativos. não suporto cheiros, tenho Dor de cabeça, quem devo procurar um neurologista ou voltar ao alergista?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Olá Rosana, boa tarde. Num primeiro momento você deve ser avaliada por um Alergista ou Otorrino. Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

Tenho intolerância a cheiro de frituras, fumaça de cigarros, água sanitária e soda cáustica, mofo e poeira. Sera que tenho intolerância e alergia ao mesmo tempo?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O seu relato não sugere que seja uma alergia. Contudo, não é possível afirmar sem examinar pessoalmente. Recomendo uma consulta com alergista para que este possa avaliar o seu caso, conduzir a investigação diagnóstica e indicar o tratamento adequado para você. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Raphael Santos disse...

Boa tarde... Já sinto até vergonha de ser diferente. Sinto cheiros que ninguém sente...cansadas de me mandaren ir ao médico...outras falam: -toma remédio...a única coisa ruim do meu trabalho são as pessoas que tomam banho de perfume. O médico disse que ainda não existe tratamento para este tipo de intolerância. Preciso de ajuda. Carla Cristina

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Carla: o tratamento é paliativo, para amenizar o desconforto acarretado pela intolerância, mediante avaliação clínica de forma criteriosa para avaliar fatores envolvidos que podem influenciar no sintoma. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Unknown disse...

Bom dia! eu me chamou Elenice sou da Bahia de um município de Lauro de Freitas.. Já estou com 5 anos com isso não aguento mais quando muda o tempo ficou muito ruim

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Elenice Boa tarde Compreendo seu sofrimento e gostaria de poder ajudá-la. Mas, a orientação clínica deve ser preferencial na determinação do diagnóstico, independente de qualquer procedimento, Ou seja, nada substitui a consulta médica, a análise da anamnese e dos dados obtidos no exame físico. Gratos por sua visita.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...