31 julho 2009

70% dos remédios de uso infantil contêm corantes

Uma pesquisa realizada pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) com remédios de uso comum entre as crianças mostra que 70% dos 51 produtos avaliados utilizam corantes em sua fórmula.

Sem efeito terapêutico, os corantes podem, ao contrário, causar reações indesejadas na pele e nos sistemas respiratório e gastrointestinal e, em pessoas mais sensíveis, levar ao choque anafilático.

Para Mirtes Peinado, autora da pesquisa, a substância traz outros riscos. "O corante é usado para atrair a criança para consumir o remédio, o que pode levar as maiores à automedicação", afirma.

Apesar de todos os corantes utilizados pela indústria farmacêutica serem autorizados para esse fim, 21 do total de 38 remédios pesquisados que contêm as substâncias informam sobre sua presença apenas na bula. "A mãe só descobre depois de abrir a embalagem e, se quiser devolver, a farmácia não vai mais aceitar", diz Peinado. Segundo ela, cerca de 10% dos remédios estão irregulares, pois não informam o nome do corante.

O corante vermelho ponceau 4R foi o mais utilizado -em 39% dos produtos- e, como outros dessa cor, está entre os que mais causam alergias. Em seguida, vieram o amarelo crepúsculo e o amarelo tartrazina. Cinco remédios utilizam dois corantes cada um.

Segundo a pesquisadora, o ideal é que os pais perguntem ao pediatra se alguma forma farmacêutica do remédio prescrito não contém corantes, já que muitos deles têm a substância em uma apresentação (xarope e comprimido, por exemplo), e não em outra. O mesmo ocorre entre remédios de marca e genéricos.
Fonte: Folha de S Paulo

54 Dê sua opinião:

Anônimo disse...

O mais engraçado é ver remédio para a alergia como o que foi receitado para a filha de um amigo, ter o corante amarelo crepúsculo na bula. o remédio se chama sigmaliv. Como permitem isso?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A permissão para uso de corantes é regulada pela ANVISA e se baseia em estudos na segurança do uso, dose permitida, etc. Mesmo sabendo que apenas uma pequena parcela de pessoas é sensível a estas substâncias, a bula deveria conter explicações mais claras, visando a segurança do consumidor. Obrigado pela sua participação em nosso blog.

Anônimo disse...

tenho um filho de 10 anos, ha alguns anos apresentou uma reação alergica muito forte a grande parte das medicações prescritas a ele, desde amoxilina a uma simples dose de tylenol,(chegando a ser inclusive internado onde foi medicado com adrenalina fenergam e decadron) a reação é mais intensa nos olhos , que , ficam muito inchados e vermelhos.Da última vez em que foi socorrido, foi quando demos maleato de desclofeniramina(anti-alergico) que aparentemente agravou um quadro alérgico já estabelecido. Uma das alternativas prescritas pelos médicos foi a ministração de um ati-piretico de nome buprofeno...mas a reação foi bem mais severa...então desconfiamos dos corantes... ai resta-nos outro problema...não encontrarmos remédios onde possamos nos certificar da ausencia de corantes... se poderem me ajudar com sugestoes de nomes serei muito grata.!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O seu relato não sugere uma reação a corantes mas sim uma reação adversa a medicamentos.Contudo, para orientar é essencial examinar pessoalmente.
Aconselho que leve seu filho a um alergista. Estamos ao seu dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro

Anônimo disse...

olá , sou a mãe da criança supracitada no comentario acima,gostaria de agradecer a atenção de todos! Vou seguir a sugestão de vocês.Gostaria de parabenizá-los pela iniciativa!!!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Em nome da equipe agradecemos seu incentivo e aproveitamos para convidá-la a assinar nosso blog e passar a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

Shirlei disse...

Ola, ha +/- um mes, percebi que meu nariz esta inflamado e logo no inicio saia um pouquinho de "liquido" avermelhado, isso so ocoreu por uns 2 dias. e ate hoje nao aconteceu mais, a nao ser um pouco de "meleca" avermelhada. Hoje estou com o nariz(por dentro) parecendo inflamado, avermelhado, e um pouco dolorido. A uns quatro dias estou notando no lado direito do nariz (por fora) parecendo uma alergia, uma irritação na pele que um pouco tb avermelhado, e nao coça pouco. Não tenho problemas para respirar.
Essa iritação por fora do nariz pode esta ligado ao que esta acontecendo por dentro do nariz? Pode ser processo alergico? O que sera que pode esta acontecendo?
* Fui ao otorrinolaringologista ontem e ele passou pra fezr um rx dos seios das face.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Shirlei: compreendo sua preocupação e gostaria de poder ajudar, mas infelizmente não é possível indicar a causa do seu problema sem examinar pessoalmente. Aconselho que mantenha a orientação médica e peça ao seu otorrino para orientá-la. Obrigado pela visita e pela participação em nosso blog.

Rodrigo Oliveira disse...

Olá, tenho 26 anos e desde os 17 anos, tenho alguns problemas com alguns medicamentos, na sua grande maioria remédios para dor (tilenol, doril, coristina, etc) bem como alguns q precisei em outras ocasiões como Diclofenaco de sódio. Após 20/30 minutos de ingestão meus olhos começam a coçar e arranhar e mesmo eu n coçando incham em seguida e fico com os sintomas umas 3horas +ou-. imagino que seja alguma composição dos comprimidos, pq a exemplo do tilenou para dor, em gotas n me dá alergia. parabéns pelo blog, resolvi buscar algo com o tema e identifiquei com o caso do garoto de 10 anos. Acho q tenho o mesmo problema só q mais moderado pois ainda n parei em hospital por isso! abraço a todos

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rodrigo: o seu relato sugere uma reação adversa a analgésicose antinflamatórios. A reação se dá com diversos remédios pois possuem semelhança quimica, apesar dos nomes comerciais diferentes. Aconselho que procure uma orientação especializada e assim possa evitar ocorrências mais graves. A nossa equipe médica está ao seu dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

A pediatra da minha filha de 1 ano e meio receitou como tratamento preventivo o Anita, xarope, para prevenção de parasitas e vermes, comprei o remédio e quando fui dar minha filha, como a maioria dos bebês dessa idade, cuspiu o remedio, resultado; onde o remedio caiu: bochechas, ombros e barriga, foi notada a pele vermelha como uma típica reação alérgica. Pois bem, tive que suspender o tratamento e vou ter que comprar outros dois remedios, tudo isso porque, como foi dito acima, não havia especificação do corante na embalagem, eo prejuízo, obviamente não fica com a famácia nem com os grandes laboratório mas sim com o consumidor.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia) criou uma comissão de médicos alergistas que luta junto à Anvisa pela elaboração de rótulos informativos completos, visando a segurança dos pacientes.Agradecemos sua participação em nosso Blog.

Anônimo disse...

Olá,tenho uma filha com 8 meses,ela a um mês está torcindo bastante e corizando muito,corça o nariz e os olhos,tenho medo q seja alergica igual a mim,pode ser hereditário?Com essa idade já faz testes alergicos?Ela já tomou bromelim e abrilar,allegra mas nenhum senti melhora o q faço?Tenho renite alergica e já tive bronquite asmática.Será q vai ser isso mesmo tenho medo de tar dando medicação demais,vou fazer os testes para ver o q é.Desde já agradeço

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A alergia é de causa genética (hereditária). Os sintomas que relata sugerem uma rinite alérgica, mas não há como afirmar sem examinar sua filha pessoalmente. Aconselho que a leve a um alergista para julgar o seu caso. Estamos ao dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

Olá, tenho uma filha de 7 anos e a pediatra receitou o vermifogo Annita para ela, ela já tinha tomado a 3 anos atrás e tinha dado tudo certo. Dessa vez após 2 horas de tomar ela começou a coçar o pescoço e ficou com placas vermelhas....levamos no hospital, mas depois de umas 2 horas passou completamente. A médica que atendeu nos falou que era alergia ao corante...e pediu para que ela ficasse 6 meses sem consumir produtos com corantes...o procedimento seria esse mesmo?? tanto tempo assim?? ela tomou um antialérgico por Hixizine por 5 dias...obrigada pela atenção.Rita

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rita: o atendimento em pronto socorro é necessário para alívio da reação alérgica aguda. Mas, passada esta fase, aconselho que leve sua filha a um alergista, confirmar o diagnóstico e orientar uma conduta adequada. Estamos ao seu dispor na Policlínica RJ.

antenada disse...

olá tenho uma filha de 4 anos que sofre com tosse alergica ,principalmente a noite.levei -a a otorrino que receitou nasonex spray nasal, salsep spray nasal,sigmaliv0,5mg,label 15mg.a tosse ta diminuindo,mas ela começou a ronca r enquanto dorme .sera efeito colateral de algum dessses remedios?me ajudem por favor.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Antenada: o ronco infantil demonstra uma dificuldade respiratória durante o sono, como por exemplo uma piora do quadro respiratório; obstrução das vias respiratórias superiores; produção excessiva de secreção; aumento de amigdalas e adenóides, etc. mas não acredito que seja decorrente do uso da medicação citada. Aconselho que retorne ao otorrino para nova avaliação. Gratos por sua visita.

Anônimo disse...

Ola!!!
Eu tenho alergia a corantes e deixo aqui uma pergunta para a ANVISA.
POR QUE PERMITEM COLOCAR 'VENENO`EM REMÉDIO?
Já perdi muitos remédios devido esse problema.
Ajuda os alérgicos, por favor.
Obrigada.
Rosária Caixeta.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rosária: apenas uma pequena parcela de pessoas é sensível aos corantes utilizados em remédios e por isso não há como proibir seu uso. Contudo, a ASBAI está lutando junto à Anvisa para que os rótulos e bulas contenham explicações mais claras, visando a segurança dos alérgicos. Agradecemos por sua participação em nosso blog.

Janaína disse...

eu não sou criança e descobri a alergia ao tartrazina depois de grande, sofro muito com isso até hoje pois muitos médicos alegam não saber a composição e na farmácia é ainda pior. Em resumo, já gastei muito dinheiro comprando remédio que não informava na embalagem o uso de corante artificial,constando a informação apenas na bula, e a farmácia não troca! a pior situação foi em uma farmácia que me disseram que a quantidade de corante seria pequena e não teria problema... acho um horror o descaso, e, aparentemente só tende a piorar pois o número de alérgicos a corantes parece só crescer! No meu caso, continuo sempre com os cuidados de perguntar sobre a formulação, ler a bula, e sempre pesquisar sobre o tema!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Uma dica é acessar os sites que oferecem as bulas dos medicamentos na íntegra, como por exemplo ra leitura prévia na internet: MedicinaNET - http://www.medicinanet.com.br Assim poderá avaliar com tranquilidade se a medicação contém tartrazina. Gratos por sua visita.

Let disse...

Olá.
Tenho um filho de 2 anos e meio, que tem alergia a ptn de leite de vaca, soja e ovo. Reparei agora, com outros sintomas controlados, que meu filho fica bolinhas no corpo(tipo picadas de mosquitos), que coçam bastante. Inicialmente achamos ser mesmo picadas, mas agora estamos com suspeita de alergia a corantes, já que come jujubas(um dos pouquissimos doces que come). Estas bolinhas podem ser mesmo um indicativo de alergia? Sei que sem vê-lo não dá para diagnosticar, só gostaria de uma primeira indicação. Grata.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Let: o seu relato não sugere que seja uma reação adversa aos corantes. Aconselho que leve seu filho a um alergista para que seja feito um diagnóstico preciso do seu problema. Gratos por sua visita.

Anônimo disse...

Existe algum vermífugo sem corantes que eu possa dar a uma criança alérgica a corantes artificiais? Comprei alguns que não pude usar (Albel, Annita), já que apenas a bula informa a presença de corantes.
Pessoas alérgicas a corantes não podem ter vermes?
O que o ministério da saúde tem na cabeça para permitir o uso de substâncias nocivas e totalmente desnecessárias em remédio?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Para aconeslhar, é preciso conhecer de forma criteriosa o tipo de alergia e qual o tipo de corante provoca a reação do seu filho. Pode ser que ele aceite um determinado tipo e possa tomar a medicação. Aconselho que entre em contato com o alergista que trata dele pois conhece seu histórico, sendo a pessoa mais indicada para indicar alternativas. Gratos por sua participação em nosso blog.

Anônimo disse...

Eu tenho alergia a corante.Mas eu sempre como alguma coisa que tem corante,eu acho que tenho só alergia a corantes muito fortes como:fanta uva,fanta laranja etc

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A alergia varia em cada pessoa e seu depoimento vem confirmar esta situação.Agradecemos sua visita ao nosso blog.

Anônimo disse...

Tomei vermifugo Annita (corante vermelho nº 33), esses 3 últimos dias (ontem o 3º dia) e hoje amanheci toda empolada e coçando nas axilas.
Será o corante do remédio?
Deixei de tomar sucos de caixinha com Corante Carmim pois me causam uma enorme dor de cabeça. Já os sucos com beta caroteno não senti nada.
Posso tomar Hixizine, para acabar com alergia na axila?
Grata

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Os dados que envia em seu relato não são suficientes para afirmar se as lesões em sua pele foram ocasionadas pelo corante contido na medicação. O ideal é que procure um alergista para fazer o diagnóstico e indicar tratamento. Gratos pela visita ao nosso blog.

maryscheffer disse...

oi andei lendo alguns comentarios das pessoas eu não tomo nada sem receita medica nem chá e de ums tempo pra ca procuro ajuda médica pela wweb e venho tendo ajuda agradeço mais uma vez Mary Scheffer

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Mary: você abordou um tema importante - a automedicação, que ocorre por vários motivos: seja pela repetição de receitas antigas, pela recomendação de amigos, obedecendo à propaganda de medicamentos, pela facilidade de comprar medicamentos em farmácias e drogarias, por telefone e internet, etc. Infelizmente na prática os resultados podem ser danosos. Agradecemos seu depoimento.

Anônimo disse...

Minha filha está desesperada, a minha netinha d e 4 anos precisa tomar um antibiòtico mas vomita tudo pois eles tem sabor morango e ela DETESTA a menina não suporta mais nada que seja de MORANGO; danone nem pensar só de sentir o cheiro ela vomita.
Quero implorar para esses laboratórios que fabriquem os medicamentos mas que esqueçam essa história de corantes sabor frutas em medicamentos principalmente para crianças.
Além de caríssimos é difícil de administrar às crianças, elas posem tomar bem a 1ª dose mais as outras se recusam e ficam muito nervosas quando insistimos muito e se tomam por medo, VOMITAM.
Pelo amor de Deus, se insistem em fabricar docinhos de remédios que o façam, mas dos 100%, façam uns 20% com sabor natural, amargo mesmo é muito melhor para ingerir e não causam problemas de alergia, estômago e nem psicológicos nas crianças.
Afinal, criança não é boba e percebem esse sabor insuportável do corante de sabor até dormindo.
mil vezes tomar o remédio amargo, ah pior é que o morango nem tira o amargo fica uma mistura do sabor original do medicamento misturado com esse morango nauseante.
Uma dica: fabriquem o medicamento sem qualquer sabor adicionado e a mãe que quiser agradar ao seu filho - pois ela o conhece bem - poderá acrescentar um pouquinho de mel ou groselha se quiser que ele fica de cor rosa.
Minha neta tão pequena e já tem nojo de morango, abacaxi... é demais, né??
Obrigada pela atenção.
Isabel

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Isabel: fica sua sugestão para os laboratórios fabricantes dos remédios infantis. Agradecemos sua participação no Blog da Alergia.

Silvana Caldas disse...

Olá! Sou mãe de um menino hoje com 14 anos sofro com estas reações a medicamentos com meu filho desde pequeno já foi internado várias vezes e desde pequeno levei ele há vários alergistas da minha cidade e também no rj . Todos me deram uma lista de proibições me deixando apenas opções do tilenol e remedios fitorerapicos. Passei por situações terriveis até que consegui uma vaga no cpa do hospital da usp em Ribeirão preto onde um medico maravilhoso me ajudou e mesmo há 18 h de onde moro fui varias vezes durante 1 ano e descobrimos os que ele podia não uma lista de proibições. Hoje pelo menos temos opções para vários tipos de problemas. Não entendo porque colocar corantes nos remédios e isto dificulta ainda mais a minha vida.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Silvana: é uma sugestão aos fabricantes de medicamentos. Os aditivos e corantes são adicionados com objetivo de melhorar a conservação, o sabor e aroma. Mas estudos científicos apontam que não interferem e não melhoram o efeito terapêutico dos remédios. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro: “Alergia, doença do século XXI”. Agradecemos sua visita.

Anônimo disse...

minha filha é alegica a todos tipos de coantes gostaria de saber se o medicamento.(allegra pediatrico ) tem corantes.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A bula do medicamento Allegra pediátrico informa que o produto contém: Excipientes: propilenoglicol, edetato dissódico di-hidratado, propilparabeno, butilparabeno, goma xantana, poloxâmer, dióxido de titânio, fosfato de sódio monobásico monoidratado, fosfato de sódio dibásico hepta-hidratado, creme flavorizante de framboesa, sacarose, xilitol e água purificada. Aconselho que entre em contato com o(a) alergista de sua filha e peça que a oriente. Gratos pela visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Meu filho tem alergia a corante vermelho, entao gostaria de saber se o hixizine existe na forma incolor. Obg

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

É possível solicitar à farmácia de manipulação que a medicação seja feita sem o corante ao qual seu filho tem alergia. Gratos pela visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Meu nome e Julia, minha filha tbm teve alergia ao Annita , inchou o pé esquerdo e no outro dia varias manchas vermelhas no corpo... Faltava apenas a ultima dose, eu sempre noto apesar dos médicos dizerem que não... Uma sensibilidade dela a muitos remédios, então sempre busco por marcas sem corantes , por exemplo ela tomou cefalexina e já surgiu varias bolinhas no corpo , acho que mistura um pouco de alergia com efeito colateral e sensibilidade aos remédios ... Isso preocupa muito.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Julia: a alergia a medicamentos pode se manifestar de formas variadas em cada pessoa, seja criança ou adulto. E são poucos os testes e exames disponíveis para diagnóstico das alergias medicamentosas. A avaliação e diagnóstico se baseiam na análise clínica. Você tem razão: as reações podem resultar de efeitos colaterais ou de sensibilidade. Melhoras para sua filha. Gratos por sua visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Bom dia,
minha filha de 1 ano e oito meses apresentou uma reação alérgica muito forte após o uso de amoxilina, ficou com o corpo cheio de pintas vermelhas e por isso ficou internada por quatro dias, apos o periodo de internação ficou tomando predisim e hixizine, por volta do 15º dia de uso do hixizine depois de sair do hospital eu fui dar a ela o remedio e ela cuspiu onde ohixizine caiu na pele dela deu reaçao na mesma hora onde o remedio encostou a pele ficou vermelho como uma queimadura depois de mais ou menos 1 h sedeu sozinho. Gostaria de saber se hixizine e predisin mesmo sendo incolores contem algum corante. Grata desde já.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Sugiro que entre em contato com o SAC (serviço de atendimento ao consulmidor) dos laboratórios fabricantes e solicite a informação sobre o conteúdo de corantes nas fórmulas dos medicamentos citados. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

veronica disse...

Bom dia! Ha algum remedio contra vermes sem corantes?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Veronica: para orientar, é preciso saber qual o tipo de corante ao qual a pessoa é alérgica para poder orientar. Gratos por sua visita.

Arranjo Estofados disse...

Boa tarde...Tive alergia ao corante do medicamento Annita (vermes), inclusive com edema de glote.
Agora o médico me receitou o Mionevrix, quando comprei vi que também tem corante, estou preocupada em tomar, já que também tem uma coloração forte.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Boa tarde. Recomendo que entre em contato com seu alergista antes de usar a medicação. Obrigado por visitar o Blog da Alergia.

Saruza crocamo dias disse...

Bom dia. O pediatra receitou o anti alérgico hixizine para minha bebê de 5 meses e ao tomar ela cuspiu o remédio e onde o remédio tocou ficou vermelho. A pediatra disse nunca ter visto isso, ter alergia ao anti alérgico. Levei ela na Alergista que disse não existir exames pra saber a quais remédios o bebe é alérgico e que não existe alergia a anti alérgico, e que provavelmente foi reação ao corante. Agora ela está com infecção urinária e foi receitado antibiótico keflex. Como faço pra saber se ela pode tomar?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Saruza: o diagnóstico da alergia medicamentosa no bebê é clínico, ou seja, não se baseia em exames, mas sim na análise e exame físico realizados pelo(a) alergista. Mas o fato de apresentar uma reação ao antihistamínico (Hixizine) não significa que a criança terá também com o antibiótico (keflex) Agradecemos sua participação no Blog da Alergia.

Adriana REIS disse...

Olá tenho uma bebe de um ano a três meses apareceram manchas vermelhas na borda e esbranquiçadas por dentro que descamam por todo corpinho dela. Ela foi diaguinosticada com dermatite atopica. O pediatra passou hixizine xarope três vezes ao dia sendo 1, 5 ml manhã 1, 5 ml tarde 2 a noite e desinida creme pra passar nas lesões. E passei a pomada uma única vez e o xarope dei duas vezes começando antiontem quando foi ontem a tarde ela apresentou febre oscilando de 37, 8 a 38, 6 que só baixava com paracetamol e durou a tarde TDA so sede do de madrugada. Ela nunca teve febre nem mesmo por reação da vacina e nem por Nascimento de dentes q ja nasceram quase todos faltam so 4 para nascer. Esse febre poderia ser dos medicamentos? Me ajudem estou com medo de da Los e a febre voltar. Obrigada

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Adriana: o seu relato não refere dados suficientes para que se possa afirmar a causa da febre apresentada por sua filha. É essencial examiná-la pessoalmente. Avaliar pela internet pode gerar erro. Conto com a sua compreensão. Gratos por sua participação no Blog da Alergia.

Unknown disse...

Gostaria de saber se o xarope Hixizine tem corante, pois a pediatra passou para meu neto mais ela não soube me responder se tinha ou não. Já olhei na bula mais não há nada escrito como muitos não informam estou com medo de utilizar. Tem como vcs me darem essa informação, desde já agradeço.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Sugiro que ligue no COT do laboratório fabricante do Hixizine (Centro de Orientação TheraSkin) ou envie e-mail para: cot@theraskin.com.br e solicite esta informação. Gratos por sua visita ao Blog da Alergia.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".