25 outubro 2009

Alergia e perfume: fato ou tabu? Respondendo ao leitor

Eu tenho um problema sério com perfumes e cheiro. Se eu fico ao lado de alguém usando um perfume forte, começo a espirrar, tusso, sinto falta de ar, meus olhos ficam muito vermelho, o que me deixa muito envergonhada. Gostaria de saber se sou alérgica a perfumes.
Obrigada, Marília.
Cara Marília.

Antes de responder sua pergunta, gostaria de explicar que são duas situações diferentes:

1) A alergia ao perfume ocorre na pele no local onde se aplicou o produto, sendo conhecida como alergia de contato ou como dermatite de contato.

2) Perfumes e odores ativos podem ser irritantes ao aparelho respiratório e provocar sintomas respiratórios, mesmo que a pessoa não seja alérgica a eles.

Então, vamos explicar cada uma destas situações:


1) DERMATITE DE CONTATO ou ALERGIA DE CONTATO

As fragrâncias perfumadas podem ser encontradas em muitos produtos, desde perfumes propriamente ditos como também em águas de colônia, lavandas, desodorantes, loções após a barba, hidratantes, protetores solares, bronzeadores, cremes e loções corporais, óleos, essências, maquiagem, depilatórios e muitos outros produtos.

Mesmo os produtos anunciados como “sem perfume” podem conter ingredientes mascarados para melhorar o odor natural do cosmético.

Estas alergias de contato dependem de um processo de sensibilização e por isso não surgem na primeira vez que uma pessoa usa um determinado produto, mas sim após algum tempo.

Na pele, manifesta-se como um eczema e uma coceira intensa, podendo evoluir para o surgimento de áreas avermelhadas (eritema), com bolinhas de água (vesículas) e que podem se romper eliminando um líquido pegajoso (exsudação). Com o passar do tempo, o liquido seca, podendo surgir crostas e descamação. Utiliza-se a denominação de eczema, dermatite ou alergia de contato.

Um ponto importante é analisar o local da pele onde surge a alergia, pois em geral está associado com o uso do produto. Por exemplo, desodorantes produzem reações nas axilas. Perfumes podem provocar lesões no pescoço, atrás das orelhas e braços.

2) PERFUMES E ODORES ATIVOS ATUANDO COMO IRRITANTES RESPIRATÓRIOS

A asma e a rinite alérgica são as principais alergias respiratórias e têm origem genética (hereditária), que faz com que as pessoas portadoras destas doenças tenham vias respiratórias mais sensíveis que o habitual, reagindo exageradamente a alguns estímulos. Por isso, poderão piorar seus sintomas ao inalar odores ativos.

O papel exato do perfume como provocador de crises de asma e rinite ainda não está bem estabelecido, mas sabe-se que não é uma alergia propriamente dita. Recentemente foi publicado um estudo na Suécia demonstrando que a inalação de perfume é capaz de afetar negativamente a função respiratória dos asmáticos.

É claro que a sensibilidade aos cheiros ativos varia em cada pessoa, pois depende do grau de sensibilidade de cada um. Além disso, quanto menos controlada estiver a alergia, seja asma ou rinite, maior será o efeito negativo do perfume nas vias respiratórias.

Infelizmente neste caso, testes e vacinas não serão úteis, já que não há um mecanismo alérgico comprovado, sendo a causa o poder irritante que os odores ativos exercem sobre as vias respiratórias.

Asmáticos não precisam fugir de perfumes, mas devem dar uma atenção especial a estes fatores no seu ambiente:

- Se possível, não use perfumes. Mas se fizer muita questão, converse com seu alergista e peça que oriente a escolha de uma fragrância suave, hipoalergênica e aplique pequena quantidade em áreas do corpo longe do nariz, por exemplo, nas costas ou nas dobras dos joelhos. Lave as mãos após a aplicação do perfume.

- No caso de crianças alérgicas, pais e cuidadores devem evitar usar perfumes quando estiverem junto delas.

- Prefira desodorantes e óleos corporais sem fragrância.

- Não use incensos, velas perfumadas, aerossóis em sua casa.

- Se você tem dermatite de contato alérgica aos perfumes, leia sempre os rótulos e evite os produtos que contenham as palavras: “fragrância”, “perfume” e “botânicos.A maior dificuldade é que os fabricantes de perfumes podem utilizar “fórmulas secretas”e omitir a listagem específica de todos os componentes. Se tiver dúvidas, não use antes de falar com seu alergista. Se for necessário, ele realizará o teste de contato para definir melhor a substância causadora da alergia.

Sabemos que é impossível fugir completamente dos produtos perfumados. Quanto menos se espera pode-se ganhar um cartão, um enfeite ou até um brinquedo perfumado. Mas, a nossa mensagem para você é que procure manter sua alergia tratada e bem controlada. Isso significa tratar sempre e não apenas nas crises.

O alergista orientará os cuidados, os medicamentos e o uso de vacinas (imunoterapia), de forma que suas vias respiratórias permaneçam desinflamadas e suportem melhor a agressão aos fatores irritantes que forem inevitáveis.






24 Dê sua opinião:

aninha pontes disse...

Excelente a explicação.
Muito clara e objetiva.
Parabéns por mais esse grande serviço.
Um abraço.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Obrigada, Aninha. É um prazer receber sua visita.

Nathan (Artigo do Perfume) disse...

Bem legal esse artigo, embora perfumes sejam um toque pessoal de personalidade marcante, podem também ser muito irritantes.
Abraços !

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

É verdade, Nathan: é a cara e a coroa numa mesma moeda! Um abraço.

Anônimo disse...

Achei muito boa a explicação. Mas gostaria de saber mais uma coisa. Tenho alergia de contato a perfumes. Existe algum perfume anti alérgico? Obrigada!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Para orientar o perfume mais adequado para seu caso seria necessário realizar o teste de contato e identificar a substância causadora da alergia. Desta forma, é possível escolher um produto que não contenha a substância. Infelizmente a aceitação é individual, o que impossibilita a indicação de um perfume que seja bem tolerado por todas as pessoas alérgicas. Sugiro que peça esta orientação ao seu alergista. Gratos por sua visita.

Anônimo disse...

principalmente produtos de limpeza e perfumes, quando sinto o cheiro, imediatamente sinto um gosto estranho na boca, a minha língua queima muito, parece que estou bebendo o produto, meu rosto arde muito, e perco o paladar, isso é normal, de uns tempos pra cá, piorou, até o cheiro do shampoo me irrita muito, o que será, qual médico devo procurar, será que vocês podem me orientar, obrigada. Maria José.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Maria José: Os sintomas que relata resultam da ação irritante dos odores. Aconselho que procure um alergista para orientá-la. Gratos por sua visita.

Unknown disse...

As vacinas são para deixar o sistema imunologico fortalecido.Eu gostaria de saber se durante as 6 primeiras aplicações,as crises podem aparecer ?

Grata....M.Edna

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

M Edna: a imunoterapia (vacina para alergia) é bastante segura, sendo muito baixa a ocorrência de efeitos colaterais. Contudo, em tese, uma reação adversa pode ocorrer em qualquer uma das doses utilizadas.Gratos por sua visita ao nosso blog.

Geyrison Erikson Torres dos Santos disse...

acabei de inalar o odor da acetona. Doi o nariz, a cabeça pescoço e ombros! Eh angustiante....

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Geyrison: o seu relato sugere que não seja uma alergia, mas sim uma intolerância química Convido que leia:
http://blogdalergia.blogspot.com/2012/02/sensibilidade-cheiros-nem-sempre-e.html
Gratos pela visita.

Samyra Serra disse...

Boa tarde!

Tenho alergia a "perfume mix". Existe algum perfume no mercado que não o contenha. Encontrei algumas fragâncias (poucas) em um site e só gostei de uma, gostaria de encontrar mais e se possível variar.

Desde já agradeço!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Samyra: Perfume mix é na verdade uma mistura de substâncias usadas em fragrâncias. Pessoas com teste positivo ao perfume mix devem evitar os seguintes componentes: - Aldeído cinâmico - Alcool cinêmico - Alcool alfa-amil cinâmico – Geraniol – Eugenol – Isoeugenol - Oak moss absoluto - Hidroxicitronelal. O seu alergista conhece seus dados clínicos e pode orientá-la melhor. Gratos pela visita.

Anônimo disse...

amei muito bom vou colocar em pratica algumas sugestões parabéns a todos os profissionais de saúde por este blog Deus os abençoe.
ju

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Obrigado Ju Estamos ao seu dispor. Aproveito a oportunidade para convidá-la a assinar nosso blog e passar a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

Érica Fernandes Fabiano disse...

Sou asmática faço uso do Seretide, no entanto manifestei uma laringite com bastante edema, dificuldade para engolir e ao realigar exame em otorrino ele verificou sinais de queimadura na região popularmente da garganta e sugeriu investigação de refluxo. Já ouvi dizer que atualmente o refluxo tem sido tratado como um processo alérgico e não só fisiológico por má formação da válvula,etc. Teria mesmo esta relação? O que estudos mais modernos defendem nesse sentido. Na oprtunidade fui medicada com Betametasona - celestone soluspan 3mg intramuscular. Devo manter o Seretide independente da outra droga estar no meu organismo?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Você deve manter o uso contínuo do Seretide Contudo, como está com a faringe irritada, deve usar um espaçador para aplicação do spray, para diminuir o impacto ao inalar a medicação.O refluxo gastro esofágico não é causado por alergia. Obrigada por sua participação no Blog da Alergia.

Rosana Nunes disse...

Olá,tenho alergia perfume mix II,atualmente estou com as mãos coçando com bolhas e pele grossa estou tomando anti alérgico alektos e pomada que já melhorou um pouco,esta super seca a pele.comecou em uma mão e agora passou pra outra também será que tem a ver com alergia que tenho ou será outro problema parece um quadro de disidrose.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rosana Boa noite. Sinto muito, mas para opinar sobre seu caso, só examinando pessoalmente. Gratos por sua visita ao Blog da Alergia.

Eleni silva disse...

tenho rinite e bronquite e ultimamente tenho sentido uma forte intolerância a cheiro. todo tipo de cheiro me incomoda sinto minha garganta inchada um incômodo na garganta muito grande. ja fiz alguns testes de alergia e deram negativos.Isso me incomoda bastante porque em todo lugar que vou entro em contato com diferentes odores.o que fazer para melhorar esse sintomas? Isso é alergia ou outro problema?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Eleni: O seu relato sugere que possa ser um caso de intolerância e não de alergia. Por isso, os testes podem ser negativos. Mas não há como afirmar pela internet, sem examinar pessoalmente. Gratos por sua visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Oi boa tarde, ultimamente tenho sentido muita sensibilidade aos odores que parece que fica na minha garganta, minha pele esquenta, meu coração dispara e me dá um pouco de falta de ar. O que pode ser isso, é como se eu pudesse sentir o gosto dos cheiros. Fico no aguardo. Muito obrigada

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Bom dia. O seu relato sugere que possa ser um caso de intolerância aos odores ativos, mas não há como afirmar pela internet, sem examinar pessoalmente. Agradecemos sua participação no Blog da Alergia.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...