05 março 2017

Alergia a cosméticos




A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) alerta para um dos tipos mais comuns de alergia: o relacionado a cosméticos. Esmaltes, lápis de olho, batom, tinta para cabelo estão entre os mais relatados.

As reações causadas por cosméticos podem ser de dois tipos:

. Dermatite de Contato Irritativa - é mais comum e se caracteriza por coceira, queimação e sensação de "picadas", surgindo logo após a aplicação do produto.

. Dermatite de Contato por hipersensibilidade: resulta da sensibilização alérgica e não depende de ação irritante ou tóxica do produto sobre a pele.

Um dado importante é que a alergia não aparece na primeira vez em que é usado o produto, mas sim com o passar do tempo. Os principais sintomas das alergias a cosméticos são: vermelhidão na  pele, inchaço, formação de bolhas, coceira.

Várias substâncias usadas na pele, como perfumes, cremes e cosméticos, são mais reativas se expostas à luz solar, podendo causar as chamadas fotodermatites.

"Ainda temos outras dificuldades, como, por exemplo, os rótulos desses produtos, que trazem informações confusas, em uma linguagem desconhecida do público leigo", conta a Coordenadora de Assuntos Comunitários da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), Dra. Fátima Emerson.

Além disso, podem ocorrer reações cruzadas. Cito a alergia à tintura de cabelo, que é muitas vezes causada por uma substância chamada parafenilenodiamina, usada como fixador. Tatuagens de henna são populares no verão, tanto em adultos como em crianças, pelo fato de serem temporárias e consideradas sem riscos. Porém, alguns tipos de henna negra recebem a adição de parafenilenodiamina, com objetivo de tornar a secagem mais rápida e realçar o desenho. Contudo, as tatuagens temporárias que contém altas taxas desta substância são mais agressivas ao organismo, com maior chance de provocar alergia.

A Dra. Fátima dá algumas dicas de prevenção:

- Use produtos de qualidade certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa);

- Guarde os cosméticos em lugar fresco e protegido da luz solar;

- Não use produtos que estejam com o prazo de validade vencido;

- Não compartilhe maquiagens com outras pessoas.

- Não use perfumes quando for à praia ou quando se expuser ao sol.

- Se tiver dúvidas sobre um determinado cosmético, peça orientação ao seu alergista, para evitar reações desagradáveis.





Fonte ASBAI

7 Dê sua opinião:

Larissa R. disse...

Olá, estou com uma crise alérgica a 7 dias e já tomei 3 tipos diferentes de antialérgico e nada. Me consultei com o otorrino e ele receitou Betatrinta (um corticoide) e também não fez efeito. Eu não sei mais o que fazer, já estou seriamente desesperada com essa coriza que não tem fim e espirros constantes. O que eu devo fazer??
Obrigada.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Larissa: Boa noite. Sinto muito, mas não posso ajudá-la. O parecer que solicita não pode ser emitido pela internet. Para indicar um tratamento, é essencial avaliar seus dados clínicos de forma criteriosa e pessoalmente. Estamos ao seu dispor na Policlínica Geral do Rio de janeiro.

Patrícia disse...

Boa tarde. Meu nome é Patrícia e sou muito alérgica. Tomo corticóides e antihistaminicos várias vezes ao ano e por muitos anos já. E com isso percebo que minhas alergias vem aumentando. Agora, estou com alergia do rímel. Há anos não uso mais lápis de olho por causa da coceira.
É possível as alergias evoluirem pelo uso prolongado desses medicamentos?
Obrigada!
Obs: estou amando esse blog!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Patrícia Boa noite O uso dos medicamentos tem ação no tratamento de sintomas da alergia mas não interferem no aparecimento destes. Obrigada pelas palavras gentis Agradeço em nome da equipe da Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

Boa noite, me chamo Michele e recentemente descobri que sou alérgica a poeira,Colofonia,Carba-mix, além de ovo e soja...Cheguei nesses resultados, por conta de bolinhas vermelhas e escamação no rosto seguida de ardência, meu rosto ficou áspero.
Estou na quarta vacina no tratamento contra poeira, tenho evitado tudo desde a descoberta das alergias, porém meu rosto voltou a dar as bolinhas.
Essa reação no rosto ela pode estar relacionada com a alergia aos alimentos ou a colofonia e o carba-mix?
Não sei mais o que fazer...
Obrigada

Anônimo disse...

Olá...me chamo Michele e recentemente descobri que sou alérgica a poeira, soja, ovo e também a colofônia e carba-mix.
Estou fazendo tratamento com vacina contra a poeira e ácaros.estou na quarta dose, de 10 que a médica passou.
Descobri essas alergias, devido o meu rosto ter enchido de bolinha e parecia uma lixa a minha pele do rosto...
Tomei antialergico por 10 dias...é mesmo evitando ao máximo td que causa alergia...o meu rosto está ficando com o antes novamente....estou apavorada...não sei se essas reações são de alimentos ou de produtos...Estou com dificuldade em identificar o carba-mix nos produtos que tenho...Como ele pode vir descrito?
A reação alimentar ela pode ocorrer só no rosto? Pois não aparece esses caroços no corpo...
Por favor me ajudem...
Obrigada

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Michele Bom dia. É provável que a alergia que descreve em seu rosto não tenha relação com a poeira. Mas, para fazer o diagnóstico é preciso examinar você pessoalmente. Converse com seu alergista e peça que a oriente. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Gratos pela sua visita ao Blog da Alergia.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".