10 março 2009

Alergologistas alertam para os perigos da tatuagem de henna

sol
O verão, estação mais amiga do sol, esconde armadilhas principalmente para quem é alérgico a picadas de insetos e quem sofre de sensibilidade cutânea. A estação mais esperada pelos adoradores de praias e piscinas é também muito bem vinda para quem sofre de alergias respiratórias como rinite e asma, quando podem respirar com mais tranquilidade. Porém, os consultórios médicos especializados em alergias registram aumento de até 30% na procura, quando comparado a outros períodos do ano.

– Um exemplo de armadilha é a popular tatuagem de henna, aplicada principalmente em crianças – adverte o presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia do Rio de Janeiro Fábio Chigres Kuschnir. – O corante presente na combinação acaba por sensibilizar a pele, provocando coceiras e até queimaduras.

Fábio chama atenção para a dermatite de contato que é a irritação da pele causada pela exposição a diversos produtos como loções hidratantes, pomadas e até cremes antialérgicos com presença de substâncias como anti-histamínicos.

Quanto aos insetos, o alergologista (médico especialista em alergia) explica que alergia a picadas de pernilongos, mosquitos e pulgas não apresenta tendências genéticas e quem tem essa provocação deve tomar cuidados especiais.

– O calor do verão e as chuvas são favoráveis às condições de reprodução de mosquitos, pernilongos e outros insetos. Então quem é alérgico precisa tomar cuidados como uso de repelente o tempo todo – recomenda o médico.

No caso de persistência de sintomas depois de uma mordida como inchaço e até febre o médico deve ser procurado. Uma das alternativas é um tratamento feito por vacinas.

A estudante Luiza Smama, 19 anos, sofre de alergia a picadas de insetos e recentemente foi alvo de um ataque.

– No último domingo, fui a um sítio e não deu outra, levei uma mordida de mosquito no pé. O inchaço está até agora e estou tomando anti-biótico – conta a jovem que apresenta edemas pelo corpo.

Cuidados com a pele

Os índices de raios ultravioletas no verão são altos. Ontem mesmo com a chuva, por exemplo, a intensidade registrada foi 10, em uma escala de 1 a 14, o que demanda alguns cuidados.

A médica Leandra Metsavaht, membro da sociedade brasileira de dermatologia, alerta para as foto-alergias, como a ingestão de medicamentos causa bolhas no paciente ao se expor no sol. Outro perigo é o contato com chá de plantas como aroeira, figueira ou leite de folhas de mangueira ou suco de limão que mesmo após lavar a pele o continua a represesntar perigo de queimadura. Até perfumes representam riscos quando passados e expostos ao luz solar.

João Paulo Aquino, JB Online

8 Dê sua opinião:

sandrinha disse...

sofro de alergia de contato, todos os protetores solar que já usei me derão alergia gostaria de saber se tem algum que eu possa usar, resultadt do meu exame:ppd mix=cosmestico.
soube conversando com outras pessoas que tem broqueador antialergio pesso sua ajuda.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Sandrinha: o objetivo deste blog é esclarecer sobre as doenças alérgicas. Uma orientação como solicita necessita de consulta médica para um maior conhecimento de sua pele. Sugiro que retorne ao seu alergista, que conhece bem o seu caso.Obrigado pela visita e volte sempre.

Anônimo disse...

Preciso saber o que é PPD-mix? Onde é encontrado?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

PPD mix ou PPD mistura é o grupo parafenilenodiamina usado em testes para borracha. Uso: vulcanização da borracha (fenilisopropilparafenilenodiamina, fenilciclo-hexil-parafenilenodiamina, difenilparafenilenodiamina). Gratos por sua visita.

Débora disse...

Tb tenho alergia a ppd mix, então tenho que procurar camisinhas livres de que substância? Borracha? Látex?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Débora: não posso emitir específico sobre seu caso através da internet. Mas, ressalto que o fato de ter alergia ao PPD mix (componente da borracha preta) não significa que terá reação ao látex. o seu alergista que conhece seus dados clínicos, é a pessoa mais indicada para orientá-la. Gratos pela visita.

Anônimo disse...

Sou dentista e tenho alergia as luvas somente no verão. Meu teste de contato resultou negativo ao PPD Mix e ao Kathon cg, segundo minha dermatologista. A história clínica do paciente não deve ser levada em consideração ou o diagnóstico é baseado somente em testes?
Obrigada, Aline.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Aline:O diagnóstico da alergia ao látex se baseia na história clínica do paciente sendo confirmado através de exames complementares e testes (tanto no teste de contato como testando o próprio látex) Aconselho que procure um alergista para orientá-la. Caso more no Rio, a nossa equipe médica está ao seu dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro para avaliar seu caso e prestar maiores esclarecimentos.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...