Pular para o conteúdo principal

WISC 2014 - Congresso Mundial de Alergia


 Hoje começa no Rio de Janeiro Congresso Mundial de Alergia – o WISC 2014 - Conferência Científica Internacional da WAO (World Allergy Organization), que acontece em conjunto com o XLI Congresso Anual da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI). 

Com o tema “Avançando as Fronteiras da Alergia: a partir de tratamento para a prevenção, visando o meio ambiente, infecções e o paciente suscetível”, o evento já conta com cerca de 2000 participantes.


Durante o Congresso, serão abordados temas como Anafilaxia, Alergia Alimentar, Imunoterapia no Século XXI, Urticária Crônica, Angioedema Hereditário, Dermatite Atópica e de Contato, Esofagite Eosinofílica e Alergia e Asma na América Latina. 


O programa científico é abrangente e diversificada, com assuntos relevantes para a prática da Alergia, Asma e Imunologia Clínica. Para o presidente da ASBAI, Dr. Fábio F. Morato Castro, um congresso mundial é de extrema relevância para fortalecer a especialidade de Alergia e Imunologia, que trata de doenças tão prevalentes. “É uma oportunidade única de se atualizar com os mais renomados especialistas do mundo”, afirma. 

O Blog da Alergia participa do Congresso no setor de Posters com o tema: "Allergy Blog - Health Information"





WISC 2014 - Conferência Científica Internacional da World Allergy Organization
XLI Congresso Anual da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia
Data: de 06/12 a 09/12 
Local: SulAmérica Convention Center 
Endereço: Av. Paulo de Frontin, 1 – Cidade Nova - Centro - Rio de Janeiro – RJ
(Fonte)

 

Comentários

  1. adrianascamato@gmail.com8/12/14 19:05

    Preciso saber sobre alergia com remédios.Minha mãe tem esse problema e está complicado lidar com outros problemas que vão surgindo.

    ResponderExcluir
  2. Adriana: escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) enviando mais detalhes para que possamos orientá-la adequadamente. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Postagens mais visitadas deste blog

Alergias e reações na pele causadas por plantas

A natureza nos presenteia diariamente com plantas e flores proporcionando uma festa não apenas para os olhos mas para todos os sentidos. A sua utilidade prática é indiscutível e múltipla, seja purificando o ar, seja servindo como alimento ou como base para construção de habitações, na manufatura de mobiliário, utensílios, cosméticos, medicamentos, entre tantas outras aplicações. Se apenas tivessem o papel de embelezar, já seriam fundamentais, aliviando a dureza do cotidiano e transmitindo paz numa convivência harmoniosa de longa data com o ser humano.
Mas, em algumas situações, a pele pode desenvolver reações quando entra em contato com plantas e daí pode coçar, se tornar vermelha, apresentar uma erupção cutânea e até inflamar. Estas reações surgem pelo contato com a pele, algumas puramente por irritação direta e outras, por mecanismo alérgico.
Até mesmo árvores podem produzir um eczema de contato alérgico, sendo o exemplo mais conhecido a Aroeira, uma árvore de madeira de alta resist…

Antialérgicos ou Anti-histamínicos

Histamina é o nome da substância química mais famosa envolvida nas reações alérgicas. Quando a histamina é liberada, provoca dilatação e inchação dos vasos, bem como aumento secretivo e coceira. No caso da rinite, a presença da histamina ocasiona coceira, espirros, coriza e bloqueio nasal. Na urticária provoca placas avermelhadas com muita coceira na pele. Na alergia ocular, resulta em coceira, avermelhamento e irritação da conjuntiva dos olhos. Na dermatite atópica pode ajudar no controle da coceira, que é intensa e prejudica a pele, agravando a doença.
Desde a década de 30 observou-se que era possível aliviar os sintomas da alergia usando remédios que antagonizassem com a histamina. Mas, só na década de 40 foi lançado o 1º remédio anti-histamínico. Desde então, o conhecimento só fez crescer e hoje dispomos de muitos remédios com esta finalidade.
É importante lembrar que a histamina não é exclusiva da alergia pois participa também de outras doenças. Por isso, hoje existem anti-histamín…

Corticóides nasais na rinite alérgica

Os principais medicamentos usados no tratamento da rinite alérgica são os corticóides usados sob a forma de sprays nasais. Estes medicamentos têm eficácia comprovada na redução dos sintomas. Contudo, muitas pessoas ainda têm medo de usá-los apenas pelo fato de serem corticoides, por medo de efeitos colaterais. 

A rinite alérgica é definida como uma doença inflamatória crônica do nariz, que resulta em sintomas: espirros em salva, coriza, obstrução nasal e coceira (no nariz, olhos ouvidos e garganta). Sendo assim, o tratamento deve combater essa inflamação persistente que caracteriza a doença.  

A rinite parece ser uma doença simples e sem importância, mas não é verdade, pois pode causar muitos problemas, como: tosse crônica, infecções repetidas (sinusite, amigdalite, otite, pneumonia, entre outras), tosse crônica, aumento das adenoides, respiração bucal, alterações de olfato, paladar, distúrbios de sono, etc. O fato é que a doença pode interferir de forma grave na qualidade de vida, em …