12 janeiro 2014

Rinite Alérgica

Espirros, nariz entupido, escorrendo, voz fanhosa, olhos lacrimejando. Coçam os olhos, o nariz, os ouvidos e a garganta... 
Gripe? 
Resfriado? 
Não, é a rinite alérgica! 
Doença pouco valorizada, mas que pode incomodar bastante, com suas crises repetidas. A rinite não mata e não é uma doença incapacitante, mas pode trazer sérias consequências para a saúde. 

A rinite é hereditária, ou seja, tem origem genética. Mas, para que a doença apareça, a genética interage com o ambiente, resultando na doença. Os casos de rinite aumentaram muito nos últimos anos, no Brasil e no mundo, em função de vários fatores, tais como: poluição; modificação das residências, alimentação, estilo de vida, entre outros. 

No Brasil, cerca de 30% da população têm Rinite alérgica, constituindo um problema de saúde pública. A base da doença é a inflamação repetida e persistente da mucosa nasal. Com o passar do tempo, a doença passa a acometer também as estruturas vizinhas: seios da face, olhos, ouvidos, garganta, pulmões, resultando em outras doenças, chamadas de "comorbidades da rinite alérgica". 

A complicação mais comum da rinite é a sinusite, que se acompanha comumente de gotejamento de secreção pós nasal e acesos de tosse, com piora noturna. A rinite também pode acarretar distúrbios do sono como por exemplo, roncos, insônia e apnéia do sono. O descanso prejudicado pode gerar sonolência diurna e dificuldade em se concentrar nas atividades diárias. A rinite pode desencadear ou agravar crises de asma. 

É comprovado que o tratamento da rinite melhora a asma, diminui a hiperreatividade brônquica e proporciona redução das crises e internações por asma. 

O tratamento da rinite visa controlar a inflamação da mucosa nasal, conquistar o bem-estar do paciente e melhorar sua qualidade de vida. 

Os medicamentos são fortes aliados neste combate. Mas, tratar não se resume ao uso de remédios, sendo importante que o paciente seja orientado sobre a doença e sobre as medidas de prevenção. O tratamento deve ser mantido de forma permanente e não apenas nas crises. 

Tratar a rinite engloba vários cuidados: 
1) Medicamentos de ação aliviadora, para resgate dos sintomas já instalados. Antihistamínicos estão indicados, preferindo-se os modernos, não sedantes. 
2) Medicamentos controladores, que atuam na inflamação nasal, proporcionando condições para evitar crises. Corticóides inalados em forma de spray nasal são indicados para este fim. Estes medicamentos são formulados de maneira especial em doses mínimas (microgramas), permitindo o uso seguro à longo prazo, com poucos efeitos colaterais. 
3) Imunoterapia específica com aeroalérgenos (vacina para alergia): indicada nos casos onde a alergia for comprovada. 
4) Controle ambiental e higienização contra ácaros, poeiras, fungos e outros fatores agravantes que possam piorar a doença. 

Dicas finais
-Crie uma rotina de limpeza diária em sua casa, utilizando pano umedecido. Evite produtos de limpeza com odor ativo: água, sabão e álcool são alternativas seguras.
- No quarto de dormir, encape travesseiros e colchões e troque lençóis e fronhas duas vezes na semana. Caso tenha almofadas, utilize capas laváveis. Evite guardar objetos em baixo de camas ou em cima de armários. 
- Animais de estimação devem ser mantidos afastados dos dormitórios. 
-Não fume e não deixe que fumem em sua casa; 
- Caminhe, pratique exercícios e alimente-se bem. 





Caso queira receber a cópia em PDF do livro: “É mais feliz quem respira pelo nariz” escrito pela Dra. Fátima Emerson e pelo Dr. Nelson Guilherme Cordeiro, envie um e-mail para: blogdalergia@gmail.com

8 Dê sua opinião:

Anônimo disse...

Tenho rinite desde a infancia, com o tempo as crises de sinusite se instalatam! Ja fiz tratamentos cm spray nasal, comptimidos e de nada adiantou ( o trstamento tem periodo estipulado peluo medico, e enquanto estou fazendo, tudo melhora, acaba o periodo da medicaçao e volto a nao respirar)! Faço exercicios fisicos e mudei toda minha alimentaçao a pedidos medicos. Fiz cirurgia de desvio de septo recentemente e foi cnstatada uma alteraçao na mucosa por excesso de uso de descongestionante nasal! O q faço? Nao posso viver em tratamentos a base de corticoide, sei q o tratamento alivia, mas ja percebi q nao cura! Estou perdendo as esperanças, preciso abandonar esse descongestionante, mas sem ele, nao respiro... existe cirurgia? Simpatia? Pq mudanças de habitos ja foram feitas e meu nariz nao colabora

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Tratar rinite alérgica não é só tomar remédios. É importante que o paciente seja orientado sobre a doença, sobre as medidas ambientais e sobre seu tratamento. A imunoterapia (vacina para alergia) é essencial para a melhora dos sintomas e para o controle da doença a longo prazo. Gratos por sua visita.

Angela disse...

Na minha cidade nao tem alergistas, so otorrino! Ja fui a Niteroi atras de tratamento, mas nada adianta! Tenho rinite medicamentosa e tb ja fiz cirurgia de desvio de septo! Como entro em contato com a Clinica? No site pelo celular nao tem nenhum dado de vcs! Desde ja, muito obrigada

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Angela: A Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro atende sem hora marcada, em ordem de chegada. Para ser atendido, basta chegar de segunda a sexta feira, pela manhã de 8 às 10:00 e à tarde de 13 às 15 horas. Por favor, ligue para (21) 2517 4206 ou 2210 2810, fale com a nossa secretária e informe-se sobre mais detalhes. Nosso endereço: Av. Nilo Peçanha 38 sobreloja - Centro.Obrigado pela visita e volte sempre ao nosso Blog.

Cintia Tavares disse...

Olá !! Meu nome é Cíntia 27 anos, tenho rinite alérgica há cerca de um ano e no incio do deste ano inicie uma tossr c falta de ar, muita secreçao na garganta mas com uma cor clara, nariz tampado e a noite a tosse é intensa, fui num especialista q examinou(mas n fiz teste) onde ele disse q estava com uma leve asma. É possivel a rinite causar asma? E p diagnosticar a. Asma n teria q fazer algum exame?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Cíntia: a rinite parece uma doença simples e sem importância mas pode causar muitos problemas, incluindo infecções (sinusite, amigdalite, otite, pneumonia), distúrbios do sono, tosse, e asma, entre outros. O diagnóstico da asma é clínico. Exames podem ser úteis na caracterização do quadro mas não são a base do diagnóstico. Agradecemos sua visita ao nosso blog.

Marcio Varella disse...

Bom tarde!
Tenho problema de rinite. Sinto um catarro na garganta, as vezes puxo e não sai nada mas quando sai é um muco branco, que geralmente elimino sempre pela manhã. Estou tomando maleato de dexclorfeniramina (antialergico) e nebulização de brometo de ipratrópo para eliminar a secreção. Quando como algo melhora mas enseguida a mesma sensação de muco na garganta volta, e tenho as vezes uma tosse que vem do ar, ou seja parece ser alergica. Minha pergunta é: Existem vários tipos de alergia que possam ser imunes ao medicamento que uso? ou pode ser algum refluxo?...um refluxo pode fazer com que eu cuspa esse muco branco?
Estou aguardando a consulta para o otorrino, mas se puderem me adiantar sobre esta dúvida ficarei grato, pois, não sei se vou ao otorrino ou no gastro. Parabéns pelo blog, e um grande abraço.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Marcio: A secreção na regiao da garganta pode provocar desconforto. O primeiro passo é definir a causa do problema, pois varia em cada pessoa. - o médico analisará sua história clínica e o examinará. O tratamento com medicamentos é immportante, mas pode não ser suficiente, pois são necessários também medidas de prevenção e afastamento de fatores desencadeantes ou agravantes do problema. Por isso, pode não haver melhora apenas com uso de medicamentos. O médico otorrino poderá avaliar e indicar um exame de vídeo para confirmar o diagnóstico. Obrigado por visitar o Blog da Alergia.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...