05 maio 2010

07 de Maio - Dia Nacional de Prevenção das Doenças Alérgicas


“Você está sempre resfriado?”
“Você sabia que estresse, má alimentação e falta de sono podem enfraquecer seu sistema imunológico?”
“Você sabia que 1 em cada 20 bebês tem alergia ao leite de vaca?“
“Você tem asma ou bronquite?”

Estas e muitas outras dúvidas são esclarecidas na campanha realizada anualmente pela ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia):


07 de Maio – Dia Nacional de Prevenção das Doenças Alérgicas 
Apoio ao Dia Mundial da Asma


O evento tem como objetivo conscientizar o público brasileiro sobre o diagnóstico, sintomas, tratamento e, principalmente, as formas de prevenção das doenças alérgicas.
As alergias respiratórias, mais comuns nessa época do ano, serão o carro-chefe da campanha, tais como rinite alérgica e asma. Também faz parte da iniciativa a conscientização de alergias a alimentos, a picada de insetos, ao látex, medicamentos,etc.


Dados da ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia) apontam que cerca de 30% da população, em geral, possui algum tipo de alergia. Aqueles que sofrem com as doenças alérgicas, em especial, as respiratórias, devem estar atentos a alguns cuidados durante o outono e inverno. A estação pode agravar ainda mais os casos de crises respiratórias como a rinite alérgica e a asma. A baixa temperatura e a umidade do ar propiciam o aumento dos alérgenos, partículas como poeira, ácaros e fungos, que causam reações alérgicas.


Os casos que mais preocupam os especialistas são os de asma. De acordo com a ASBAI, a doença acomete 10% a 25% da população brasileira, sendo responsável, anualmente, por 400 mil internações hospitalares (DATASUS 2001), 2.500 óbitos e um número incontável de atendimentos ambulatoriais, principalmente, em salas de urgência e de faltas ao trabalho e à escola. A asma é caracterizada por tosse, sensação de aperto no peito, respiração curta e chiado no peito.


A rinite alérgica pode comprometer adultos e crianças. Cerca de 80% das pessoas asmáticas também sofrem de rinite que, se não for tratada adequadamente, pode piorar as crises de asma. Os sintomas da rinite são: entupimento nasal, coriza, espirros e coceira no nariz, garganta e olhos.


Nas crianças, a rinite também pode levar a complicações como otites, sinusites, roncos, respiração bucal e alterações na posição dos dentes.


Custos


A asma é a quarta maior causa de hospitalização, correspondendo a cerca de 400 mil internações por ano em todo o País (Datasus, 2001). Esse índice equivale ao terceiro maior gasto do Sistema Único de Saúde (SUS) com uma doença específica, a um custo de aproximadamente R$ 111 milhões.


Os custos da asma podem ser divididos em três tipos: os custos diretos (aqueles que podem ser calculados, como médicos, serviços de ambulância, cuidados domésticos, medicamentos e hospitalizações), os indiretos (relacionados a faltas ao trabalho, direitos previdenciários, faltas escolares, redução de produtividade) e os incalculáveis (o sofrimento humano pessoa e familiar).


De acordo com a ASBAI, a maneira mais eficaz de reduzir os custos da asma é controlar a doença, por meio de diagnóstico e tratamento adequados. Para evitar crises e internações, é fundamental buscar orientação médica e seguir o tratamento prescrito.


Você conhece a ASBAI?


A ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia) existe desde 1946. É uma associação sem finalidade lucrativa, de caráter científico, cujo objetivo é promover o estudo, a discussão e a divulgação de questões relacionadas à Alergologia e à Imunologia Clínica, além da concessão de Título de Especialista em Alergia Clínica e Imunologia a seus sócios, de acordo com convênio celebrado com a Associação Médica Brasileira. Atualmente, a ASBAI está representada em 21 estados brasileiros.


Dicas saudáveis

• Mantenha a casa sempre ventilada e limpa: utilize pano úmido, guarde roupas e objetos dentro dos armários, tornando a limpeza mais fácil e rápida.
• Evite estofados, cortinas, carpetes, bichos de pelúcia e cobertores de lã. Prefira edredons.
• Evite animais de pêlos ou penas dentro de casa. Se isto não for possível, lave o animal uma vez por semana.
• Não utilize produtos com cheiro forte, como removedores, lustra-móveis, desinfetantes e inseticidas, assim como perfumes e spray.
• Não fume e não permita que fumem dentro de casa.
• Combata a umidade excessiva e focos de mofo.
• É importante a prática de esportes e ter uma vida saudável.
• É fundamental uma dieta variada, com frutas, verduras, legumes e carnes magras, além de leite e seus derivados. Com as defesas fortalecidas, o sistema imunológico reage melhor às chances de desenvolver gripes, infecções ou alergias.


Fontes:
ASBAI
Tierno Press


0 Dê sua opinião:

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...