01 agosto 2011

Asma - Bronquite Alérgica - Bronquite Asmática

Asma - doença crônica dos pulmões que tem como principal característica a presença de uma inflamação nas vias respiratórias que provoca um aumento da sensibilidade à vários estímulos (hiperreatividade ou instabilidade dos brônquios). Estes brônquios instáveis, ao serem provocados (por exemplo – pela poeira) fazem surgir os sintomas da asma. Muitas vezes é chamada de bronquite alérgica ou de bronquite asmática.

Os sintomas da asma variam em cada pessoa, mas os principais são:
- Sensação de “peito preso”,
- Falta de ar, cansaço fácil
- Chiados
- Tosse (com ou sem catarro)

Como a asma se manifesta:
• A asma pode ser uma doença esporádica, com sintomas leves – por exemplo uma tosse, que “vai e vem”. É a asma leve ou esporádica
•Em outros casos, os sintomas já surgem com maior frequência - mais de duas vezes por semana e menos de uma vez ao dia. É a chamada asma leve persistente
•Se os sintomas passam a ser mais frequentes, com crises mais de duas vezes por semana e podendo durar dias, já caracteriza uma asma moderada persistente.
•Os casos mais graves, acompanham-se de crises diárias, com falta de ar evidente, e prejuízo da qualidade de vida da pessoa: é a asma grave.  Os casos graves são fáceis de reconhecer. Atenção para os sintomas leves e procure um alergista. Lembre-se:
“Prevenir é melhor do que remediar”

Causas de asma:
A asma pode ser causada por vários fatores, alérgicos ou irritantes, como por exemplo:
• Alergia: poeira, ácaros, mofo, pêlos de animais, baratas.
• Infecções: viroses - como as gripes e resfriados, ou ainda as sinusites.
• Irritantes: mudanças de tempo, fumaças, odores ativos
• Esforço físico exagerado
• Aspectos emocionais
• Outras causas: alguns tipos de medicamentos, alguns alimentos, refluxo gastro esofágico, causas hormonais, fatores relacionados ao trabalho ou à escola, asma provocada por outras doenças, entre outras.

O tratamento da asma engloba:
• Aprender a entender a doença e como reconhecer uma crise bem no seu início
• Saber os sinais de que uma crise está piorando e se é preciso ir à emergência
• Procurar conhecer causas e afastá-las se possível. Para isso é preciso mudar hábitos da pessoa e de sua família.
• Entender os remédios: para crises (remédios de alívio) e para controle (preventivos ou antinflamatórios): para que servem, efeitos colaterais, etc.
• Entender sua função pulmonar. Uma boa ajuda é medir o Pico de Fluxo ou “Peak Flow”
• Condicionamento respiratório e fisioterapia - nos casos indicados
• Educação do paciente e de sua família
Dicas:

Avalie com seu alergista se a sua asma está bem controlada.
• Mantenha sua casa limpa e arejada. Verifique se há foco de mofo ou infiltrações
• Tenha cuidado com seu quarto: colchões e travesseiros forrados, retire tapetes, almofadas, bichos de pelúcia. 
• Evite ter animais em casa, mas se já tiver: dê banho toda semana e afaste-o de quartos – não deixe que subam em móveis ou nas camas
• Não fume! Não deixe que fumem junto aos alérgicos
• Previna-se contra gripes. Fale com seu médico sobre as vacinas preventivas.
• Vá ao médico regularmente
• Faça uso dos remédios de controle mesmo quando você está bem.
• Atenção: se você está usando o remédio de alívio constantemente, você não está bem!
• Não tenha medo de bombinhas ou de cortisona. Mas só use com orientação médica.
Procure ter uma vida saudável: alimente-se bem, mantenha suas atividades.
A asma bem controlada permite uma vida normal!

18 Dê sua opinião:

madalena disse...

ja nao aguento mais nem parar em pé. de tanta febre nao melhora mais isso ja foi uma bronquite nao fico bem a anos

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Madalena: a febre não é um sintoma da asma (ou bronquite alérgica) Recomendo que procure atendimento médico para avaliar a causa da febre. Obrigado pela visita ao Blog da Alergia.

Luis Guilherme disse...

O meu filho começou por ter uma bronquite que de acordo com o médico consultado poderá ter evoluído para uma alergia asmática, com uma tosse profunda - embora espaçada - e expectoração: dura há cerca de 1 semana, mas Raio X e análises feitas ontem não revelam infeção, pelo que foi receitada uma bomba com cortisona ou corticóides (penso). Estamos no segundo dia de uso da bomba e ainda sem grande resultado... era de esperar isso? A temperatura subiu ontem - já depois da 1ª bombada - aos 37,5º, depois de duas noites mal dormidas. Pode ser só reflexo do cansaço? Será de prosseguir este tratamento baseado apenas em duas "bombadas" por dia? A tosse é forte e recorrente e ele não consegue ir à escola... Obrigado?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Luis: os medicamentos inalados contendo corticóides não tem efeito imediato e são indicados no tratamento de controle da asma a longo prazo. A febre não é efeito colateral destes medicamentos. Convido que escreva para nosso e-mail: blogdalergia@gmail.com e enviaremos para você a cópia do livro: "Alergia, doença do século XXI" para que possamos ajudá-lo no tratamento do seu filho. Obrigado por sua visita ao Blog da Alergia.

Unknown disse...

Toda ano quando o tempo esfria tenho muita falta de ar, tenho asma? O que faço para melhorar?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Para fazer o diagnóstico de asma, é preciso analisar seus dados clínicos de forma criteriosa e pessoalmente, uma vez que não há um exame específico. Recomendo uma consulta com alergista para que este possa avaliar o seu caso, conduzir a investigação diagnóstica e indicar o tratamento adequado para você. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

tenho bronquite asmatica (alergica)tomo vascina para inalantes a um ano e nao melhorei o que fazer?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Se sua asma não obteve melhoras com a vacina (imunoterapia com alérgenos). é importante pesquisar se existem fatores provocadores de crises que não estão controlados e reavaliar a medicação para controle da asma que você usa. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela sua visita ao Blog da Alergia.

Sabrina disse...

Oi meu filho está com bronquite asmática. Ja tomou antibiótico, predsin e fez nebulização com soro berotec e atrovent. Agora o pediatra mudou toda medicação pois está não estava fazendo efeito. Agora esta fazendo bombinha aerolin e seretide esta tomando fumarato de cetotifeno, montelair e abrilar. Hoje é o terceiro dia de tratamento e não vejo melhoras. A respiração dele esta com barulho se ele se agitar piora. É normal esta medicação não ter feito efeito ainda?? E esta medicação esta certa??

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Sabrina: os medicamentos de uma maneira geral, começam seu efeito pleno após 48 a 72 horas após inicio do uso, uma vez que só fez uso por 3 dias. Por isso, o efeito pode não ser percebido de imediato. Mas, se mesmo com o passar do tempo os sintomas persistirem, é aconselhável que retorne com seu filho ao médico para nova orientação Obr9gado pela sua visita ao Blog da Alergia.


Anônimo disse...

Bom dia!

Minha filha passou uma semana muito ruim esses dias. Começou por uma febre alta e pouca tosse. Depois de uns dias ela estava apresentando muito cansaço e chiado na respiração. Foi diagnosticada com bronquite asmática, que evoluiu para uma otite bilateral.Usei aerolin, clenil hfa e profenid. Porém, agora ela voltou com a coriza e alguns espirros. Estou usando desloratadina. Porém, ontem à noite ela começou a tossir. Será que terei de voltar com o aerolin?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

É provável que sim. Mas lembro que Aerolin é um broncodilatador de ação curta (salbutamol) que alivia sintomas, mas não trata a doença. Passada aa rise, sua filha necessitará de um tratamento diferente, com especialista, para controlar sua alergia e evitar crises. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela sua visita ao Blog da Alergia.

gorete disse...

Tive internada o mês passado com sinusite acompanhada de bronquite so que foi a primeira vez que tive isso fiquei 6 dias no hospital,agora essa semana eu comecei a tossir e sinto um pouco cansada quando eu estou tossindo ate a cabeça foi será q to voltando a ter a bronquite de novo?o que vc acha devo de consultar de novo pois não estou tomando nada.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Gorete: passada a crise, é muito importante que você inicie um tratamento preventivo com especialista, para que sua alergia seja controlada e evite novas crises. Aconselho que procure um(a) alergista para orientá-la.
Caso more no Rio, a nossa equipe médica está ao seu dispor para atender você no ambulatório da Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro para avaliar seu caso e prestar esclarecimentos.
Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela sua visita ao Blog da Alergia.

Ricardo oliveira disse...

em primeiro lugar gostaria de saber qual a diferença de bronquite asmatica e asma. pois faz bem um ano que venho tomando fostair dpi ( bombinha) duas vezes por dia e nexium para refluxogastroensofagico duas vezes tambem e peridal para refluxo, nasonexu e agora celestamine e vacinas para combater alerginos e ainda to tendo crises de asma ou bronquite asmatica nao sei.quando da essas crises começo a ter uma tosse seca persitente um peso no peito uma agonia querendo faltar o ar.ja falei varias vezes com meu alergologista esse ja e terceiro de um ano para ca e aquando chega a noite e que a tosse seca persistente começa a querer atacar mais ja querendo da cansaço. o q devo fazer procurar a opiniao de quarto, quinto sexto e assim sucessivamente para poder ficar curado dessa praga dessa tosse?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Ricardo Boa noite. A asma é conhecida de forma popular como bronquite asmática ou como bronquite alérgica. Se o tratamento correto está sendo feito e não houve melhora, é recomendável que retorne ao médico para que seu tratamento seja reavaliado. A constante troca de médicos não e uma boa prática, pois prejudica o raciocínio clínico. A confiança e o diálogo entre o médico e o paciente são a base para o sucesso do tratamento. Gratos por sua visita.

Rodrigo Andrade disse...

Ja venho a 3 dias tomando predsin e fez nebulização com soro, Clenil e em um intervalo de tempo inalação com atrovent. Agora o médico acrescentou seretide estou tomando acetilsisteina Hoje é o terceiro dia de tratamento e não vejo melhoras. Quanto tempo dura essas crises?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rodrigo: não há como prever o tempo de uma crise pois varia de acordo com a gravidade, causa, tipo de asma apresentada, idade do paciente, grau de controle da doença anterior à crise, entre outros. Escreva para nosso e-mail blogdalergia@gmail.com e enviaremos para você a cópia em PDF do livro sobre a alergia. Gratos por sua visita.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...