13 outubro 2010

Alérgicos e cães - uma parceria a ser compreendida



Há muita controvérsia neste tema e não é nossa intenção ditar regras. Nem toda pessoa que tem asma ou rinite tem também alergia aos cães. Cada caso é um caso e cada pessoa é única, sendo impossível emitir um parecer que sirva igualmente para todos.
Este tema surgiu a partir de um estudo publicado na Revista de Pediatria em Outubro de 2010, mostrando que ter um cão em casa diminui o risco de as crianças com antecedentes familiares de alergias desenvolverem eczema. O mesmo não se verifica se o animal de estimação for um gato. Neste caso, os riscos aumentam significativamente. O estudo foi realizado na Universidade de Cincinnati e publicado no Journal of Pediatrics.
A polêmica já havia se instalado a partir da teoria da higiene, que teve seu auge na década passada e que defende a tese de que o aumento da prevalência da alergia nos últimos anos pode ser atribuído ao excesso de higiene no mundo moderno, incluindo o menor contato de crianças e adultos com animais e com a natureza.
Então, vamos aos fatos:

1) Pontos a favor para a presença de um cão em sua casa
- Algumas raças de cães são excelentes companhias para crianças e adultos (em especial idosos).
- Cães necessitam sair pelo menos duas vezes ao dia, estimulando assim a vida ao ar livre e as caminhadas.
- Donos de cães tendem a interagir, ou seja, a presença do cão pode contribuir para combater a timidez e melhorar o contato social.
- Cães têm a capacidade de amar, o que pode ser uma grande aquisição tanto para crianças como para adultos.

2) Desvantagens de ter um cão:
- Cerca de 30% de portadores de asma e rinite alérgica podem ter crises desencadeadas pelo contato com cães.
- A presença do animal de estimação pode contribuir para aumento de ácaros na residência, já que seu alimento preferido é a descamação da pele, além das partículas que podem se tornar alergênicas (ou seja, provocadoras de alergia).
- Algumas pessoas são alérgicas ao pelo dos cães e pioram sua alergia ao contato com o animal.

3) E o que fazer se você já tem um cão?
Alguns cuidados são essenciais para a convivência saudável com estes animais:
- Se você mora em uma casa, acostume seu cão a ficar fora de casa. Num apartamento, é possível treinar o animal para que circule preferentemente fora da área social. Uma opção é colocar uma porta (vendida em lojas pet) para limitar seu acesso.
- Não deixe que o cão suba em estofados e camas. Escolha uma cadeira que seja liberada para o cão e ensine a ele
- Não permita que o cão suba e durma em sua cama.
- Arejar a casa e intensificar os cuidados com a limpeza da casa: limpe diariamente com pano úmido, evitando vassouras e espanadores.
- Retire tapetes, carpetes, objetos que acumulem pó para facilitar a limpeza.
- Escove o animal periodicamente, mas tenha o cuidado de fazê-lo fora de casa. O cão deve ser banhado semanalmente.

Leia também: Animais domésticos

Mas, se você tem alergia comprovada ao animal, considere seriamente a possibilidade de conseguir um novo lar para seu cão. E, caso tome a decisão de se desfazer dele, saiba que as partículas provocadoras da alergia permanecem no ambiente por cerca de 1 ano.

E uma ultima polêmica: não há provas evidentes que animais de pelo curto provoquem menos alergia do que aqueles de pelo longo.

E agora?
Analise, reflita.
A decisão é sua...

68 Dê sua opinião:

Anônimo disse...

Oi meu otorrino receito duas injeções de diprospan em uma única semana devido a uma asma. Após isso aparecem um monte de espinhas. Elas vão sumir ?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

É provável que a acne seja um efeito colateral do uso das injeções de corticóide. Aconselho que entre em contato com seu otorrino para que o oriente adequadamente Gratos por sua visita ao nosso blog.

Anônimo disse...

Muito obrigado. Já marquei a consulta.

Anônimo disse...

achei interessante ñ só o tópico como o blog esclaresceu TODAS as duvidas que tinha sobre o assunto ainda mais porque sou paciente da fatima emerson minha alergista predileta e ela recomendou o blog e recomendo esse meu aqui para vcs theblackoutband.blogspot.com

Anônimo disse...

Ola meu caro, tenho 25 anos e estou passando por um dilema, a algumas semanas venho tendo coceiras terriveis e vermelhidão na pele. Ja procurei uma dermatologista que disse ser problema de alergia, fiz o exame de sangue e o resultado só sai semana que vem.Como tenho 2 cachorrinhos da raça Pincher desconfio que eles podem ser os causadores dessa urticária (não tenho nenhum sintoma respiratório). Sou muito apegado a eles e em caso positivo para alergia a cachorro,queria saber se é possivel viver junto com eles, mesmo que tenha que tomar algum medicamento todo dia,se dá pra ter uma vida normal sem ser obrigado a dá-los para alguem cuidar.


O que me causa estranheza é que eu sempre tive cachorros durante minah vida,desde a infância, e pensei que quanto o maior contato nosso com o animal a probabilidade de alergia é menor,pois sempre fui muito apegado a eles. Mas como eu te disse, o resultado do exame ainda não saiu, e tomara que seja uma alergia de outra natureza.

Abraços

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A urticária é uma doença que se apresenta em crises com lesões cutâneas em forma de placas avermelhadas que se acompanham de coceira. Mas, na verdade, acomete muito mais do que a pele. A base para tratar a urticária é a detecção de sua causa (que pode ser de origem alérgica ou não). mas, esta busca nem sempre é fácil. Por isso, a consulta médica é essencial, para que se possa analisar seus dados clínicos de forma minuciosa, num verdadeiro trabalho de detetive. É importante investigar seus hábitos, doenças associadas, tipo de alimentação, saúde pregressa, história familiar, etc. Não tenho condições para avaliar seu caso, mas ressalto que é raro que uma urticária seja causada pela alergia ao cão. Obrigado pela visita e volte sempre.

Berg disse...

Minha filha tem sinusite ela pode ter um cãozinho???

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Berg: é melhor que pergunte ao alergista que trata de sua filha. A sensibilidade aos cães é um fator individual que varia em cada criança. Além disso, a presença do cão aumenta sobremaneira a quantidade de ácaros em uma residência. Por isso, é essencial conhecer os dados clínicos e o resultado dos testes alérgicos para poder esclarecer sua dúvida. Gratos por sua visita.

Anônimo disse...

Ola! Me casei a 2 meses e meu marido tem 2 cachorros que ficam dentro de casa, durmo e acordo com coceira nos olhos e muita renite, tosamos eles, mas nos primeiros dias fiquei bem e depois comeca tudo dinovo, o que posso fazer para melhorar minha alergia? Limpamos a casa 4 a 5 vezes ao dia, levamos eles 2 vezes ao dia na rua, mesmo assim ta bem dificil.....

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Se você já está colocando em prática as medidas de controle ambiental e não houve melhora, deve procurar um alergista. Assim, poderá analisar seu caso de forma minuciosa e orientá-la de forma apropriada. É preciso conhecer o tipo e o grau da sua alergia para poder orientar, o que não é possível pela internet. Agradecemos sua visita ao nosso blog.

Mariana Mendonça disse...

Olá, meu filho tem 08 anos e tem asma e bronquite. Só que ele está com depressão e me sugeriram arrumar um cachorrinho pra alegrar mais os dias deles. Será que existe alguma raça que faça menos mal?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Mariana: não é comprovado que a raça realmente seja um fator conclusivo. Vale lembrar que a aceitação não depende apenas do animal, mas também da sensibilidade da pessoa, que é individual. Por isso, aconselho que pese os prós e contras, fale com o alergista que trata da asma (ou bronquite) do seu filho e peça que a oriente. Gratos por sua visita.

Anônimo disse...

Ultimamente começou a aparecer umas bolinhas vermelhas na minha filha, percebo que é sempre depois que ela mantém contato com o cachorrinho que temos em casa.Ele ém pug solta muito pelo, como posso detectar se é ele que está causando essa alergia? Obrigada!!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O primeiro passo é levar sua filha a um médico alergista, que analisará seus dados clínicos e realizará os testes para confirmar o tipo de alergia que apresenta. Gratos pela visita ao nosso blog.

Helen Silva disse...

Ola, tenha rimite alergica e sinusite, e tenho uma cachorrinha! Mesmo sem animais na casa tinha crises de falta de ar, o que devo fazer, esse animal causa algum risco nestas crises?! Obr (:

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A Rinite alérgica e sinusite são desencadeadas por vários fatores alérgicos e não alérgicos. Converse com seu médico alergologista para fazer uma investigação do seu caso.
Obrigado pela visita.

Mmlet disse...

bom dia,

minha filha tem asma 2 vezes ao ano ou quando fica muito gripada. .Ela está querendo um cãozinho da raça maltes, será que eu devo?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Não há uma regra geral para todos os asmáticos evitarem contato com os cães. Deve-se avaliar a sensibilidade para este estímulo alérgico.
Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

meu filho tem alergia a cachorro e a todo tipo de animal domestico, ele ganhou um cachorro antes de saber que era alérgico o que faço, ele não aceitar que dê o cachorro, toda vez que falo de dá ele chora

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Nem toda criança com alergia respiratória tem alergia a cães. Se a alergia do seu filho foi comprovada através de testes (na pele e/ou no sangue) é preciso pesar os prós e contras, em comum acordo com o médico alergista que trata dele. Lembro sempre que o diálogo é o melhor caminho para se chegar a uma solução e ao sucesso no tratamento. Gratos por sua visita.



Anônimo disse...

ola gostaria se saber minha filha tem 34 anos apareceu muitas borbulhas na cara como fosse uma adolescente como ela tem um cao dentro de casa sera alergia ao cao obrigada

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O seu relato não sugere que seja uma alergia. Contudo, para afirmar, só mesmo após examinar sua filha pessoalmente. Estamos ao dispor na Policlínica Geral RJ Gratos pela visita.

Anônimo disse...

Olá, Boa Noite. Minha filha tem 22 anos, é professora e tem um cachorro lhasa. Acontece que há um mês, não pode mais comer quase nada e nem chegar perto de sua cachorra que começa se coçar , os lábios incham , os olhos e tem sensação de fechar a garganta.
Fez exames e deu alergia a Zinco e a cães. Será que não tem um jeito de reverter esse quadro macabro, e ela poder curtir a companhia de sua cadelinha feliz?
Abraço!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O parecer que solicita não pode ser emitido baseado apenas nos dados enviados. Caso more no Rio, a nossa equipe médica está ao seu dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro para avaliar sua filha e prestar esclarecimentos.

Anônimo disse...

To com um labrador a apenas 1 semana semanas e desde então tenho crises de rinite alérgica muito fortes... Vou adotar algumas das medidas citadas pra ver se melhor o... Não quero ter que me desfazer dele.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

As medidas de controle ambiental são uteis. Mas, se não obtiver melhora, aconselho que entre em contato com seu(sua) alergista e peça que oriente. Gratos pela visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

meu filho tem 10 anos e arrumou um cachorro a 2 meses e agora esta com chiado quando ele dorme ja tomou antibiotico expectorante e fez inalaçao com atrovente mas o chiado continua ,agora o cachorro nao fica mais dentro de casa, porque ele nao sarou.
]

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A alergia pode decorrer diretamente em relação ao animal ou pela presença aumentada de ácaros nos lares que têm animais. Aconselho que leve seu filho a um(a) alergista para fazer o diagnóstico correto e indicar tratamento apropriado. Gratos pela visita.

Anônimo disse...

Bom a noite! Tenho 03 crianças em casa com quadro de asma grave. Meu filho de 09 anos além da asma tem sinusite crônica dependente de corticoide nasal e inalatório, vive entrando em crise até com os tecidos das roupas, cobertores, acorda espirrando diariamente. Ele está insistindo na compra de um cão labrador. Será se devo aceitar esse pedido?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Os dados que envia não permitem uma conclusão. Em primeiro lugar, é preciso definir se seus filhos tem alergia aos cães (comprovada através da história clínica e testes no sangue e/ou na pele). Além disso, saber as condições de sua residência (casa, apartamento, etc) A presença de um cão numa casa é um fator que aumenta sobremaneira a quantidade de ácaros e suas bolotas fecais. Por tudo isso, é aconselhável que peça esta orientação ao alergista que trata dos seus fiulhos. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela visita.

Anônimo disse...

Olá tenho alergia a pelo de cachorro, gatos, ácaro e proeira já comprovada pelos testes de alergia. Comecei Imunoterapia este mês, mas sou apaixonada por cachorro será que consigo um dia ter um?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Boa noite. Há possibilidade sim...tudo vai depender da forma que você irá fazer o seu tratamento, sua resposta ao tratamento, cuidados com o seu ambiente, a escolha da raça do animal e a forma que você educará seu animal. Continue seu tratamento e converse com seu(sua) médico(a). Obrigado pela visita.

Kalil Samra disse...

Ola!
Tenho alergia a pelo de caes, acaros, poeira etc. Nao existe a possibilidade de ficar sem meu cachorro em casa. Por isso comecei um tratamento com vacinas. Faz quase um ano e vejo uma minima melhora na minha saude. Nao tenho crises nunca, mas diariamente acordo com congestao no nariz, garganta.
Essas vacinas para tratamento de alergia, realmente funcionam?Ja tentei homeopatia, otorrino, tudo! Nao sei mais o que fazer.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Kalil: a imunoterapia específica com alérgenos (vacina para alergia) é eficaz no controle das alergias respiratórias. Mas, se você tem alergia comprovada a ácaros, cães e não tem um controle ambiental adequado em sua casa, o tratamento ficará prejudicado. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela visita.

Anônimo disse...

Olá
Minha esposa tem rinite e bronquite asmática, tenho uma cachorrinha que esta conosco a nove meses... Moro em apto
E nesses meses.de frio a asma dela tem agravado um pouco o que fazer para não desfazer da cachorrinha.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Boa noite. O fato do animal estar em sua casa pode não ser o único fator responsável pelo aumento de crises da sua esposa. Ter um animal e pessoas alérgicas em casa requer um cuidado maior com o ambiente. O primeiro passo, é procurar o(a) médico(a) assistente que trata a asma de sua esposa, e atingir o controle da doença. O cuidado com o animal e com a casa deve ser redobrado, visto que o acúmulo do pêlo pode favorecer a proliferação de ácaros. Evite que o animal suba na cama, sofá ou poltronas. Evite tapetes. O tratamento da asma requer cuidado com o ambiente, tratamento dos sintomas. Portanto, procure um especialista para lhe orientar. Obrigado pela visita.

Luciane Acevedo disse...

Boa tarde! Tenho um filho de 6 anos que tem asma, rinite e dermatite atópica, sendo que estas duas últimas não estamos conseguindo controlar. Foram solicitados exames de IgE específicos para diversos alérgenos, e ele reagiu aos pelos de animais (alto) e ácaros (muito alto, superior a 100). Temos um gato de 14 anos, que já estava presente quando meu filho nasceu. E agora? É possível a convivência dos dois?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Luciane: uma criança com alta sensibilidade a ácaros e pelo de gato terá dificuldade no controle da doença ao conviver com um gato em sua casa. Contudo, desconheço os dados clínicos e nem examinei do seu filho, para poder emitir um parecer sobre seu caso. Aconselho que exponha sua preocupação ao (à) alergista que trata dele para que seja orientada de forma adequada e segura. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela visita.

Jaque Braun disse...

Olá. Gostaria de saber se os ácaros podem causar urticária ou causam apenas alergias respiratórias.
Também gostaria de saber se existe imunoterapia para dermatite de contato alérgica a perfume e/ou sulfato de níquel (tenho essas duas alergias diagnosticadas por alergista e comprovadas por patch test).

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Jaques: 1) ácaros não são causas habituais de urticária 2) o tratamento da dermatite de contato implica no afastamento da causa e não na imunoterapia. Obrigado pela visita ao Blog da Alergia.

Mmlet disse...

se uma criança é alérgica a cães, ela pode desenvolver os sintomas só de estar com uma pessoas que passa o dia inteiro com cães

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Alguns estudos mostram que alérgenos de cão e gato são propensos a aderir à roupa do dono do animal, sendo assim transportados para locais públicos, podendo gerar sintomas respiratórios alérgicos em indivíduos susceptíveis, mesmo em locais sem o trânsito destes animais. Gratos por sua visita ao Blog da Alergia.

Vitor Tavares Barbosa disse...

Olá, tenho alergia a cães e gatos mas tenho muita vontade de ter um cachorro. Tenho rinite e sinusite já e ao tocar no cachorro momentos depois tenho espirros e nariz entupido e às vezes meus olhos coçam muito também. Fui a uma alergista e ela recomendou uma vacina para alergia a po e ácaros e disse que poderia acrescentar para pelo dos animais também. Queria saber se essa vacina existe mesmo e se é válida. Obrigado!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Vítor: antes de adquirir um cachorro, sugiro que fale com o(a) alergista que acomopanha seu tratamento. Cada pessoa é única e deve ser analisada de acordo com os dados do seu histórico clínico, exame físico, resultados de testes (na pele e/ou no sangue). A alergia ap animal não é causada pelo pelo, mas sim por um tipo de proteína que está presente no epitélio animal e na saliva. Obrigado pela sua visita no Blog da Alergia.

Jamili Campos disse...

Olá, meu nome é jamili Campos e sou totalmente atópico a tudo! Tenho alergia de tudo e de todos.. Tenho bronquite, sinusite, rinite e quando entro em um ambiente que possui cachorro, começo a espirrar, meu olho incha, minha bronquite ataca, e fico com uma conceira absurda! Sem tocar no animal.. Se caso houvera toque, incha e coça muito! Eu amo os animais, gostaria mt de ter um.. Mais queria saber se existe algum tipo de tratamento que diminua a minha alergia? Com que eu possa ter uma melhor qualidade de vida.. Obg!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Jamili: o tratamento de controle da alergia diminui a reatividade das vias respiratórias e permite que você viva melhor, passando a tolerar melhor os fatores provocadores de sintomas. Mas não basta tratar crises, é preciso tratar a origem da doença. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela visita.

Anne Karoline disse...

Olá, tenho uma cachorrinha e uma gata, mas a 2 anos eu comecei a ter sintomas de rinite a cada vez que eu encosto em qualquer cachorro. Espirros, coceira nos olhos e nariz e coriza, além de coceira, vermelhidão e muitos carocinhos na pele onde o cachorro encosta em mim. Mas da gata e de poeira eu nunca tive nenhum sintoma. Será que eu tenho rinite alergica a cachorros? ou rinite se limita só a poeira e ácaros?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Anne: os sintomas da rinite alérgica podem ser agravados por inalantes como ácaros da poeira, bem como por sensibilidade a animais (cães gatos), fungos (mofo), entre outros. Por isso é importante a consulta com um alergista, para que faça esta investigação. Para saber se o seu médico possui título de especialista em alergia, consulte o site da ASBAI (www.asbai.org.br). Obrigado por sua visita ao Blog da Alergia

Gabi disse...

Olá, ganhei uma cadelinha Yorkshire misturada com Poodle e a crio dentro de casa. Eu tenho alergia a pêlos de animais, mas como sou muito apegada, não consigo me desfazer dela. Toda vez que eu brinco com minha cadelinha, meus olhos automaticamente ficam vermelhos e incham. Não tenho nenhum problema respiratório! Tem algum tratamento que eu possa fazer para continuar a conviver com minha cadelinha? Obrigada!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Gabi: o tratamento da alergia não é específico, mas é capaz de controlar sua sensibilidade e permitir uma melhor qualidade de vida. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Cecilia Felix disse...

Olá. Minha filha tem 6 anos e foi diagnosticada, numa crise, como bronquite asmática, desde 1 ano de idade. Nós primeiros anos, eram crises longas e fortes; de uns tempo p cá, as crises estão mais espaçadas e brandas. E, faz todo o tratamento médico recomendado pela medicina moderna, com as bombinhas, corticoide e até antibiótico, qdo precisa. Minha angústia é que dei a ela uma cachorrinha, há cerca de 1 ano e meio (pois era seu grande sonho!) e as duas se amam, são muito companheiras, neste sentido foi o melhor presente que pudim ter dado p minha filha, especialmente por ter me separado do pai dela, pouco tempo depois.. Mas, enfim, minha questão é: até a crise em que ela se encontra agora, basicamente c tosse intermitente, longa e forte, o convívio com o cachorro nunca provocou nenhuma reação alérgica nela.. Será possível, mesmo depois de quase 2 anos, convivendo com o cachorro, e com as crises super controladas, agora ela estar tendo piora nas crises em função de ter o cachorro???

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Cecília: não é possível responder especificamente sobre sua filha. Mas, de maneira geral, uma pessoa pode não ser alérgica ao animal, mas com o passar dos anos, a presença do animal na casa, em especial no quarto ou mesmo dormindo em sua cama, pode agravar crises, pois aumenta a quantidade de ácaros no ambiente. Mas, recomendo que peça esta orientação ao médico que trata de sua filha, pois conhece seu histórico clínico, tipo de alergia que ela apresenta e é muito mais capacitado do que eu para apontar os fatores envolvidos em seu caso. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela sua visita ao Blog da Alergia.

STILLO LOCADORA DE VEÍCULOS disse...

Olá adquirir um cachorro Bulldog frances a 4 dias mais no dia seguinte à compra meu filho ele teve reação alérgica ficou com os vermelhos mais sempre Qndo ele pega o bulldog, fiz o teste alérgico e não deu alegria a cão e gato só a ácaro,ele tem rinite, pode acontecer passar a não sente mais alergia?



Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Stillo: não há como prever se seu filho terá ou não alergia ao animal baseado apenas em seu relato. Recomendo que solicite esta orientação ao alergista que trata dele, pois conhece seus dados clínicos, sendo a pessoa mais adequada para orientar. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Marcilei Dantas disse...

Boa noite minha filha de 3 anos está com sinusite eu tenho um cão de apenas 50 dias o que eu devo fazer

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Marcilei: o fato de sua filha ter sinusite não significa que ela também seja alérgica ao cão. Recomendo que converse com o(a) alergista que trata dela e peça que oriente seu caso. Obrigado por sua visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Boa tarde!meu filho é alérgico a cão, gato, ácaro, formiga...ele tem renite alérgica tb.
toma vacina, já há um ano. Melhorou pouco.
Mas é muito sozinho. tem sonho de ter um cachorrinho e penso que com cuidados, um cachorrinho pode ajudá-lo emocionalmente.
Gostaria de orientação

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Bom dia. A decisão de ter ou não ter um animal não deve ser tomada pela internet. É importante conhecer os dados clínicos do seu filho, o tipo de alergia e o grau de sensibilidade que ele apresenta. Por isso, o ideal que esta decisão seja tomada com o(a) alergista que trata dele. Cada pessoa é única. Cada criança é individual em sua alergia e deve ser analisada criteriosamente. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela sua visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Olá!Tenho um cachorrinho a cerca de 1 e 3 meses .Antes era normal,mas de uns 2 meses pra cá desenvolvi uma alergia dele,quando ele chega perto de mim já começa a coçar os olhos,nariz ,garganta e ouvido,tosse e escorrer o nariz .O que deve fazer ?

vanessa rodrigues disse...

Boa noite estou com alergia do meu cachorro shihtzu mais sou muito apegada a ele estou tirando ele de dormir na minha cama mais ele deu febre e vomitou sentido minha falta oque eu faço tô sofrendo com isso

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A presença do animal em uma residência pode contribuir para o aumento de ácaros no ambiente. Contudo, outras causas podem estar contribuindo para a piora de sua alergia. Por isso, não é possível afirmar a causa sem uma avaliação criteriosa e pessoalmente. Gratos por sua visita

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Vanessa Boa tarde. É importante afastar o animal de sua casa. Mas pode conviver com o seu cãozinho em sua casa, mantendo as medidas de controle ambiental. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Kirin Kun disse...

Quando fui na casa de um amigo , ele tinha 8 gatos , eu não parei de espirrar e fiquei mal por uma semana , é possível que eu tenha um cão ? No caso faria diferença se eu pegasse um menos peludo ?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Kirin Bom dia. A causa da alergia ao animal não é o pelo, mas sim fragmentos de pele, saliva e urina. São micropartículas que não enxergamos, pairam no ambiente e quando inaladas provocam alergia em pessoas sensíveis. Converse com seu alergista antes de adquirir um animal Agradecemos sua visita ao blog da Alergia.

Anônimo disse...

Olá, tenho uma filha de 4 anos. Fez uso de bombinhas e comprimidos para bronquite asmática durante 3 anos. Já fazia 5 meses que não tinha crise. Comprei um cachorro poodle, quando tinha 10 dias que estávamos com ele, ela teve uma crise de sinusite forte, ela ainda está em tratamento porque foi dia 19/03/2017 que começou a crise. Será que tem a ver com o cachorro??? Há eu antes tinha dois cachorros de pelo curto, e eles morreram a cinco meses atrás

Nati disse...

Boa noite. Tenho cachorro desde minha infância. Convivo com um Chow Chow ha dois anos e há sete meses estou com shitzu que convive comigo em meu quarto. Nunca tive qualquer tipo de alergia há algo e principalmente cachorro. Há um mês comecei com urticária bem severa e não descubri a causa ainda, apesar de consultar alergistas e dermatologista. Há possibilidade de ser meus cachorros?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A causa da alergia ao cachorro não é o pelo. Por isso, tanto faz, se pelo é curto ou longo. De qualquer modo, para aformar se a alergia de sua filha tem a ver com a presença do cão em sua casa, é preciso avaliar pessoalmente Estamos ao seu dispor na Policlínica Geral RJ. Gratos.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Nati Boa tarde Cachorros raramente causam urticária.Mas não posso opinar sobre seu caso baseado apenas nos dados enviados e sem examinar você pessoalmente. Agradeço sua visita ao nosso blog da Alergia.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...