05 setembro 2010

Construindo uma casa saudável



1) Materiais de construção e acabamento


• Evitar substâncias muito encontradas nos materiais de construção: petroquímicos, acabamentos tóxicos, adesivos e fenóis. Se for uma reforma e necessitar utilizá-las, é melhor afastar o alérgico do ambiente até que o cheiro desapareça.
• Evitar uso de celulose, fibra de vidro, isolamento de lã de rocha. Estas substâncias se usadas em enchimentos, isolamentos ou mobiliário, devem estar muito bem protegidas e isoladas do ambiente.
• Para prevenir reações de materiais de acabamentos e dos mobiliários – evitar materiais alérgicos comuns como lã, produtos que exalam gases de formol, produtos de acabamento que estão sob o carpete, solventes de tintas, superfícies texturizadas.
• Toxinas geralmente crescem em locais de depósito – é importante garantir boa ventilação destes locais (por exemplo, vãos sob escadas, garagens, quartinhos de depósitos)
• Piso duro e sem juntas, evita o crescimento de bactérias; Piso cerâmico, junta seca com rejunte em resina, evita que o rejunte descole depois de algum tempo, abrindo frestas entre as peças de cerâmica. Deve ser verificado o tipo certo de rejunte em relação ao produto que será colocado no piso.
• Pisos de vinil alta-densidade e monolítico são aceitáveis. Se puder, evitar o uso de colas tóxicas, prendendo-os com material próprio.
• Evite tapetes e carpetes, pois além de acumular poeira, são grandes reservatórios de ácaros. Prefira pisos frios cerâmicos, mármore, forração plástica, resinas, borrachas ou em madeira, desde que recoberta de resina para fechar os poros (Sinteko ou poliuretano)
• Paredes podem ser revestidas com papéis laváveis ou pintadas com tintas acrílicas laváveis e anti-mofo, tinta hipoalérgica e não-tóxica
• Tetos devem ser lisos, para que não acumulem poeira. Evitar as sancas, os adornos, e os enfeites grudados no teto, que podem acumular poeira e ficam fora da vista.
• Bulbos não protegidos e calor radiante – também carbonizam a poeira – um irritante comum;
• Mofo, bolor, poeira de ácaros – são agentes alérgicos muito comumente eliminados quando a umidade relativa é abaixo de 50%;
• Janelas devem permitir a circulação livre do ar. Sempre deixar entrar o sol da manhã que higieniza o ambiente com seus raios ultra violeta. Nunca tapar uma janela com móveis. As janelas são projetadas em função da área do compartimento. Se forem tapadas esta área ficará reduzida e a capacidade de arejar o ambiente diminuída.


2) Móveis e elementos de decoração


• A casa do alérgico deve ser clara, arejada e com poucos móveis.
• Móveis feitos com materiais laváveis, que possam ser facilmente limpos: madeiras claras envernizadas com seladora à base de água ou verniz em poliuretano mostram mais facilmente a sujeira do que as madeiras escuras.
• Laminados fenólicos (Fórmica ou outro fabricante similar), pinturas automotivas ou pinturas em esmalte sintético criam uma superfície lavável na madeira.
• Mesas em papel prensado e cúpulas de lâmpada em plástico freqüentemente exalam gases;
• Tampos em laminados são geralmente colados por produtos quimicamente ofensivos
• Móveis para televisão, videocassete e outros aparelhos eletrônicos deverão ser ventilados para uma área externa para eliminar poeira carbonizada e odores.
• Sofás e poltronas: sofás forrados com plástico, couro (natural ou sintético-ecológico) ou vinil são ideais. Existem tecidos emborrachados que também se aplicam para as forrações. Os modelos modernos de linhas retas e superfície lisa são melhores do que os muito torneados, que possuem detalhes que acumulam pó e dificultam a limpeza. Não usar nunca os capitonés, pois acumulam poeira.
• Estantes: escolha modelos com portas de vidro ou com compartimentos fechados para a guarda de livros e objetos pouco usados que acumulam poeira e fungos.
• No quarto, evitar as camas do tipo "baú", que tem gavetas embaixo, com prateleiras ou do tipo beliche. Se possível, o quarto não deve ter estantes abertas ou prateleiras nas paredes, para diminuir o acúmulo de pó.
• Usar sempre as camas no sentido de topo com a parede, nunca encostadas.
• Se possível, o alérgico não deve dormir em colchonetes no chão e nem se deve guardá-los embaixo das camas durante o dia
• Não use almofadões. Se não houver outra escolha, faça forros com zíper que sejam facilmente removidos e lavados periodicamente. As almofadas assim como os estofados podem ser feitas de couros sintéticos ou tecidos emborrachados
• Cortinas podem ser substituídas por persianas laváveis em PVC ou alumínio (pintadas ou não). No entanto, se forem necessárias, dar preferência aos modelos curtos e com tecidos leves que possam ser lavados na máquina. Hoje a decoração privilegia as cortinas mais retas, com poucas dobras e pouco volume de tecido. Essas cortinas não necessitam conhecimento profissional para serem retiradas e lavadas. Não usar bandôs, chales ou quaisquer recursos decorativos que utilizam tecidos dobrados
• Cuidado com lustres muito enfeitados que acumulam poeira em suas reentrâncias.


3) Ar refrigerado e ventiladores


Sendo o Brasil um país de temperaturas tropicais, muitas vezes será indispensável o uso de ventiladores e condicionadores de ar. Não há problemas no uso destes aparelhos, desde que se obedeçam a pequenos cuidados:
• O ar pode ser limpo com um sistema de filtro sem carvão e sistema de ar condicionado com ventilação que permita pelo menos 1 troca de ar a cada hora.


4) Para uma casa saudável, deve-se considerar ainda em relação à decoração:


• Evitar bichos de pelúcia ou excesso de brinquedos no quarto. No caso da criança possuir um brinquedo de pelúcia favorito, lave-o regularmente e coloque-o no freezer por algumas horas. Brinquedos devem ser guardados em locais fechados e lavados periodicamente. Existem no mercado brinquedos macios para os bebês, feitos com material antialérgico e facilmente lavável.
• Trocar cobertores de lã por edredons, forrados de tecido em algodão. Evitar acúmulo de almofadas ou objetos decorativos em cima das camas.
• Evitar papéis, revistas, cadernos, etc. soltos pelo quarto ou objetos embaixo de camas.
• Evitar plantas e aquários dentro do quarto. Se o quarto é devassado, pode-se usar persianas ou então cortinas curtas e com tecidos leves, permitindo a lavagem a cada quinze dias. Em locais frios, ao invés de carpetes, preferir o uso de pequenos tapetes que possam ser lavados facilmente.
• Evitar passar ou secar roupas no quarto de dormir.
• Evitar incensos, sprays perfumados ou "saches" no quarto de dormir.
• Uma medida muito eficaz contra os ácaros é encapar colchões e travesseiros com capas especiais, antialérgicas com proteção impermeável, contra ácaros, ou forra-los com napa ou vinil. Por cima delas usar a fronha, e o lençol. Sempre que possível, coloque colchões para tomar sol ou passe o aspirador. Traveseiro velho deve ser trocado, pois depois de algum tempo, eles se tornam ninhos de ácaros. Dê preferência aos modelos feitos com espuma inteiriça, evitando-se aqueles com painas ou penas (mesmo os chamados “antialérgicos”)
• Lavar lençóis, fronhas e cobertas uma vez por semana, se possível com água quente superior a 50ºC, para atuar sobre os ácaros. Ao final, devem ser passados ainda desdobrados a ferro quente.
• Evitar cobertores de lã e trocar por edredons. Em locais muito frios, o cobertor de lã pode ser usado "ensacado", isto é, costurando-se dois lençóis juntos para encapá-los, fechando com um zíper.
• As capas antiácaros devem ser lavadas periodicamente, obedecendo as especificações do fabricante.
• Roupas de inverno ou aquelas raramente usadas: lavar antes do uso e depois do inverno, guardando-as embrulhadas em saco plástico.


Autoria do texto: 
Arquiteta Cybele Barros
Site: Casa Segura

8 Dê sua opinião:

Dr. Andre disse...

Excelente. Compartilhei o link deste excelente artigo no meu facebook.

por que vocês ainda não fazem parte do Planeta Saúde Brasil (wwww.planetasaude.org)?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Obrigado, André. Como fazer para participar? Abraços e obrigado pela visita.

Daisy disse...

Olá. Descobri a poucos meses que tenho alergia látex fruta entre outrase foi descoberto pq os sintomas estavam muito fortes mesmo c uso de corticóides. Estou por construir minha casa e pretendia fazê-la de madeira, porém fui desaconselhada por alguns médicos. Gostaria de uma opinião. Att

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Daisy: sabemos que as árvores de frutas como banana, kiwi, mamão, abacate entre outras, assim como a seringueira mais comumente envolvidas em reações latex-frutas não são utilizadas em construções. Mesmo assim, a reação latex-fruta-polén se faz através de determinantes antigênicos chamadas Proteínas de transferencia de lipídeos (LTP)que não estão contidos na madeira das árvores.Determinantes antigênicos são as substâncias capazes de estimular o sitema imunológico a provocar uma reação contra elas.Portanto não existe nenhum risco em morar em uma casa de madeira. Agradecemos sua visita e convidamos a assinar nosso blog e passar a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

Lecy C. Picorelli - Bioarquitetura e Bioconstrução disse...

Olá,
Formidável o seu artigo! Tenho um blog sobre bioconstrução e estou escrevendo um artigo sobre a saúde da terceira pele - nossas habitações!
Vou adiconar o link desse seu artigo e blog para ajudar a esclarecer as pessoas, sobre como certos tipos de construções e decorações afetam negativamente a saúde dos moradores.
Parábéns pelo belo trabalho!
Lecy

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Lecy: visitei seu blog e recomendo a leitura: muito interessante! Agradeço suas palavras de incentivo e aproveito para convidar a assinar nosso blog, passando a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.Abraços!

mayaRA tavares disse...

Pq a cama tem q ser desencostada da parede?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Mayara: as paredes podem ser focos de infiltração, umidade e mofo, que nem sempre são percebidos. Obrigado pela visita ao nosso blog.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...