07 setembro 2015

Alergia a luvas

A alergia às luvas pode se manifestar de três formas:

1) Dermatite de contato irritativa: resulta da ação direta da borracha sobre a pele, que se torna ressecada e irritada. Pode ser amplificada pelo uso de sabões, umidade e pelo talco das luvas. 

2) Dermatite de contato por mecanismo alérgico (imunológico) gerando eczema no local de contato com as luvas.

3) Reação alérgica de sensibilidade às proteínas do látex, podendo ocorrer pelo contato com a pele ou pela inalação de partículas de proteína transportadas no ar pelo pó das luvas. Neste caso pode gerar sintomas variados e imediatos: na pele, respiratórios, oculares, ou mesmo um quadro anafilático. 


Existem muitos produtos que contém látex, além das luvas. Além disso, são descritas reações cruzadas com alimentos, principalmente frutas. Ou seja, cerca de 50% dos pacientes alérgicos ao produto, também o são a pelo menos uma fruta, como por exemplo: banana, kiwi, abacate, maracujá, manga, abacaxi ou mamão, já que o látex é um produto de origem vegetal e contém proteínas semelhantes às das frutas. 


A seguir, listamos algumas alternativas que poderão ser usadas, dependendo do tipo e da gravidade de sua alergia: luvas sem talco, luvas de látex de baixa proteína e baixo pó - luvas de vinil ou ainda, luvas de nitrilo.

Leia o texto que publicamos sobre o tema anteriormente, clicando neste link:
Alergia ao látex
 

2 Dê sua opinião:

GILCIMAR disse...

BOA NOITE. GOSTARIA QUE SE FOSSE POSSIVEL ME AJUDASSEM,FIZ ALGUMAS RESTEURAÇOES DENTARIAS EM RESINA , NAO SABIA QUE ERA ALÉRGICO , SABIA QUE NAO POERIA USAR SANDALIAS DE COURO E NAO PODERIA TER CONTATO COM COLAS PVC . MAS COM RESINAS NAO SABIA. REALIZEI AS RESTAURAÇOES PORQUE OS MEUS DENTES SE DESGASTARAM COM O BRUXISMO. ACABOU DESENCADEANDO UMA ALÉRGIA E USO UMA PLACA DE SILICONE PARA NAO TER CONTATO COM OS LABIOS PORQUE QUEIMAM IGUAL A PIMENTA EM CONTATO COM OS LABIOS, O QUE PODE SER FEITO? JA ESTOU ASSIM HA UM ANO E NADA DE MELHORA JA PROCUREI DERMATOLOGISTA, ALÉRGISTA, E SO FALARAM QUE SE FOSSE POR CAUSA DISSO ERA SO TROCAR O MATERIAL. ME AJUDEM P FAVOR.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Gilcimar: boa tarde recomendo que procure um(a) alergista para avaliar seus dados clínicos de forma criteriosa, realize um teste de contato e se for possível com o material suspeito, para que possa ser orientado de forma adequada. É verdadeiro que em algumas pessoas, é preciso substituir o material utilizado. Mas não é possível afirmar pela internet, sem examinar pessoalmente. Gratos por sua visita.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".