10 junho 2015

Depoimento: não é fácil conviver com a alergia


Se não fosse a Wikipédia, a enciclopédia pública no sistema online, não saberia direito a definição de alergia, mas sei das suas consequências e dos incômodos que provoca em si e nas pessoas próximas. Sua resposta à minha indagação, no entanto, é bem sofisticada: 

– A alergia é uma resposta exagerada do sistema imunológico a uma substância estranha ao organismo, ou seja, uma hipersensibilidade imunomediada a um estímulo externo específico. 

Com a sua leitura, apesar da linguagem empolada, fico sabendo que a alergia pode ser na pele, provocando, por exemplo, eczema, prurido, eritema, urticária aguda ou angioedema. De ordem gastrointestinal: inchaço dos lábios, língua, náuseas, cólicas abdominais, diarreia, vômitos. Quanto respiratória, ocorrem prurido nasal, espirros, nariz entupido, tosse, compressão torácica, sibilância, falta de ar. E finalmente sinais ou sintomas de anafilaxia ou outras reações alérgicas sistêmicas. 

Pessoalmente, descobri que passo maus bocados de ordem respiratória oriunda de alergia. Cito algumas passagens. Respondia pela assessoria de imprensa da SGPA. Uma das tradicionais exposições se aproximava. A diretoria achou por bem preparar a casa para receber a população para a grande festa. A sede a passar por uma pintura e ficar mais atraente. Começaram os serviços e logo estava com os olhos ardendo, tosse, dor de cabeça. Em resumo, todos os sintomas de uma gripe alérgica. Foi um mês para a cura, com o médico receitando remédios e outras recomendações. 

No trânsito vivo fugindo dos veículos que liberam fumaça. O odor provocado pelo óleo diesel é desastroso à saúde. No México os fabricantes contornaram à situação das caminhonetas poluentes num processo que envolveu autoridades, fabricantes e representantes dos consumidores. No Brasil ainda não percebi qualquer movimentação nesse sentido. Talvez seja porque a adoção de um equipamento antipoluente que torna o veículo mais caro. Na verdade, não sei por que os fabricantes mostram-se omissos. Só sei que as autoridades sanitárias precisam olhar a questão com mais carinho. 

Há caminhões e caminhonetas liberando toneladas de fumaça e não acontece nada. O Planeta se dane. Se o diesel fede, o perfume é aromático e provoca também provoca irritação. Conforme a literatura, a alergia a perfumes é muito comum e nem sempre fácil de identificar. Não é impossível que a pessoa demonstre alergia somente a determinados tipos de perfumes, ou mesmo que somente durante determinados períodos onde a imunidade está mais sujeita. Perfume na pele, um blog sobre perfumes, observa que poderia apontar uma série de compostos que podem os culpados mais recorrentes das alergias a perfumes. Mas, a verdade é que, devido ao fato de um perfume ter normalmente mais que 30 substâncias diferentes, isto é difícil de identificar com certeza. 

Ressalta, ainda, que existem órgãos de fiscalização que regulam os componentes dos perfumes para que sejam menos danosos quanto possível aos seres humanos, mas ainda assim não há como prevenir determinadas alergias. 

Pior que a alergia é a incompreensão humana sobre a questão. Num trabalho jornalístico, tive a companhia de um fotógrafo de Goiânia a uma cidade do interior. Estava gripado, corpo mole e um tanto improdutivo, o que é compreensível. Passados alguns dias, ele encontra comigo, mal cumprimenta e me acusa de que eu transmiti uma forte gripe para ele. A resposta não poderia ser outra. “Cara, minha gripe era alérgica e, pelo que saiba, esse tipo de gripe não é transmissível.” No caso do perfume, senti a incompreensão. As pessoas ficam melindradas porque sem querer provocam alergias. 

Ninguém tem culpa, também, de ser alérgica a alguma coisa. Já basta o incômodo pessoal, que em sã consciência não se quer para ninguém. Essa situação é tão perversa quanto a discriminação. 


 (Wandell Seixas é jornalista voltado para o agro, bacharel em Direito e Economia pela PUC Goiás, ex-bolsista em cooperativismo agrícola pela Histradut,Tel Aviv, Israel, autor do livro O Agronegócio passa pelo Centro-Oeste e assessor de imprensa da Emater)

0 Dê sua opinião:

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...