16 junho 2008

Alegria sem alergia nas festas juninas


As festas juninas já começaram e com elas chegam os fogos, fogueiras, quadrilhas, etc. Quem nasceu ou viveu no interior sabe como é bom passar a noite ao som da sanfona, a luz da fogueira tremulando, muita alegria e música no ar.

Crianças e adultos aproveitam para dançar, comer comidas típicas e participar das brincadeiras espalhadas em barraquinhas: pescaria, tiro ao alvo, “tirar a sorte”, uma verdadeira farra!

Mas, o mês de junho também é época do frio, do inverno e pode se acompanhar das alergias respiratórias, que aumentam nessa época do ano. Para algumas pessoas, festas juninas também trazem aglomerações, fumaça, cheiro de pólvora no ar, alimentos extravagantes e com isso, a possibilidade de piorar a alergia.

O maior problema é a fumaça, tanto da fogueira como dos fogos de artifício.

A fuligem levada pelo ar se espalha pela vizinhança. Como se não bastasse, durante as festas, é comum a presença de fumantes, colaborando para piorar o quadro.

A fumaça tem a capacidade de produzir irritação no sistema respiratório, podendo provocar crises nas pessoas portadoras de Asma e Rinite. Desta forma, pode contribuir para tosse, chiados, espirros, coriza e congestão nasal. Além disso, pode ocorrer ainda irritação dos olhos com coceira, ardência, lacrimejamento e hiperemia da conjuntiva.

O uso de fogos de artifício deve ser cauteloso e longe do alcance das crianças, pela possibilidade de acidentes e queimaduras.


Como evitar Alergias

- Vá ao seu médico antes das festas juninas e avalie o grau de controle de sua alergia.
- Mantenha o tratamento contínuo, não apenas nas crises.
- Se você vai dançar quadrilha, certifique-se que sua asma esteja controlada ou peça ao médico uma medicação para que não tenha sintomas causados pelo esforço físico.
- Evite permanecer em lugares fechados e abafados, em especial na companhia de fumantes.
- Prefira alimentos naturais e saudáveis e evite os produtos articializados.
- Cuidados com paçoquinhas e outros alimentos que não tenham boa procedência. Certifique-se que tenham rótulos adequados.


6 Dê sua opinião:

Marcia Heloisa disse...

Adorei a dica.
Estou iniciando meu blog a partir doo meu TCC em enfermagem.
Abraços.
Atenciosamente
Márcia Heloisa

Equipe PGRJ disse...

Márcia:conte com a nossa colaboração no que for preciso. Obrigado pela visita ao nosso Blog.

a pf disse...

Inalei fumaça de incêndio em local aberto e o pó quimico do extintor de incêndio. Estou tossindo um pouco. Tosse seca. Faz 4 dias.
Já tive hiperreatividade brônquica após gripe que foi tratada alguns meses com seretide.
A tosse é bem espaçada e acontece geralmente na mudança de temperatura.
Deixo o tempo passar e o organismo reagir ou já parto pro seretide?
Muito obrigado!
Adriano.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Adriano. Boa noite. A fumaça pode provocar irritação do aparelho respiratório e agravar sintomas. O ideal é que você entre em contato com seu médico para que o examine e possa indicar a medicação adequada para seu caso. Gratos por sua visita.

Carol disse...

O estalinho e comum causar urticária na criança? Depois de minha fila , 2 anos, usar, desenvolveu uma reação alérgica por todo corpo, com inicio nas mãos.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Carol: É pouco provável que um "estalinho" possa ser causa de uma urticária. Recomendo uma consulta com alergista para que possa avaliar o seu caso, conduzir a investigação diagnóstica e indicar o tratamento adequado para sua filha. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".