26 outubro 2014

Respiração bucal: o que é isso?


Para que serve o nariz?

O ser humano utiliza o nariz não apenas para a olfação, mas também para cumprir funções importantes como a respiração, limpeza e condicionamento do ar, ressonância da voz, fonação, audição e paladar.

O ar respirado no meio ambiente que ingressa no organismo através das narinas é frio, contendo impurezas e germes. É na cavidade nasal que começa o processo da respiração, onde este ar será aquecido, umedecido e limpo (filtrado), proporcionando melhores condições para que a respiração pulmonar se realize de maneira adequada. O nariz constitui portanto a primeira barreira protetora do organismo contra o ingresso de microrganismos presentes no ar. Além disso, o nariz atua de forma importante em outros processos, como a olfação, que por sua vez participa intimamente na sensação do paladar, proporcionando as condições necessárias para que possamos distinguir o sabor dos alimentos.


Mas não fica só nisso: as fossas nasais também se comunicam com os seios paranasais (ou seios da face), com a faringe e laringe, (onde se encontram as amígdalas, as adenóides e as cordas vocais), com os ouvidos através das Trompas de Eustáquio e com os olhos através do conduto naso lacrimal. Assim, a emissão da voz, a audição e a visão também resultarão de uma relação harmoniosa com o nariz.

A respiração nasal adequada garante ao ser humano maior vitalidade e bem estar, sendo fundamental para uma noite de sono completa, para uma alimentação correta, e, enfim, para a manutenção da sua qualidade de vida. O processo respiratório normal, incluindo a passagem do ar pelas narinas, caracteriza o que se chama de respiração nasal fisiológica

Quando por qualquer motivo que provoque congestão e obstrução nasal (por exemplo na rinite alérgica), surge a dificuldade em respirar pelo nariz, a respiração passa a ser feita com a boca aberta. Ressalta-se que em determinadas condições, como por exemplo, durante uma corrida intensa, é normal que ocorra uma respiração bucal transitória, necessária para superar o esforço. 


Entretanto, se o hábito de respirar pela boca se instala e mantém-se por tempo prolongado, constitui o que se denomina de "respiração bucal" ou “respiração oral”; permitindo a passagem do ar para as vias respiratórias inferiores sem condicionamento e tornando-se agressivo para o organismo.

Quais são as consequências da respiração bucal?


A respiração bucal mantida se acompanha de uma série de alterações que o organismo lança mão para se adaptar que terminam por se mostrar danosas. Assim, começa a surgir desconforto na garganta - que pode variar desde um pigarro, ressecamento, até amigdalites ou faringites repetidas. Não raro, surge também queixa de voz anasalada . O ressecamento da boca provoca também aumento de cáries. 


Além disso, a respiração bucal prolongada pode levar também à diminuição do apetite, sono agitado, alterações dentárias, deformidades do tórax, sinusites, inflamações do ouvido repetidas, hipertrofia das adenóides, alterações do olfato, do paladar, da audição, dores de cabeça, falta de ar, tosse, febre, além de olheiras e alterações oculares. Progressivamente, a mandíbula se altera, a língua se torna protusa, terminando por levar a alterações fisionômicas, posturais, musculares, prejudicando o organismo muito além da simples alteração local respiratória.


Crianças respiradoras bucais em geral são irritadas, impacientes e distraídas, com dificuldade de atenção e concentração, alterando o rendimento escolar. O sono se altera, dormem mal, roncam, babam no travesseiro e acordam com a boca seca.  

A respiração bucal e a Alergia


Uma das causas mais comuns de respiração bucal na criança é a rinite alérgica, doença de alta prevalência na infância e adolescência. Os sintomas mais comuns da rinite alérgica são: espirros em salva, coriza (nariz escorrendo), coceira no nariz, olhos, na garganta, ouvidos e entupimento do nariz.  A obstrução repetida do nariz interfere na respiração e faz com que a criança respire pela boca. Nesses casos, é necessária uma avaliação médica cuidadosa da criança. 

16 Dê sua opinião:

O Meu Jeito de Ser disse...

Perfeita a matéria sobre a respiração bucal.
Creio que todos nós temos alguém em casa que utiliza esse tipo de respiração.
Eu pelo menos tenhos dois ou três.
Vou falar sobre o assunto.
É de grande ajuda.
Obrigada.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Olá Aninha: é comum que tenhamos mais medo das doenças que acometem o pulmão do que daquelas que atingem o nariz. Mas, este é um conceito errôneo. Enviei pelo correio um exemplar do meu livro: "É mais feliz quem respira pelo nariz", onde falo da rinite alérgica e de suas consequências (inclusive sobre o funcionamento pulmonar). Um abraço..

O Meu Jeito de Ser disse...

Dra Fátima, obrigada pela sua atenção e carinho.
Acredite, tenho vindo aqui e lido o que posso.
Sinto não ter tido esta oportunidade, quando entrei em contato com este sofrimento com o meu filho Pablo.
Embora não fosse de todo desconhecido, uma vez que minha mãe tinha uma asma terrível, mas primeiro filho, a gente tem medo que se quebre.
Hoje ele está com quase trinta anos, e ainda sofre, tentamos de tudo que podemos para amenizar.
O blog de vocês tem sido de grande ajuda.
Postei hoje sobre a respiração bucal, e desculpe, mas colei uma bela parte do texto.
Embora a gente coloque o link, indicando, nem todo mundo se direciona, as vezes a pressa. Enfim, o que é importante prá mim, gosto de dividir com meus amigos.
Um abraço e obrigada.

Anônimo disse...

[i][b]gostaria que esse site tivesse:
1-Visão geral do processo de fotossíntese:
a)Reação química (geral)
b)Analisar aimportância do processo.

2-Visão geral do processo de respiração:
a)Aeróbica e anaeróbica
b)Reação química (geral)
c)Analisar a importânciado processo.

3-Fisão núclear:
a)Reação química (geral)
b)Analisar a importância do processo.

4-Fusão nuclear:
a)reação química (geral)
b)Analisar a impotância do processo.

7-Energia nuclear:
a)Analisar a importância do processo.
b)Indústria{1-Alimentos
{2-Medicina
c)Bnefícios e malefícios.

8Explicar a evolução dos modelos atômicos:
a)Rutherford
b)Rutherford/ Bohr.

Ass: Rayane Mayara Godoi de Almeida.
Série/Turma:8*"D"
Escola:Centro Educacional 03 - Guará 2.

Anônimo disse...

MUITO OBRIGADA SE VCES ATENDESSEM O MEU PEDIDO


GOSTEI MUITO DO SITE E RESOLVI FASER O PEDIDO !!!


SOU A:

Rayane Mayara
do comentario de cima


bjss!!!

Equipe PGRJ disse...

Rayane:Gostaríamos de poder ajudar, mas infelizmente não temos as respostas que solicita. Obrigado pela visita ao nosso Blog

Silvia Almeida disse...

Fumei durante 17 anos e parei há 3 meses. Tenho bronquite asmática. Contudo, quando era fumante, tinha crises umas 3x por ano, quando usava aerolin e melhorava rapidamente. Agora que estou sem fumar, tenho crises diariamente e tenho que usar aerolin mais de uma vez por dia, pois a falta de ar é muito forte! Por que acontece isso? Ter largado o cigarro não deveria ter melhorado minha bronquite asmática, ao invés de piorar??!! Grata!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Silvia: peço sua compreensão, mas não tenho condições para julgar seu caso baseado apenas no seu breve relato e sem examinar pessoalmente. Mas, é certo que o fumo é agressivo ao aparelho respiratório e agrava a asma (ou bronquite asmática). Contudo, o tratamento deve ser feito mesmo com a interrupção do vício. Aerolin não trata sua asma, apenas alivia sintomas. É importante procurar um especialista para analisar a causa dos sintomas, confirmar o diagnóstico, avaliar se existem fatores agravantes envolvidos, etc. Assim será possível iniciar um tratamento apropriado e controlar a doença de forma adequada. Caso more no Rio estamos ao dispor na Policlínica RJ. Gratos pela visita ao nosso blog.

Adriana disse...

Este blog me ajudou muito,tenho uma filha respiradora bucal que teve muitas otites quando pequena, hoje aos 13 anos é bem magra e come pouco,quando está com comida na boca sempre tem que parar para respirar, no exame que ela fez deu cornetos hipertrofiados, trata com nasonex,mas não estou vendo melhora, oque fazer? Obrigada. Adriana

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Adriana: é difícil opinar sem conhecer os dados clínicos de sua filha de forma criteriosa. O seu relato sugere que ela seja portadora de rinite alérgica. O uso do Nasonex é importante para controlar a doença. Mas, o tratamento deve englobar outras medidas incluindo o controle ambiental, bem como a avaliação de fatores agravantes (que variam em cada caso) e o tratamento de sua alergia, uso de imunoterapia (vacina para alergia). Aconselho que leve sua filha a um alergista. Estamos ao seu dispor caso more no Rio de Janeiro. Gratos por sua visita.

SANDRA VIDIPO disse...

Interessante demais a matéria sobre a respiração bucal.
Minha filha de apenas dois aninhos respira pela boca já um tempinho e sempre tive essa preocupação, só que não imaginei que acarretasse tamanha consequências.
Lendo os comentários, li que vcs enviaram para a Aninha o livro """É mais feliz quem respira pelo nariz"". Por morar no interior, não tenho muito esclarecimentos do assunto.Se fosse possível gostaria de pedir a gentileza de enviar para mim também, ficarei muito agradecida. Será de grande ajuda.
Obrigada.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Sandra: não tenho acesso ao seu e-mail para poder eniar a cópia do livro Por favor, escreva para: blogdalergia@gmail.com e receberá o livro sobre a Rinite Alérgica. Gratos por sua visita.

Anônimo disse...

Mari de Belém/Pará
Boa noite! Muito informativo o blog de vocês. Minha filha tem 5 anos, é portadora de rinite e asma, a rinite começou aos 2 anos e a asma aos 3. Estamos em busca de tratamentos eficazes para tratá-la, pois não aguentamos mais! Para completar, ela sempre respirou pela boca, e isso agrava tudo. Também tem a adenoide super aumentada, o que dificulta mais ainda o problema. Agora depois de tantos tratamentos que não estavam dando resultados,decidimos fazer o tratamento com a vacina e pretendemos operá-la daqui a uns 3 meses mais ou menos, depende de como ela reagir à vacina.
A pergunta é: será que devemos esperar mais, até o tratamento com a vacina dar resultados, para poder operá-la ou não. Ou a solução do problema dela (respiração oral) só é a operação da adenoide?
Será que vocês podem me dar uma outra opinião?!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O tratamento é integrado e multidisciplinar, envolvendo o tratamento da alergia, a cirurgia bem como a reeducação respiratória para corrigir a respiração bucal, Escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você o livro sobre a Rinite: "É mais feliz quem respira pelo nariz". Gratos pela visita.

Vanessa Fernandes disse...

Vcs poderiam me enviar o livro sobre rinite e asma? Meu filho faz imunoterapia. Tava tudo muito bem controlado ate um broncoespasmo que baixou sua saturaçao. Provavelmente, por analise em conjunto com pediatra e alergista, devido a inalaçao de polvora atraves de fumaça desses fogos tipo cone.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Vanessa: o livro foi enviado para o email informado. Gratos pela sua visita.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...