16 abril 2009

GPS para asmáticos: notícia curiosa



É isso mesmo:

David Van Sickle, um pesquisador da Universidade Wiconsin-Madison, está trabalhando em inaladores para asma com dispositivos GPS embutidos. O objetivo é conseguir mais informações a respeito dos ambientes frequentados pelos asmáticos. De acordo com o site Engadget, os inaladores marcarão o local exato do paciente toda vez que este utilizar o remédio.

Com essas informações geográficas, os pesquisadores pretendem montar um banco de dados a respeito de locais que causam mais ou menos alergia ao doente.

Nos anos 80, foram precisos oito anos para se descobrir que a poeira dos grãos de soja estocados perto da cidade de Barcelona, na Espanha, causaram um ataque em massa de asma. A pesquisa de David pode diminuir esse tempo consideravelmente.

“Estudos da asma epidêmica têm demonstrado que a compreensão sobre o local onde ocorrem as crises de asma podem ajudar a identificar focos da doença”, disse David ao site da Universidade.

Os locais mais afetados serão estudados mais profundamente, para que doutores e pesquisadores possam saber quais elementos e ações provocam maior alergia nos asmáticos, podendo assim combater esses problemas e melhorar a vida de muitas pessoas. Também será possível descobrir novos elementos que possam ativar a doença.

O projeto ainda está em fase inicial, e está aceitando apenas voluntários dos Estados Unidos, mas David espera que seu estudo seja abrangente: “Ele irá permitir intervenções de saúde pública mais específicas em locais e momentos em que as pessoas estão realmente sofrendo”, declarou ao site CNET.

Por Stella Dauer

0 Dê sua opinião:

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".