02 agosto 2010

Comida pronta é prática, mas será que também é saudável?

Este texto foi publicado no ótimo Blog do Pediatra em Casa do amigo André Bressan de Santos SP e resolvi trazer o assunto para o Blog da Alergia. 

Glutamato monossódico:

Descoberto em 1908 pelo pesquisador Kikunae Ikeda, da Universidade de Tóquio, após isolar o aminoácido de algas marinhas. É um aromatizante usado para realçar o sabor dos alimentos, sendo encontrado em muitos tipos de temperos prontos (nomes comerciais: Sazon, Aji no moto), tabletes de caldos, sopas. Destes alimentos, o mais consumido é o macarrão instantâneo, mais conhecido como Miojo, que contém alto teor de sal e de glutamato monossódico, utilizado como realçador de sabor. O glutamato é conhecido como uma substância viciante e pode causar reações adversas no organismo, mas tem o seu uso liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


O problema é que, em algumas pessoas pode produzir uma síndrome caracterizada por: sensação de fraqueza, sudorese, dor de cabeça, dor torácica e sensação de queimação no corpo. É a chamada “Síndrome do Restaurante Chinês” e algumas pessoas pensam que se trata de uma alergia, pois se acompanha de ondas de calor, erupção na pele, vermelhidão no rosto, podendo nos casos mais graves, surgir também sensação de falta de ar, chiados no peito (broncoespasmo), no período entre 4 a12 horas após uma refeição contendo glutamato monossódico.


Contudo, a quantidade de glutamato monossódico que pode causar esses sintomas varia de pessoa para pessoa. Embora mais estudos sejam necessários, não se recomenda o uso de aditivos alimentares desta natureza em alimentos infantis consumidos por crianças pequenas.

"Ou seja, é o preço da preguiça, por não usarmos temperos naturais como aqueles matos que dão cheiro às barracas das feiras livres: hortelã, coentro, salsa, manjericão, alecrim, louro e orégano, entre outros. Sem falar que, quando realçamos sabores, adestramos nosso corpo a apreciar sabores e cheiros não-naturais e em proporções desproporcionais, diminuindo o apreço pelo sabor natural dos alimentos."

11 Dê sua opinião:

aninha pontes disse...

E o pior é que gosto, e uso o tal do ajinomoto.

Dr. Andre disse...

Dra. Fátima, fiquei MUITO honrado com a citação.

Estava pensando nos realçadores de sabor... são como cirurgias plásticas: depois de um tempo, as pessoas só querem saber de cabelos louros e lambisgóias magrelas e siliconadas com dentes branco neve.

Dr. Andre disse...

Ah, meu nome é Andre Bressan, moro em Santos/SP.. :))

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

De vez em quando, tudo bem, mas no dia a dia, é melhor preferir os temperos tradicionais.Abraços!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Gostei muito da comparação, meu caro André! E, já fiz a correção. De qualquer modo, continuo fã do seu blog.Abraços.

Anônimo disse...

gostei muito das informaçoes do blog pois pude tirar varias duvidas em relaçao a essa tal de alergia que tanto me encomoda pois sou alergica tanto a alimentos ,quanto a medicamentos e ainda n tive a oportunidade de tratar com um especialista.apodi-rn

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Obrigado pela visita. Volte sempre. Se preferir, assine nosso blog e passe a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

dolly disse...

Muito bom! Esses tabletes de caldos então...gordura pura! Aqui em casa atualmente tenho evitado muito esses tipos de tempero. Uso alho,cebola....mas noto que fico um pouco ruim da minha sinusite alérgica quando uso pimentão...tem alguma relação?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Não há uma influência comprovada da alimntação com a rinite alérgica. Mas, vale sempre ressaltar que cada pessoa é unica e pode ter influências individuais em sua alergia. Por isso, se você observa a relação, evite a ingestão de pimentão e fale com seu alergista a respeito. Gratos pela visita.

ikaufman1 disse...

Parabéns pelo blog!
Minha curiosidade é que se a criança ingere muito raramente (menos que uma vez ao ano) uma porção de macarrão instantâneo, ainda assim é possível que a reação descrita aconteça?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

IKaufman1: a reação ao glutamato monossódico é individual, ou seja, depende da suscetibilidade de cada pessoa. Além disso, quanto menor a ingestão, menores as chances de desenvolvê-la. Obrigado pela visita e pelas palavras de incentivo ao nosso trabalho no Blog da Alergia.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".