06 novembro 2016

Asma e Sexo


A atividade sexual pode ser mantida normalmente nas pessoas que têm asma, mas em algumas situações a doença pode atrapalhar, seja porque a atividade física requerida para praticar o ato sexual poderia desencadear os sintomas da asma ou porque a respiração difícil, que afeta cronicamente os asmáticos, também pode agravar o problema.

Em Portugal, foi realizado um estudo entre pessoas que tinham asma e 47% dos doentes referia ter tido, pelo menos uma vez, limitações na sua atividade sexual por causa da asma e 85% dos doentes (entre os que consideram ter limitações) não chegaram a abordar o assunto com o seu médico.  Contudo, 3/4 dos pacientes achavam que o médico deve perguntar se a asma tem alguma influência no ato sexual e 83% dos doentes considerava que seria importante a alteração da terapêutica para evitar tais limitações.

Os pesquisadores avaliaram também a postura dos médicos especialistas no tratamento da asma. Estes referiam que a abordagem é mais fácil entre os doentes mais jovens. Para 14% dos médicos, a pergunta sobre a atividade sexual foi considerada como uma intrusão na vida privada do doente. No entanto, a maioria (74%) considerou, pelo contrário, que não se trata de qualquer intrusão. 

Foi colocada uma questão, procurando saber se o médico costumava perguntar ao doente com asma, sobre sua tolerância aos esforços, às atividades físicas e se um esforço era capaz de desencadear sintomas. Sem grandes surpresas, 98% dos especialistas responderam «Quase sempre».  Mas, curiosamente, quando questionados se este esforço abrangia a atividade sexual, apenas 10% dos especialistas admitiram que abordavam o assunto de forma explícita e direta com o doente. Ainda assim, 96% consideraram que essa informação era relevante.

Grande parte dos especialistas concorda ainda que o bom controle da asma é, de fato, uma necessidade evidente, entre outros aspectos, para que o esforço com a atividade sexual não origine qualquer sintoma.

Na verdade, quando uma pessoa se excita, a respiração acelera, o coração bate mais rápido, a pele fica mais sensível. Isso é normal. Mas, se uma pessoa tem asma, pode piorar com a aceleração da respiração e com o esforço que envolve o ato sexual, bem como pelos fatores emocionais envolvidos. 


Conselhos Práticos 

- Antes de mais nada, é importante tratar a asma de forma contínua e não apenas nas crises.

- Se a asma interfere em sua vida sexual, converse com o médico. 

 - Cuide do quarto: observe o local e adote medidas para controle do ambiente. Encape travesseiros e colchões. Evite cobertores de lã – prefira edredons. 

- Não use perfumes, “sachets” ou incensos no ambiente. 

- O namoro e as preliminares são importantes para relaxar e se preparar melhor. 

- Se estiver em crise, evite manter relações sexuais. Se não puder esperar, adote posições que exijam menor esforço físico. 

- Só use remédios para disfunção erétil como o Viagra ou similares com prescrição médica.  
- Adote técnicas que permitam fazer amor num ritmo mais suave

Seja franco (a) com sua companheira (o): 
O diálogo é a base para uma vida sexual saudável.


A pessoa que trata e controla sua asma de maneira adequada pode ter sua vida normal.

Fonte: Para que não lhe falte o ar

0 Dê sua opinião:

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...