07 março 2007

Disidrose (eczema disidrótico)





A disidrose é um eczema localizado em mãos e pés, ocorrendo em surtos alternados a períodos sem sintomas. A palavra disidrose (dis=defeito e hidrose=produção de água ou suor) foi usada pela primeira vez em 1873, porque na época acreditava-se que a doença era causada por distúrbios sudoríparos. Já em 1876, alguns estudos atribuíram a doença a fatores nervosos e modificaram o nome para Phompholix. Atualmente a disidrose é considerada uma reação eczematizada. Assume características peculiares por atingir mãos e pés, onde a pele tem características especiais, sendo mais espessada. O líquido presente nas lesões resulta de processo inflamatório. A alteração do suor, embora não seja fator causal, é um importante agravante das lesões. Verifica-se também que outros fatores, como alterações climáticas e estresse emocional constituem significativos fenômenos desencadeantes. Por isso, alguns autores preferem utilizar o termo Eczema Disidrótico.
Como se manifesta:
Na disidrose, surge primeiro o prurido (coceira) que se segue do aparecimento de pequenas vesículas endurecidas esbranquiçadas ou amareladas, embaixo da pele, com aspecto de grãos de “sagu”, atingindo principalmente a face lateral dos dedos, as palmas das mãos e as plantas dos pés. Posteriormente, tendem a secar, ficando a pele espessada, endurecida, podendo descamar ou “rachar” até o tecido mais profundo, ocasionando fissuras doloridas. A coceira pode ser intensa e o ato de coçar pode romper as bolhas que eliminam líquido transparente. Na verdade, a manifestação pode variar desde uma coceira leve até assumir formas bastante desconfortáveis, acompanhada de ardência e/ou dor. As lesões podem ocorrer em pequeno número ou acometer praticamente toda a superfície das mãos ou dos pés. Em alguns casos, pode ocorrer infecção bacteriana secundária e se acompanhar de secreção com pus.

Causas

A disidrose pode ser devida a vários fatores, que podem atuar de forma isolada ou em conjunto. Em alguns pacientes a causa não é estabelecida, sendo estes casos denominados idiopáticos.

As principais causas que podem desencadear ou agravar a disidrose são:
-Distúrbio funcional das glândulas de suor,
-Fatores emocionais e estresse,
-Infecções fúngicas,
-Determinados medicamentos, como por exemplo, penicilina.
Além disso, a disidrose pode se associar à dermatite atópica ou a dermatite de contato.

Tratamento

O tratamento da disidrose é semelhante ao dos eczemas, podendo variar em cada caso. Envolve as seguintes medidas:
- afastamento da causa,
- cuidados gerais,
- uso de medicamentos tópicos (cremes e pomadas)
- tratamento das condições associadas (fungos, infecções por bactérias, entre outras
)

398 Dê sua opinião:

«Mais antigas   ‹Antigas   1 – 200 de 398   Recentes›   Mais recentes»
célia santos disse...

Olá!
Foi com muita alegria que enconterei este blog!tenho procurado por inúmeros locais online explicações claras sobre um problema que há algum tempo me vem atormentando, e só agora encontrei, aqui, algo parecido com ele.
Tenho na planta dos pés o que penso ser esta espécie de eczema: uma pequenas bolhinhas, duras, com uma espécie de liquido, que acabam por rebentar. Nunca tive mais de duas ao mesmo tempo, mas assim que uma desaparece outra volta a nescer. Estou usando uma pomada, por ordem do meu dermatologista, mas não vejo melhoras: a única bolhinha que agora tenho continua lá e à volta dele a pele está ficando muito seca. Será que me dão opinião? É que o médico não me chegou a dizer qual era o nome do problema! Obrigada!!

Equipe da Clínica de Alergia PGRJ disse...

Célia, é muito difícil fazer um diagnóstico de uma lesão na pele sem examiná-la, mas baseado em sua descrição pode ser uma disidrose. Entretanto, existem outras doenças cutâneas que podem se confundir, sendo importante que esta possibilidade seja confirmada. Aconselho que volte ao seu médico para que ele reavalie seu tratamento. Obrigado pela visita e volte sempre.

Anônimo disse...

Olá! O meu nome é Cristina. Há quase um ano foi-me diagnosticado um eczema desidrótico. Fiz varios tratamentos e hoje em dia apenas uso uma pomada para hidratar a pele. Será que vou ficar assim sempre?

Clínica de Alergia PGRJ disse...

Olá Cristina
A hidratação é um cuidado (e um tratamento) que deve ser mantido a longo prazo, com benefícios não apenas na disidrose mas para a saude de sua pele. Um abraço e volte sempre. Fatima Emerson

Anônimo disse...

Ola o meu nome é Andreia e tambem tenho a doença de eczema desidrotico, ja ha mais de 10 anos, actualmente tenho 20 anos, e todos os anos é a mesma coisa, todos os anos na altura de mais calor começam-me a aparecer várias borbulhas/bolhas na palma das mãos e pés, que produzem muita comichão durante a noite principalmente. Só ha pouco tempo é que soube qual o nome para a minha doença, apesar de todos os anos ir ao medico esperando uma solução mais eficaz ano apos ano, mas não vejo qualquer melhoria.
Disseram-me também que esta é uma doença para toda a vida:(
Gostava de poder conhecer alguem com a mesma doença que a minha. Gostava também que a Dra me podesse aconselhar de qual o medicamento que poderia utilizar. Muito obrigado.

Anônimo disse...

Olá, meu nomé Hamilton e também tenho Eczema Desidrótico. Sofro com essa doença ja tem dois anos. As bolhas aparecem nas mãos e no momento, graças a Deus somente em uma das mãos. O dedo indicador, é o proprio..sofre com as bolhas. Um ciclo bem regulado. A pele fica avermelhada, depois as bolhas aparecem, estouram, ha uma inflamação generalizada no dedo, ficando bastante doído ao toque.
Mais tarde a pele seca, renovando a pele. Por alguns dias fica tudo bem, depois volta-se ao ciclo novamente. É realmente uma tortura piscológica. Ja fui em vários médicos, fiz vários tratamentos (caros por sinal), e nada de eliminar essa doença. Fica dificil de se conviver com ela. Eu por exemplo deixei de ir aos parques aquáticos, piscinas publicas, pois não passo é claro no exame médico com uma doença dessas.
Gostaria muito de receber alguma informação sobre medicamentos e formas de curas.
Muito obrigado.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Hamilton: o tratamento da disidrose é para controle da doença, mas ainda não há uma cura total do processo. Entretanto, é possível com o tratamento controlar a lesão, mantendo sua pele equilibrada e permitindo assim que tenha suas atividades normais. Aconselho que procure um médico especialista em Alergia para orientá-lo. O site da ASBAI - www.sbai.org.br disponibiliza uma lista e médicos portadores de títulos de especialista no Brasil.
Obrigado pela visita e volte sempre - toda semana publicamos um texto novo no Blog.

KiKas disse...

Olá. Gostaria de tentar dar uma ajudinha à Andreia e ao Hamilton. Eu tenho o mesmo problema há 9 anos. penso que não há qualquer relação nas melhorias com a estação do ano, no entanto tem muito a ver com o nosso sistema nervoso. não ponham pomadas corticóides pois chegam a um ponto que só pioram o estado da pele. a minha solução, após vários médicos e tratamentos, foi a seguinte: nas mãos só água, em todas as tarefas domésticas e mesmo para tomar banho só de luvas ( umas luvas de algodão branco e umas de silicone por cima). cremes nas mãos, nunca, a menos que seja sem perfume.já faço isso há quase 2 anos e nunca mais os meus dedos abriram as terríveis gretas que são tão comuns ( se vocês ainda não têm, previnam-se para não aparecerem. é muito doloroso não conseguir dobrar nem esticar os dedos, não conseguimos fazer nada na nossa vida. esta "doença" é terrivel.
Para o Hamilton : não vejo porque não vai para piscinas, essa doença não é contagiosa. a única pessoa que pode sofrer com isso é você, pois pode piorar. no meu caso, eu até acho que melhoro um pouco, talvez o cloro sirva como desinfectante.
Espero ter ajudado. da minha parte eu já estou convencida que não vale a pena gastar mais dinheiro em médicos, remédios e pomadas, temos que aprender a viver com isto para o resto da vida.
Cumprimentos.
KiKas (Portugal)

Anônimo disse...

OI MEU NOME É ANGELO E GOSTARIA DE SABER SE FURARMOS A BOLHA COM AGULHA ESTERILIZADA FUNCIONA ? E SE O ACIDO ÚRICO TEM A HAVER COM A DESIDROSE.

Equipe PGRJ disse...

Angelo: 1) não há relação evidente entre disidrose e dosagem alterada de ácido úrico.2) não é recomendado que faça um procedimento sobre a lesão da diasidrose sem acompanhamento médico para evitar complicações. Obrigada pelka visita e volte sempre.

ANGELO disse...

BOM DIA AMIGOS ! GOSTARIA DE ESPOR UMA SOLUÇÃO QUE AMENIZA QUE VENHO APRENDENDO, POIS BEM, TENHO LAVADO AS MÃOS NUMA FAIXA DE UMA EM UMA HORA E TEM DADO RESULTADO, COMECEI A FAZER ISTO QUANDO LEVEI EM CONSIDERAÇÃO O ACUMULO DE SUOR RETIDO NAS MÃOS, ISTO FAZ A PELE RESPIRAR MELHOR ABRINDO OS POROS OBSTRUIDOS POR PEQUENAS SUJEIRAS IMPERCEPITIVEIS, OBS: ``VALE TAMBEM PARA OS PÉS´´ E PELO MENOS UMA VEZ POR SEMANA TENHO FEITO O BANHO COM PERMANGANATO MORNO, TIPO 10 LITROS DE AGUA PARA CADA POZINHO OU COMPRIMIDO.

GOSTARIA QUE OS AMIGOS COLOCASSEM TAMBEM SUAS DICAS PARTICULARES EVITANDO COMENTÁRIOS DE MEDICAMENTOS, TENDO EM VISTA QUE SEMPRE É MELHOR UMA OPNIÃO MÉDICA.

Equipe PGRJ disse...

Angelo: agradecemos a gentileza de enviar sua dica. Lembro entretanto que a lavagem repetida das mãos e o uso do permanganato repetidamente pode ressecar e irritar a pele a médio e longo prazo. Cada pessoa é única e por isso o resultado de um tratamento pode ser diferente em cada paciente. Obrigado pela visita e volte sempre.

Anônimo disse...

Olá...descobri recentemente que tenho desidrose nos pés. As bolhinhas aparecem eventualmente, mas a pele dos meus pés ficou muito seca, rechando e escamando. De que maneira, e com que tipo de produto posso hidratar a pele dos pés.

Anônimo disse...

OLÁ MINHA FILHA TEM QUATRO ANOS E A CINCO DIAS NÃO CONSEGUE DORMIR BEM COM COCEIRAS NOS PÉS E NAS MÃOS. ESTÁ TOMANDO HISTAMINICO COM CORTICOIDE A DOIS DIAS E NÃO MELHORAR A ALERGISTA DISSE QUE ERA SÓ HIDRATAR MAIS NÃO HOUVE MELHORA NO QUADRO NÃO HÁ NENHUMA MARCA OU MANCHA EM SEUS PÉS E MÃOS POR FAVOR ALGUÉM ME AJUDE!

Equipe PGRJ disse...

Gostaríamos de poder ajudar a sua filhinha, mas não há como orientar um tratamento para uma doença na pele sem examinar pessoalmente. Aconselhamos que retorne ao alergista para que seja feita uma nova orientação.

Anônimo disse...

Companheiros e companheiras disidróticos. Me lembro exatamente quando surgiram minhas primeiras bolhinhas na planta do meu pé direito. Estava em Paris, no ano de 1995. Ou seja, tenho esse mal há 13 anos e até hoje elas sempre voltaram. Sempre ifcaram apenas na planta do meu pé direito. Nao migraram para as mãos, nem para o outro pé. Nunca procurei tratamento porque sempre me disseram que a causa era emocional. E de fato, quando estou mais estressado, elas aparecem em colonias, se aglomeram e se fundem, e as vezes viram um bolha maior, que, em alguns dias, estoura para, em seguida, várias outras pequenas surgirem e reiniciarem o processo. Quando a pressão passa e estou mais tranquilo elas dão um tempo, mas sempre uma ou outra me visita pra dar um olá. Eu as saúdo furando uma a uma com a unha mesmo, no banho. Isso nunca melhorou ou piorou meu estado, mas me dá algum alívio. Não recomendo a prática: é nojenta e não adianta nada. É uma batalha eterna, mas sei que no final elas vencerão. Portanto, meus companheiros de malaise, aconselho simplesmente tentarem relaxar mais e se estressarem menos. É o único remédio. Saludos disidróticos a todos.
Jorge Batalha

Anônimo disse...

À todos, também tenho a desidrose nos pés à uns 20 anos e gostaria de deixar algumas dica que não resolve, mas costuma diminuir o número de vesículas(bolhas)na região geralmente afetada. Lave bem os locais onde se costuma ocorrer a erupções e procure fazer um esfoleamento leve para remover as células velhas, tomar meia hora de sol nos locais também ajuda e em último caso utilize permanganato ou mesmo pomadas para cicatrização.

Equipe PGRJ disse...

Anigo, cuidado: ao provocar o rompimento da lesão pode provocar irritação e piorar o problema com uma infecção local. Além disso, permanganato se não for bem diluído pode causar irritação e piorar a disidrose. Aconselho que converse com seu médico para orientá-lo adequadamente. Lembro que a pele já castigada pela disidrose está mais sensível e pode reagir mal a pomadas e tratamentos caseiros.

NIKITASI disse...

Olá!
Acabo de descobrir que minha filha de 8 anos tem isso.
A dermatologista passou uma pomada, mas não me disse q não tem cura! Fiquei meio preocupada agora.
Ela tem nos dedos das mãos, sendo que um está com um calo enorme de tanto coçar.
Não tem cura então?

Maria Luzia Martins Villela disse...

Obtive alguma melhora da desidrose tomando chá de erva-doce 2 vezes ao dia. Se paro piora. Não cura completamente. Só fiquei "limpa" quando passei 90 dias em São Paulo em situação de estresse!!. Hospital para minha neta.Voltei para casa e 2 anos depois a desidrose voltou. Pior! Luvas ajudam um pouco. Só um pouco , mas tudo bem, antes pouco do que nada.

Equipe PGRJ disse...

O uso do chá interfere pouco na evolução da disidrose. A própria doença tende a evoluir com períodos de melhora altenados com períodos de piora.

Equipe PGRJ disse...

Nikitasi: o tratamento permite o controle total da doença, mas não se pode prometer uma cura total já que as lesões podem reaparecer, mesmo após longo tempo. Vale a pena tratar para dar qualidade de vida à sua filha.

Nikitasi disse...

Obrigada pela resposta.
Acabei indo em outro dermato pois a pomada nao resolveu.
Estou preocupada porque minha filha é tão nova, e não sei de onde pode vir isso... Não entendo pois ela é alegre... Como pode ter algo relacionado a stress?
Bom, agora vou começar o tratamento com a nova pomada e rezar pra melhorar!

Equipe PGRJ disse...

Nikitasi: desejo sucesso no tratamento. Não desista pois o resultado vem a longo prazo. Abraços.

Sabrina Falcão disse...

Oi queridos(as) estou gestante pela segunda vez... onde moro nos meses de junho e julho fica muito seco, tenho sudorese execiva nas mãos e pés... e por incrivel que pareça meu medico disse que meu problema é disicrose, mas não há ocorrencias de bolhas ( graças a Deus) coça muito principalmente durante a noite, a pele fica rececada e racha, lavar só piora pois reseca mais ainda, passar cremes pra hidratar no periodo em que a disidrose está ativa tb deixa a pele mais irritada... vou começar a utilizar compressas de aveia que não tem contra indicação e é bom para coceiras... se melhorar voltarei a para avisa-los ... caso queiram esperimentar e disser se deu certo tb seria muito legal. abraço a todos. Sabrina

Dr. Adriano disse...

Nos países da europa e nos EUA, as pesquisas estão muito avançadas nesse sentido.
Sabe-se hoje que a pele está bem mais sucetível caso tenha sofrido sucessivas lesões como manusear cloro ou água sanitária sem a devida proteção.
A quase totalidade dos pacientes que desenvolvem as vesículas de maneira mais agressiva nas mãos, se dão por manter as mãos com enorme quantidade de bactérias, ou por falta de higienização adequada ou por coçar o ânus. Isto deve sempre ser evitado por além de ativar o aparecimento das vesículas, quando estas estouram, podem aparecer severas infecções.

Nádia disse...

Olá! Encontrei esse blog e descobri que apresento todos os sintomas de desidrose. Mas no meu caso há uma pequena diferença. Além de bolhas nas mão e nos pés apareceram tb bolhas ao lado do joelho direito. É possível que seja esta mesma patologia ou a partir do momento que apareceram no joelho já seria outra coisa?
Obrigada!

Anônimo disse...

Boas! À já algum tempo que descobri que tinha este tipo de eczema que se manifesta através do aparecimento de umas pequenas borbulhinhas, principalmente entre os dedos das mãos. O meu médico receitou "Nerisona C Creme", mas o resultado da aplicação deste creme é desidratação das mãos. O pior é que não posso utilizar este creme durante mais que 2/3 dias consecutivos, pois poderá causar dependência de Cortisona. Até que ponto poderei estar a utilizar o Creme correcto se "volta e meia" aparecem as ditas borbulhinhas outra vez?!?
Obrigado!!

Lucy disse...

Ahh...

Agora estou preocupada... faz mais ou menos dois ou tres dias que minhas maos comecaram a cocar e aparecem mini-bolhinhas bem miudinhas contendo um liquido transparente onde eu fico cocando... eu estava furando tudo com uma agulha comum...

Isso NAO tem cura?? Eu moro no Japao e ir ao medico eh complicado por causa da falta de fluencia na lingua...

Equipe PGRJ disse...

O tratamento da disidrose só pode ser indicado após exame das lesões na pele. Por isso não é possível orientá-lo baseado apenas no seu breve relato. Aconselho que retorne ao alergista para que possa receber uma orientação individualizada. A nossa equipe está ao seu dispor na Clínica de Alergia da Policlínca Geral do Rio de Janeiro. Informe-se pelo telefone: (21) 2517 4206 - fale com Vanessa. Obrigada pela visita e volte sempre.

Equipe PGRJ disse...

Lucy: é muita responsabilidade emitir um parecer sobre uma lesão na pele sem examinar pessoalmente, já que as doenças cutâneas podem apresentar as mesmas lesões e ter um diagnóstico diferente. Compreendo sua dificuldade, mas o ideal é que busque um médico para orientá-la pessoalmente. obrigado pela visita e volte sempre ao nosso blog.

Nádia disse...

Olá! Encontrei esse blog e descobri que apresento todos os sintomas de desidrose. Mas no meu caso há uma pequena diferença. Além de bolhas nas mão e nos pés apareceram tb bolhas ao lado do joelho direito. É possível que seja esta mesma patologia ou a partir do momento que apareceram no joelho já seria outra coisa?
Obrigada!

Anônimo disse...

olá, chamo-me, Teresa tenho 18 anos e vivo com esta doença á 3 anos, mas só apenas o ano passada soube que era um eczema disidrótico ou desidrásico como o meu dermatologista disse! Ele informou'me que isto seria uma reaçao alergica herditaria, como a asma, pois tens parentes proximos que têm asma! apenas tou aqui pk tou desesperada, sou jovem, gosto de fazer tudo o k uma jovem da minha idade gosta e por vezes nao posso fazer pk simplesmente mal consigo abrir as maos, sao momentos angustiantes! neste momento tou numa fase em que começa a escamar a pele i apenas tenhu algumas bolhinhas! é o uma comixão horrivel, passo noites acordada pk tou com uma comixão enorme e mal consigo lavar as maos! eu costumo muito trabalhar com cremes hidratantes e desinfectantes, pois sou esteticista e assim o trabalho o exige, há alturas que até por um desinfectante as maos ardem-me todas! adoro cozinhar e por vezes até para cortar cebola, para lavar o meu cabelo, para tomar banho, é uma enorme dificuldade pk doi'me, tenho de tar dependente de outros! isto emocionalmente é devastador, acredito que aprendendo a viver com a doença tudo melhore, mas até lá, sao momentos de tristeza que nao consigo explicar! eu uso uma pomada "Dermovate" receitada pelo medico, mas ja nao esta a fazer efeito nenhum! Gostava de ter alguns concelhos para lidar melhor com a doença, entao fiz uma pesquisa e encontrei este site, se me podessem dar alguns concelhos, agradecia! irei estar atenta para melhorar a minha qualidade de vida!

Equipe PGRJ disse...

Nádia: infelizmente não é possível afirmar se a lesão do joelho tem relação com sua disidrose baseado apenas em seu breve relato e sem examinar a lesão na pele pessoalmente. Aconselho que retorne ao seu médico para que a oriente de maneira adequada.

Equipe PGRJ disse...

Teresa: infelizmente não é possível emitir um parecer sem examinar pessoalmente. Contudo, você refere que em seu trabalho manipula vários tipos de substâncias. Existem casos onde a disidrose pode se confundir com a dermatite de contato. Sugiro que procure um médico especialista em Alergia e Imunologia para confirmar seu diagnóstico e afastar a possibilidade de uma alergia nas suas mãos. A nossa equipe está ao seu dispor na Clínica de Alergia PGRJ

Natália Leão disse...

Olá!!
Desde a infância minhas mãos ficam vermelhas, coçam muito e aparecem umas bolinhas brancas na palma das mãos, recentemente, elas aparecem em uma quantidade maior, ocupando também a ponta dos dedos das mãos e envolta do dedo dos pés. Quando pequena lembro-me de ter ido a um médico, porém não lembro de ter alcançado resultados. Acreditava no que me diziam, falavam para evitar suco de limão tomate, ou seja alimentos ácidos, assim, convivi a vida toda com elas. No entanto o surgimento de bolhas está pior. Ocorreu um fato até engraçado, pois cheguei de marcar a consulta com um dermatologista, mas devido a demora da data as bolhinhas haviam desaparecido. E isso tem se repetido... Sendo assim, gostaria de saber se o que tenho é Disidrose ou alguma outra doença de pele similar, ou até mesmo o ácido úrico de acordo com as crendices da minha família e que me indicassem um Bom Dermatologista na cidade de Cuiabá - MT,para que possa fazer um tratamento.

Grata.

Equipe PGRJ disse...

Natália: seu relato é sugestivo de disidrose, mas não há como afirmar sem examinar pessoalmente. O melhor caminho é procurar um médico especialista para estabelecer o diagnóstico e orientar seu tratamento. Obrgado pela visita e volte sempre ao nosso Blog.

Rose disse...

Tenho disidrose há 14 anos, e quando começou foi após perceber que estava com algo parecido com fieira. Haviam rachaduras entre os dedos e apareceram as bolhinhas que coçavam muito (e coçam até hoje...)
Pesquisando encontrei no boasaude.uol.com.br um artigo sobre o assunto que contradiz muitas teorias.
Um trecho porém me chamou a atenção e diz o seguinte: "a disidrose pode representar também uam reação desabitada (isto é, sem fungos), mas que está a certa distância de um foco primário (outro tipo de lesão) habitado por fungos." Diz mais, que uma vez curada a infecção a desidrose desaparece automaticamente.
O que vocês acham disso?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rose: fungos podem provocar reações à distância (chamadas mícides). Para saber se é o seu caso em particular, aconselho que consulte um médico alergista ou dermatologista.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Rose: fungos podem provocar reações à distância (chamadas mícides). Para saber se é o seu caso em particular, aconselho que consulte um médico alergista ou dermatologista.

Andréa disse...

Olá!
Meu nome é Andréa e desde criança sofro com a tal desidrose (hoe tenho 44 anos).
Na infância minhas mãos ficavam cheia das tais bolhinhas e o dermatoloista sempre recomendava o uso de pomadas e anti-histamínico também. Isso melhorava o problema por um tempo e depois começava tudo de novo.
Na adolescência tive uma fase horrível, pois as bolhas ocupavam quase todos os meus dedos e a pele ficou muito fina, com aparência de pele de gente idosa. Primeira pergunta do dermatologista foi se havia algo de extraordinário acontecendo na minha vida (o famoso stress). Bem, mais anti-histamínico e uma pomada para melhorar os sintomas e outra para renovar a pele.
Ótimo! Resolvido o problema.
Porém, os anos passaram e agora tenho na sola e na lateral dos pés. A cada vez que me estresso por alguma coisa, lá vem elas de novo.
Fui aconselhada por um dermatologista a fazer terapia.
Será que resolve>

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Não se pode negar a influência dos fatores emocionais na disidrose. Contudo, a indicação do tratamento psicoterápico é individual, pois depende de uma análise minuciosa dos fatores envolvidos. Mas, os cuidados de tratamento devem continuar, independente da psicoterapia. Obrigado pela visita ao nosso Blog.

Anônimo disse...

Tenho desidrose há 20 anos, começou com a pele ressecada , quando mexo com detergentes e outros produtos piora, as tais bolinhas e a coceira voltam, usei vários cremes e pomadas que não resolveram ,o que posso fazer? me ajudem!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A disidrose pode apresentar periodos de melhora intercalados com outros de piora. Alguns fatores podem irritar a pele e piorar o problema. No caso dos detergentes, recomenda-se o uso de luvas para proteção todas as vezes que manipular produtos de limpeza. sabões e detergentes. Para indicar o tratamento, é necessário examinar as lesões. Recomendo que procure um especialista para orientá-la.A nossa equipe médica está ao seu dispor na Clínica de Alergia da PGRJ.

Anônimo disse...

Tenho, coceira na palma das mãos e na sola dos pés, nos dedos dos pés também, nessas regiões aparecem bolinhas. Fui ao médico fiz um tratamento com cortitop em creme e remédio para coceira, mas após terminar o tratamento volta tudo novamente.O médico me disso que era alergia, pode ser? e porque volta novamente após o tratameto.Onde tem isso descama toda pele>

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Infelizmente não há como emitir um parecer sobre uma lesão na pele sem examinar pessoalmente. É possível que tenha que manter a medicação por tempo mais prolongado. Lembro também que outras doenças podem provocar lesões semelhantes, como por exemplo uma dermatite de contato. Sugiro que procure um alergista que poderá analisar seu caso, realizar testes e orientar de forma adequada. Obrigado pela visita e volte sempre ao nosso blog.

Anônimo disse...

Meu nome é Ribeiro, tenho disidrose a 4 anos estou com 37 agora e ela apareceu na lateral dos meus dois pés, já tive um pouco em periodo bem curto na lateral do dedo indicador da mão em altura media, mas sumiu rapidamente e nunca mais voltou, no meu pé esquedor apareceu em pouca quantidade e some tambem rapidamente por logos períodos, mas na lateral do meu pé direito de 1 a 2 cm acima da sola aparece frequentemente e rarramente diminui, nunca sumiu totalmente, usei algumas pomadas passadas pela dermatologista após uma biópicia, porem não teve efeito nenhum, após alguns meses alteramos a pomada para a Nova Corte (Cetoconazol, betametasona, noeomicina) com essa em poucos dias (2 a 3) o problema quase some, porem como todos que já reportaram, aqui e em outros blogs, o problema volta, no meu caso tambem posso relacionar a dias de stress, porem se eu sou obrigado a usar um sapato por mais de 18hs (em viagens) o problema volta com tudo, com muita coceira e muitas bolhas, apos o banho com muito sabão (neutro) melhora a coceira, mas as bolhas continuam, ai são mais dois a 3 dias de Pomada Nova Corte, o lance para mim é tentar não se ferir ao coçar, pois reparei que, em mim, a coceira é nas bordas da colonia de bolhas, então tento evitar estoura-las, coçando com atenção para um alivio só nas bordas das bolhas, e as vezes lavando em alguns casos quando tá muito critico (a coceira), estou tentando aprender a conviver com o problema, por isso, passei um pouco da minha experiência.

Ainda estou atráz de um bom tratamento, tentando encontrar uma cura definitiva, será que tem algo capaz de acabar com esse problema???

Ou somente devemos se conformar e conviver com um eterno tratamento que melhore nosso conforto e sabendo que como muitas respostas:

"o tratamento permite o controle total da doença, mas não se pode prometer uma cura total já que as lesões podem reaparecer, mesmo após longo tempo"...

O jeito é continuarmos procurando até que apareça o remédio/tratamento que seja como uma vacina eficitente.

Feliz 2009 a todos!

Anônimo disse...

Tenho um filhinho de 04 anos, que não dorme a tres dias por coceira nos pés. Ainda não levamos no médico pois achamos que ia passar. Agora, no terceiro dia, estamos ficando preocupados. Não aparece nada, nenhuma lesão, só coceira. O interessante é que o outro, de 05 anos, já teve isso no ano passado, mas quando fomos pesquisar a coceira já tinha passado, não chegou a gerar bolhas. Essa doença gera bolhas em todo mundo? isso "pega" de um pro outro? Tem relação com ele adorar andar de pé descalço? Pode ser gerado por fungo?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A simples presença de coceira nos pés, mesmo persistente, não significa que seja disidrose. Por isso, não há como responder suas perguntas sem examinar pessoalmente. Sugiro que leve seu filho ao pediatra que o acompanha.Ele analisará o quadro, fará o diagnóstico e então poderá indicar um tratamento adequado. Obrigado pela visita e volte sempre ao nosso blog.

Anônimo disse...

Olá, me chamo Victor Luiz, vou contar meu caso...
Ano passado servi no exercito, no T.G. da cidade, começou em março e terminou em dezembro. E nós atiradores fazemos diversos exercicios fisicos, um deles seria correr. em meados de agosto e setembro, houve um exercicio de corrida e era dia da minha guarda, portanto não poderia voltar pra casa, e no dia seguinte seria outro dia de exercicio, porem como eu não estava com o outro uniforme na mão tive de usar o mesmo que usei no dia anterior, as meias ja estavam cheirando mal por causa do suor. Não tive opção a não ser usa-las. Depois do exercicio completado, fui voltando pra casa e percebi um pequeno desconforto nos pés, ao entrar no banho comecei a me coçar. passou 2 dias me coçando e me apareceu pequenas bolhas, foi-se passando os dias e eu ja não conseguia dormir direito de tanta coceira nos pés e nos joelhos para onde as bolhas estavam migrando. precisei ficar afastado do T.G. por 1 semana por causa disso, passei ao médico e ele não disse o que era e me receitou corticoide. passava 4 vezes ao dia, foi melhorando até um certo ponto, a pomada acabou dentro de 1 semana. depois começou a dar coceira na barriga, mas só conceira, nada de bolhas... e havia dias em que começava a arder uma parte da mão e quando vejo havia um bolha nova. Cheguei a pensar que poderia ser uma espécie de Sarna, cheguei a comprar sabonetes "Sarnilab"... mas não passava... e as bolhas só estão entre os dedos da mão direita, coçam muito... o pé ja não tem mais nada faz 2 meses, mas vira e mexe acontece de dar uma espécie de irritação na parte do abdomen, fica vermelho e meio inchado, como acontecia no meu pé antes de sentir ardencia e aparecer bolhas. Passados quase 3 meses depois de eu ter ido ao médico, fui a um farmaceutico amigo do meu pai e ele me examinou e disse que é Disidrose, e me receitou betametasona. Tambem disse que se a pomada não funcionasse era para mim voltar lá e tomar um injeção da qual não sei do que que é (algo anti-alergico não sei).passei a pomada e pareceu ter melhorado um pouco, mas não sumia completamente. faz algumas semanas que a pomada acabou, ainda estou com muitas bolinhas de desidrose na mão direita, entre os dedos. Na mão esquerda atualmente só tem uma bolinha no dedo indicador. No abdomen há uma pequena area que coça, sem bolha alguma. No quadril estou com pequenas elevações na pele, você passa a mão e sente varías elevações. Já descartei o fato de ser algum fungo, pois ja se passou meses e ando tomando banho toda hora, pois estou meio paranoico com isso. não sei mais o que fazer...
Como vocês são profissionais na area de Alergias, resolvi recorrer a vocês, não sei mais o que fazer, isso me ataca o corpo e não consigo dormir, o que pode ser? é disidrose mesmo?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Victor: infelizmente não é possível fazer um diagnóstico ou emitir um parecer sobre uma lesão na pele sem examinar pessoalmente. Uma mesma lesão pode aparecer em doenças diferentes. Por isso, é muito importante que cada pessoa seja avaliada e sua história seja analisada de forma minuciosa. Estamos ao inteiro dispor na Clínica de Alergia PGRJ. Obrigado pela visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Tenho 20 anos e descobri a desidrose a 1 ano atrás quando percebi que começaram a surgir pequenas bolhas de água nos dedos das mãos. No começo eu furava as bolhinhas com uma agulha normal porque elas me incomodavam, só que isso fez com que elas se espalhassem mais. Chegou uma fase que eu estava com as duas mãos lotadas de bolhinhas, a maior parte delas se concentravam na palma da mão. Fui ao médico e como a situação estava grave ele aplicou uma injeção (não lembro qual que é) e em 2 a 3 dias sumiu tudo e ele me receitou uma pomada também para controlar a desidrose. Bom, hoje em dia eu ainda tenho problemas com isso, nas mãos é muito raro aparecer alguma coisa, porém no dedo indicador no pé direito e no dedo do meio no pé esquerdo fazem uns 4 meses que não consigo curar essa coisa, quando está melhorando do nada surge uma bolha bitela. Não sei mais o que fazer, estou usando uma pomada aqui mas nao consigo deixar 100%. O que fazer? Essa injeção é maléfica?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Amigo: não há como definir se a lesão que descreve é mesmo uma disidrose sem examiná-lo pessoalmente. O que posso dizer é que não use medicação por conta própria: sugiro que retorne ao seu médico para que ele o avalie e indique a melhor conduta para seu caso.

Anônimo disse...

A algumas semanas minhas mãos começaram a descascar muito.Depois disso, passaram a ficar extremamente enrugadas ao mínimo contato com a água( bastam poucos segundos e já ficam assim).Em alguns pontos a pele está grossa e com aspecto semelhante a calos.Percebi também o aparecimento de 3 bolhas, muito pequenas, brancas e duras na mão esquerda.O que poderia ser? O que mais preocupa é a reação da pele ao molhar as mãos,pois tem atrapalhado o meu dia-a-dia.Não consigo sequer lavar as mãos direito, porque em poucos segundos ficam totalmente enrugadas. Muito obrigada.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

As lesões que descreve podem estar presentes em várias doenças causadoras de lesões eczematosas em mãos, como: dermatite por irritante primário, dermatite de contato, disidrose, etc.Infelizmente não há como fazer o diagnostico sem examiná-la. Sugiro que pocure um alergista. Obrigadopela visita e volte sempre ao nosso blog.

Estella Maris disse...

Estou com 34 anos e tenho isso desde os 6 anos, isso não tem cura, o que melhora é evitar coçar o máximo que puder principalmente no início pois se elas estouram ai passa a existir mais. O que percebi é que sempre ocorre quando estamos no início do verão e no verão inteiro. Nada adianta, só paciência, cremes e outros só é bom depois que a pele já esta sem as bolhas e cicatrizando, ai é bom pra ajudar a normalizar a aspereza, quanto a coceira é bom procurar um médico pra orientá-lo pois há como manipular um creme sem perfume para "aliviar" os acessos. Cuidado pois alergias comuns à desinfetantes, detergentes e outros produtos não é o mesmo que desidrose apesar de se assemelhar muito, realmente a desidrose é hereditário e começa cedo na vida da pessoa, se a sua começou depois que vc já é adulto pode não ser desidrose e sim alergia a produtos, elimine uma a um a fim de descobrir qual é, espero ter ajudado!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Estella: obrigado por sua colaboração.Você enfatizou um ponto que sempre tocamos: a importância do exame da lesão associado à história clínica, testes, exames, etc, proporcionando um diagnóstico bem feito. Em alguns casos, é difícil diferenciar de outros quadros, como é o caso da alergia de contato. Volte sempre para nos visitar.

Anônimo disse...

Oi ;)
Gostaria de fazer uma pergunta ?
ando com muita coceiras no corpo ,
e derepente começou a aparecer umas bolinhas vermelhas e envolta dela ficava brancas
sera que vc poderia me ajudar ?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

É muito difícil (eu diria impossível) dar um diagnóstico de uma lesão na pele sem examinar pessoalmente. Na verdade, uma mesma lesão pode aparecer em diversas doenças. Por isso, aconselho que procure um especialista que a examine, analise sua história e dados clínicos e assim possa orientar adequadamente. Caso precise, nossa equipe médica está ao seu dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro. Obrigada pela visita e volte sempre

jose carlos disse...

começou a aparecer esse problema em mim, faz um mês, fui ao médico e me disse que é desidrose. to fazendo uso de medicamentos,,,ao cfontrário do que odos relatam,,noa tenho coceira, e apareceu também nos cotovelos,, irao coçar futuramente... ou em algumas pessoas elas reagem de forma diferente?...abração,,

jose carlos disse...

tenho desidrose,, faz um mes,,,ao contrário que todos comentam o que surge em mim,,nao coça,,,e aparece também nos cotovelos,,irao coçar depois? abraço

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Jose Carlos: a coceira é um sintoma comum na disidrose. No seu caso, sugiro retornar ao seu médico e confirmar o diagnóstico já que é incomum a localização em cotovelos. Obrigado pela visita ao nosso blog.

Anônimo disse...

ola tenho 19 anos e ultimamente tem saido pequenas bolinhas de agua no dedo indicador elas coçam estoram rececam o dedo doe um pouco e é muito encomodo.A uns tempos atras saiu a mesma coisa no dedo indicador do meu pai. ele tentou varios remedios e pomadas mas nao adiantaram.Sera oq pode ser? obrigada.

vera disse...

oi meu nome é julia tenho 19 anos a uns tempos tem saido no meu dedo indicador umas bolinhas de agua elas estoram rececam a pele e doi um pouco coçam tambem. E no meu pai tambem aconteceu o mesmo.Gostaria de saber se pode ser disidrose. Obrigada

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Julia: para afirmar se é disidrose, é essencial examinar sua pele. Sugiro que procure um alergista ou um dermatologista. . A nossa equipe médica está ao seu inteiro dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro. Obrigada pela visita e volte sempre.

Anônimo disse...

Olá, eu tenho 24 anos e em fevereiro meus dedos começaram a a criar bolhas e a coçar depois passou para os pés entre os dedos e sola tb, a pele da mao e do pe estao ressecadas e em alguns lugares tem ferridas de tanto q coça, agora passou para o corpo, nos cotovelos, pernas principalmente, fui a dermatologista e ela disse q era escabiose, mais os remedios, pomada e procedimentos n estao adiantando. gostaria de informacoes, obrigado

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Se o tratamento não está funcionando, é me;lhor retornar ao seu médico para uma nova avaliação e para que modifique sua medicação. Para confirmar se é escabiose, é fundamental examinar pessoalmente. obrigado por visitar nosso blog.

Anônimo disse...

Pessoal, também estou com sintomas de desidrose há 4 anos. Já me disseram que era DERMATITE ATÓPICA, DEPOIS DERMATITE DE CONTATO E AGORA ECZEMA DESIDRÓTICO. Estou passando um corticóide indicado pelo meu médico, ele também me receitou uma pomada manipulada específica para desidrose. Sugeriu anda que evitasse certos alimentos como chás, chocolate, café, refrigerantes e doces com corantes, alimentos feitos em panela de pressão de alumínio (como feijão) e enlatados. Além disso indicou que lavasse as mãos com uma solução de água com um pouco de maizena para lavar as mãos. Eu també me sinto aliviada das coceiras qdo uso um sabonete Soapex. Estou seguindo as recomendações para ver se controlo este problema, pois essa doença não tem cura. Um abraço. Michele

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Michele: mantenha o tratamento e hidrate sempre suas mãos. Obrigado por nos visitar e volte sempre.

Anônimo disse...

ola, me chamo marcelo, por favor, tirem uma duvida minha, estou com coceiras em volta do anus, tenho crises de coceiras que levam a sangramentos, após o anus fica umido, manchando cueca e roupa, como se formasse bolhas de agua.....o que pode ser??? alguma alergia??? ja tomei remedio pra verme e hemorroida.....sera que vcs podem me orientar????? obrigado

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Gostaria de poder ajudar,mas infelizmente não há como definir a causa de uma coceira sem analisar seus dados clínicos e sem examinar pessoalmente. Procure um proctologista. Obrigado por sua visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Descobri que tenho desidrose a pouco tempo , tenho bolhas pequenas e escamações nos dedos da mão direita , lesões nos dedos do pé direito , lesões nos cotovelos, coceiras insuportáveis em todas essas regiões e ainda para piorar o quadro , cociera no anus e virilha, que me levam a loucura, estou com acompanhamento médico até agora melhorei muito pouco ?È assim mesmo agora vou fazer biópsia, me ajudem por favor

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A avaliação histopatológica realizada na biópsia é essencial para confirmar o diagnóstico e assim poder reavaliar seu tratamento. Obrigado por visitar nosso blog.

Anônimo disse...

Oi, há cerca de 07 meses surgiram umas bolinhas na palma das minhas mãos e entre os dedos, na época pensei ser reação alérgica à um antibiótico muito forte (clavulin BD) que estava tomando para uma amigdalite. Mas de lá pra cá só piorou, agora tenho nos pés e elas me enlouquecem demais!!! São muitas bolinhas, todas tem pus dentro, coçam demais ( principalmente à noite) e depois que secam deixam a pele totalmente ressecada com aspecto horroroso.
Tenho vergonha de andar de sandália e até mesmo de comprar um sapato novo, pois todos perguntam o que é....
Fui a uma dermatologista e ela disse ser disidrose, passou um antialérgico um corticóide e uma pomada...
Gostaria de saber se o fato de usar nos pés oléos hidratantes( oléo séve) pode piorar e o que posso utilizar para hidratar a pele dos pés que estão horríveis. Ah a minha mão esquerda está sã e a direita está com duas bolinhas, mas os pés estão com uma colônia. Me ajudem por favor. Astrid RJ

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Astrid: o ideal é fazer um teste de contato para avaliar se você tem alguma sensibilidade aos produtos. O uso do óleo, aliado ao uso de sapatos fechados durante o dia pode facilitar aparecimento de infecção por fungos. Aconselho que peça orientação ao seu alergista. Obrigado por sua participação no Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Olá. Há mais ou menos um mês fui me coçar como de costume e senti uma espécie de machucada e quando olhei era uma ferida, com aspecto de ressecamento da pele, com casca branca, mas com as bordas bem avermelhadas, como se tivessem dido queimada em formato de círculo. Passei remédio com príncipio ativo de Cetoconazol pensando que tratava-se de algum tipo de micose. Contudo neste domingo (01/06) notei que a mesma havia voltado, no mesmo local, porém apenas com aspecto de queimado nas bordas e sem a descamação, assim como verifiquei que havia mais três pequenas bolinhas avermelhadas surgindo na região do abdômen. Só pude perceber que se tratavam da mesma coisa, pq uma estava começando a ficar com aspecto de descamação. Nesta sexta (05/06) surgiram ainda duas no meu rosto e gostaria de saber o que pode ser? Confesso que queria procurar um dermatologista, mas conto apenas com serviço de saúde público e portanto, estou preocupada.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Compreendo sua dificuldade mas infelizmente não há como definir a causa da lesão em sua pele sem examiná-la pessoalmente. Aconselho que procure um clínico geral para orientá-la até que possa ir a um dermatologista. Obrigado pela visita e por participar do nosso blog.

Anônimo disse...

Oi obrigada pela informação sobre o óleo, já não uso mais desde então. Gostaria de saber se existe algum tipo de exame que possa ser feito para descobrir se as vesículas como vcs chamam, estão infectadas por fungos ou bactérias? Já que no meu caso elas teem pus dentro e não líquido transparente como a maioria! Obrigada mais uma vez.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

É possível colher material através de biópsia e analisar o conteúdo no microscópio. Mas, para saber se está indicado no seu caso, procure um dermatologista. Agradecemos sua visita e participação no Blog da Alergia.

Anônimo disse...

ola...
tenho 14 anos e já tenho eczema desde os meus 6 anos.
sofro de eczema atopico e ja tive eczema disidrotico nas maos 1 vez.
tenho muita vergonha da minha alergia principalmente no verao pk a minha alergia e nos pes e nos braços.
ja fui a muitos dermatologistas e todos disem que este problema de pele nao tem cura...
ja fis muitos tratamentos e nada funciona.
mas eu acedite que isto passa porque eu tinha a alergia nos 2 pes e passou.me num.
gostaria de saber o que faser.?
sou uma adolescente que tm muita vergonha de admitir o seu problema.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Eczema atópico é uma alergia de pele que necessita tratamento a longo prazo. Na coluna lateral do nosso site, temos um link com a Associação de Portadores de Dermatite atópica (AADA) que possui grupos de apoio em muitas cidades brasileiras, incluindo o Rio de Janeiro. Sugiro que procure esta associação e um grupo próximo à sua residência. Obrigado por visitar nosso blog.

Anônimo disse...

Todo o inverno aparecem bolhinhas doloridas que coçam muito sobre as juntas dos dedos das minhas mãos e pés e que desaparacem assim que acaba o inverno. Gostaria de saber o que é, se isso tem cura, e se isso passa para filhos geneticamente.
Obrigado pelo blog !

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Gostaria de poder ajudar,mas infelizmente não há como definir a causa de uma alergia na pele sem analisar seus dados clínicos de forma minuciosa e sem examinar pessoalmente. Estamos ao seu dispor na Cínica de Alergia PGRJ.

Anônimo disse...

Olá meuy nome é Ariane, tive sintomas de escabiose, fiquei assim durante quase 2 meses e só então fui no médico. Comecei o tratamento, fiz tudo direitinho com a higiene das minhas roupas, roupas de cama e toalhas,faço isso á 8 dias e tive uma grande melhora, não estou mais tomando o remédio para coceira, mas as vezes ainda coça só um pouquinho, muito de leve, mas as minhas manchas no braço sumiram, só que ainda existem marquinhas na minha barriga, e eu gostaria de saber se eu estou livre do ácaro ou se ainda estou contaminada e se seria bom eu repetir o medicamento oral para exterminar de vez isso.
Obrigada fico aguardando a ajuda de vcs

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Ariane: gostaria de poder ajudá-la, mas não há como responder sua pergunta através da internet. Para avaliar se está curada é essencial examinar sua pele. Aconselho que retorne ao seu alergista para uma nova condulta. Obrigado por sua visita e pela participação em nosso blog.

Anônimo disse...

Olá, gostaria de relatar meu caso. Tenho disidrose há uns 10 anos, porém sempre me falaram que deve ser por causa do stress. porem, há uns 2 anos, percebi que toda vez que como tomate, as bolhas aparecem. Antigamente, era só nos pés, há uns 3 anos, aparecem nas mãos tb. Outro dia, fui a um alergologista por outro motivo, e comentei sobre a disidrose, e ele me falou que nunca ouviu falar que tomate poderia causar disidrose. Porem, pesquisando na internet encontrei algumas coisas a respeito, e tb li um estudo médico que citava alguns alimentos que poderiam desencadear a disidrose, e lá estava o tomate. Um outro alergo me disse que o tomate pode sim causar disidrose.
Gostaria de saber se vocês já ouviram falar sobre isso.
Obrigada
Carolina

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Carolina: após muitos anos de exercício na medicina, cada vez mais fica claro que cada pessoa é única e portanto poderá manifestar sua doença de forma diferente. Por isso, acredito que o tomate possa ser um agravante de sua disidrose. O ideal é realizar um teste de retirada e reexposição para confirmar sua observação: converse com seu alergista a respeito. Obrigado por visitar nosso blog.

Anônimo disse...

Passei por aqui, ao tentar saber mais sobre o ecz. desitrótico que me atormenta há cerca de 40 anos.Quando surgiu o dermatologista, durante cerca de 10 anos sempre dizia que "é micose", relacionando esta c/minha estada na Guiné-Bissau.Os medicammentos que ele me "fez" ingerir e aplicar... Até que recorri a outro dermatologo, que me retirou a medicação, substituindo-a por creme apenas e a garantia de que não era micose, portanto não provocando contágio (0s cuidados que tinha p/proteger a família, e que continuo a ter). Até que Há cerca de 8 anos outra dermat.usou no diagnóstico a expressão "eczema desitrótico".
A minha experiência é o surgimento cíclico de crises - chegam a ser centenas de pontos e pontinhos de líquido retido. Pior é quando surgem em forma de tufo ou em grandes bolhas.
Eu, a maior parte das vezes não sossego se não esvaziar esses líquidos, por vezes enchem tanto que não me resta alternativa. Tb nota que se aplico os cremes ou pomadas à noite na manhã seguinte tudo está mais assanhado. Muitas vezes fico em estado de choque...

Anônimo disse...

Olá amigos disidróticos, sou Kleber 34, tenho essas malvadas bolhinhas nos pés desde criança, hoje consigo mantê-las controladas com algumas técnicas que eu mesmo acabei aperfeiçoando, bom lá vai, anotem aí:
- no banho lavar bem os pés com sabão e uma escova macia;
- antes de utilizar um calçado passe nos pés um anti-transpirante, é aquele mesmo que você utiliza nas axilas;
- procure utilizar meias de 100% algodão para melhorar a transpiração;
- uma vez por semana esquente água com um pouco de própolis e faça uma esfoliação leve nos locais onde costumam sair as bolhas;
- para os casos de bolhas estouradas, não tenha dúvida pomadas a base de corticóide são as únicas que cicatrizam do dia para noite;
- um pouco de sol nos pés também ajuda.
Todas estas dicas servem para amenizar as bolhas, isso não quer dizer que vão sumir, mas eu garanto que vão diminuírem bem, na verdade são 20 anos de experiência. Sortes a todos fiquem com DEUS, abraços. Kleber SP

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Compreendo seu sofrimento e gostaria de ajudar, mas infelizente não há como afirmar a causa de suas lesões na pele sem examinar pessoalmente. O seu relato sugere disidrose mas é essencial diferenciar de outras doenças como por exemplo uma psoríase palmo plantar. Recomendo que busque um alergista para orientá-la. Agradecemos sua participação em nosso blog.

Anônimo disse...

Boa noite, venho parabenizar a todos os envolvidos no blog pela bela iniciativa de manter um canal de saúde tão democrático para a população.

Gostaria de sugerir ao blog que sempre publique notícias e descobertas sobre a disidrose por se tratar de uma condição que aflige um número enorme de pessoas, basta uma simples busca na internet para se constatar minha afirmação.

Sofro de disidrose (ou eczema disidrótico) desde criança e meu diagnóstico já foi confirmado, infelizmente, por no mínimo uma dezena de dermatologistas. Digo infelizmente porque ainda não obtive a tão esperada cura definitiva para meu problema. As minhas crises de dididrose ocorrem apenas nas mãos, em particular nos respectivos dedos mindinhos, onde primeiramente surgem as tais bolinhas cheias de líquido, coçam absurdamente e depois estouram ou desaparecem, iniciando um novo ciclo.

Já usei como tratamento inúmeros remédios e pomadas, entre eles:
Psorex (ruim, resseca a pele); Trok-N; Omcilon-A; Advantan; Protopic; Novacort; Prurizin e até o Fisiogel etc
O meu "favorito" é o Diprogenta, porque não resseca a pele e o cheiro não é desgradável.

Entretanto, o último médico dermatologista em que estive me receitou o Prurizin, que não é pomada e sim um remédio oral. Acontece que o remédio causa um sono absurdo, a ponto de atrapalhar nas atividades mais corriqueiras, (e olha que o médico me receitou o de 10mg, imaginem se fosse o de 25mg...). Fiquei chateado com o médico porque conversamos bastante na consulta e disse a ele que estou precisando estudar bastante, assim como sua filha que também vai prestar concurso e ele me receita um remédio que "derruba" o paciente? Não achei uma atitude sensata de sua parte. Existe algum outro medicamento similar ao Prurizin que não provoque tanto sono?

Obrigado

João Carlos

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

João: Prurizin (hidroxizina) é um antialérgico (antihistamínico) e tem a finalidade de atuar controlando a coceira. Trata-se de um medicamento de 1ª geração, com efeito colateral de sedação e sonolência. A intensidade do sono é variável em cada pessoa. Existem hoje antialérgicos chamados de nova geração que não atravessam a barreira do sistema nervoso central e que não produzem este efeito colateral. Sugiro que peça ao seu dermatologista que troque sua medicação. Obrigado pela participação e pelo incentivo ao nosso trabalho educativo.

Anônimo disse...

Peguei essa tal da Disidrose há pouco mais de dois meses (ô sorte) nos pés. A bichinha melhorou no pé esquerdo e agora pulou pro pé direito. Está melhorando no pé direito mas pulou para os dedos da mão! kakakaka
Eu acho que essa Disidrose movimenta-se dentro da pele só pode! Ô negócio infeliz esse!
Vocês sabem se Andriodermol funciona em cima disso? Eu tenho passado.
Outra, esta doença não tem cura em todos os casos? Existem casos em que a pessoa se curou completamente? Só tenho lido casos ruins aqui, mas eu tenho certeza de que vou acabar com esse bicho nojento! Pego ela na curva! Obrigado.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O seu bom humor certamente o ajudará a superar a sua disidrose. Agradecemos sua participação em nosso blog.

Tania Hoefel disse...

Ola
Tenho desidrose nos dedos das mãos a varios anos.O unico alivio que encontrei até hoje consiste em enfaixar os dedos com gase e algodão e manter o local umidecido com soro fisilógico por no mínimo uma semana.Será que existe outro tratamento?

Taniele disse...

Depois de alguns medicos uma deu o diagnostico exato ao que li acima... tinha nas duas maos e após um tratamento com cremes e comprimidos reduziu a uns 3 dedos somente (sic)que vai e volta.. Uso cosmeticos hipoalergenicos que de tempo em tempo'promovem' alguma reação...por isso tnho receio de escolher algum creme hidratante para corpo e principalmente rosto, visto que segunddo um exame que fiz detectou alergia a SULFATO DE NIQUEL.... alguma sugestão de marca ou formula???


Q benção este blog..rsrs..... adorei.. li tres artigos e ja add aos favoritos....


valeu...

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Tania: o tratamento da disidrose permite aliviar sintomas e controle da doença. Aconselho que procure um dermatologista ou um alegista para orientar seu caso.Obrigado pela visita e volte sempre ao nosso blog.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Taniele: pergunte ao seu alergista se a fórmula do Epidrat (rosto e corpo) é adequada para su caso. Obrigado pelo incentivo carinhoso ao nosso trabalho.

Anônimo disse...

Fiquei "encantada" com este blog. Tenho disidrose (confirmada) desde os 10 anos, porém minha irmã mais velha disse que quando eu era bebê já apresentava as mesmas bolhinhas tão característica dessa doença. Li quase todos os relatos acima, e também sei o quanto é difícil diagnosticar essa alergia, pois, primeiro vem os "achômeros" pessoas que "acham" isso ou aquilo, depois descobrir um profissional que lide com esse tipo de alergia, algo que no meu caso foi muito difícil, pois muitos dermatologistas não conseguiam reverter em nada a situação, somente após uma visita a um alergologista é que clareou tudo. Uma dica a todos que possivelmente lerem esse post: não façam conjeturas. Procurem um médico o mais rápido possível, façam o teste alérgico, afaste-se de produtos ou situações que possam causar ou piorar essa alergia. A dor que ela provoca é muito séria se não tratada a tempo, ao ponto de perder unhas (quando passei pela fase mais aguda da disidrose). No mais, um sincero agradecimento aos Doutores que mantêm esse blog de ajuda a todos nós alérgicos!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Agradecemos seu incentivo, que para nós é muito importante neste trabalho voluntário do Blog da Alergia. Convido que assine o Bolg e passe as receber nossos textos diretamente em seu email.

Patricia Duarte disse...

Tenho disidrose nas mãos desde 2007. Começou apenas no dedo anelar da mão direita e hoje são quatro os dedos que "são atacados" por estas bolhinhas e inflamações (em ambas as mãos). Tenho muita dificuldade e sinto muita dor até para lavar louça, lavar os cabelos, na hora do banho, para usar produtos de limpeza, cortar uma laranja, etc... Minha pergunta é, a disidrose foi tão forte e próximo a unha que afetou inclusive minhas unhas, elas partiram ao meio antes mesmo de nascerem e uma delas ficou com um buraquinho, como se tivesse sido amassada e/ou levado uma pancada (afundada). Foram atingidas na matriz. Como isto é possível? No meu caso, os dermatologistas que consultei disseram que minha disidrose estava associada ao stress. Isto que ocorrreu com minhas unhas é comum?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Patrícia: a sua solicitação não pode ser respondida através de aconselhamento por email, sem um exame de suas mãos. A disidrose pode se acompanhar de infecções nas unhas que necessitam de um tratamento especial. Estamos ao seu dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro para um parecer sobre seu caso.
Agradecemos sua participação e convidamos a voltar sempre em nosso blog.

fabiana disse...

Tem algum profissional ligado a vcs em Belo Horizonte?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Fabiana: Belo Horizonte possui excelentes alergistas. Aconselho que entre em contato com a ASBAI (www.sbai.org.br)e peça uma indicação de um alergista. Obrigado por sua visita ao blog da Alergia.

Anônimo disse...

Alguem me ajude , eu não aguento mais essa tal de disidrose entre meus dedos, alguem me dá o nome de alguma pomada ou creme que eu passe e melhore por favor me ajudem!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Compreendo seu sofrimento, mas não podemos indicar uma medicação sem examinar pessoalmente. Aconselho que retorne ao seu alergista para nova avaliação. Caso more no Rio de Janeiro, estamos ao seu dispor na nossa clínica. Agradecemos sua visita ao blog da alergia.

Anônimo disse...

OLA MEU NOME E CARLA E GOSTARIA DE SABER SE O SUS FORNECE TRATAMENTO E REMEDIO PARA PACIENTES COM DISIDROSE E GOSTARIA DE SABER COMO E UMA BIOPSIA E GOSTARIA DE AGRADECER AO BLOG POR RESPONDER A TDS QUE POSTARAM SUA DUVIDAS...

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O tratamento e fornecimento de medicamentos no SUS varia de acordo com a localidade. Aconselho que entre em contato com a Secretaria Municipal de Saúde em sua cidade e peça esta orientação. Em geral, no Serviço Público, o tratamento da disidrose é oferecido nos setores de Dermatologia. Agradecemos sua visita e aproveitamos para convidar a assinar nosso blog, passando a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

Anônimo disse...

Olá,

Em meados de dezembro/08 minhas maos começaram a descascar. Desconfiei de acido urico. Fiz exame. Resultado normal. Deixei pra lá. Com o passar do tempo foram surgindo umas bolinhas com liquido apenas nas maos. Quando estouradas elas secam e a pele descama como se fosse acido urico. Se nao estouro elas secam e ficam com um pontinho vermelho (como se fosse sangue)Depois esses pontinhos saem sozinhos e a pele ao redor se solta toda. Agora tbem apareceu nos pes (em volta do dedao). A dermatologista não sabe o que é. Fiz exame de fungos e bacteriscopico. Deu negativo para fungos e bacterias deu cocos positivos+. O laboratorio nao fez cultura de bacteria, somente para fungos. Me receitaram Diprogenta 3 x ao dia. Estou passando a 1 semana e as bolhas estao aumentando (a quantidade). Pelo relato acima, os sintomas podem ser dessa tal doença? Tenho 50 anos e nunca tive alergia a nada. Teriam alguma sugestão ou recomendação? Grata. Katia

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O seu relato sugere que possa ser uma disidrose, mas para emitir um parecer é necessário examinar pessoalmente. Aconselho que procure um especialista para uma segunda opinião.Obrigado pela visita ao nosso blog.

Anônimo disse...

Olá, tb estou passando por esse problema de desidrose, realmente é dificil até de durmir...
Gostaria de saber se algum procedimento caseiro para amenizar a coceira ou ate mesmo dimunuir as bolhinhas, obrigada, um abraço!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A disidrose pode se acompanhar de infecções na pele e por isso, não se recomenda o uso de medidas caseiras sem a orientação de um médico. Utilize sempre hidratante. Aplique compressas com soro gelado. Use um sabonete suave, para peles sensíveis.Agradecemos sua visita e aproveitamos para convidar a assinar nosso blog, passando a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

Anônimo disse...

Surgem bolinhas nos meus dedos há mais de 15 anos, dede uma vez q lavei um banehiro com muito cloro. Eram poucas e somente em alguns dedos. Desde então não tenho contato com material de limpeza mas no ultimo mês as tais bolinhas tomaram minhas mão e pés. Já usei várias pomadas e quase nenhum resultado É desesperadora a coceira!!! Por favor dee, dicas de como aliviar a coceira, preciso muito dormir!!! Obrigada

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

As lesões em mãos podem resultar de disidrose, mas também podem ser consequência de uma dermatite de contato (irritativa ou alérgica). Para emitir um parecer sobre seu caso, é necessário examinar sua pele. Para abrandar a coceira, recomendo: 1) uso de sabonete suave, 2) hidratação da pele, 3) uso de um creme de corticóide de média potência por um período de 15 dias 4) compressas com agua ou com soro gelado 5)realizar teste de contato. Aconselho que procure um alergista - a nossa equipe médica está ao seu inteiro dispor na Clínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro. Obrigada pela visita e volte sempre

Carlos (Formiga-MG) disse...

Prezados(as),

A muito procuro uma explicação para o problema relatado.

Não fiquei mais feliz ou mais triste, uma vez que, pelo jeito, não tem cura. Porém, gostaria de relatar um fato acontecido a dois anos.

Sempre estourei as bolhas, aliviando os sintomas. Uma vez, permiti que uma ficasse até quando quisesse. O teste foi muito complicado! Houve uma infecção que irradiou para todo o braço. O médico estourou a bolha e receitou um antibiótico. Vejam, o transtorno foi enorme. Depois disso, convivo com as mesmas, sempre as estourando.

Uma observação interessante que li nos artigos listados, foi a questão psicológica. Eu havia avaliado isso também. Porém, não tinha certeza. Como parece ponto comum a muitos, acredito que seja mesmo verdade.

Uma coisa que me incomoda além da coceira, é o aspecto machucado dos dedos. As pessoas vêem e fazem cara de receio, como se fosse algo contagioso, ou mesmo nojento.

Parabéns ao pessoal pela iniciativa do blog.

Melhoras a todos (rss).

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Carlos: embora não se saiba a causa exata da disidrose, o fator emocional é realmente preponderante na maioria dos casos. E, a rejeição causada pelas lesões tende a afetar o emocional. Por isso, o tratamento deve ser amplo e em muitos casos, multidisciplinar. Agradecemos sua visita e aproveitamos para convidar a assinar nosso blog, passando a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

Anônimo disse...

Passei por aqui há alguns dias desesperada por não conseguir dormir. Volto agora com intuito de ajudar. O médico que me ajudou fez um tratamento por etapas, ou seja, tem a hora certa de usar cada pomada (diprogenta, diprosalic etc), além do tempo e quantidade de permanganato e até o hidratante que passava antes qdo ainda tinha feridas e parece que piorava. Foi o que deu resultado comigo. Agora a coceira diminuiu muito e estou com a pele onde tinha as bolinhas ressecada (passando muito hidratante). Achei q ajudou tb banhar com agua morna um pouquinho de sal grosso e vinagre, pois acho q tirou um pouco da inflamação.
Bem espero ter ajudado.
Abraços

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Obrigado por seu depoimento. Um mau hábito do brasileiro é o de usar remédios que "deram certo" em outras pessoas, sem orientação médica. Na realidade, cada pessoa é única e desta maneira, a doença se manifesta em cada pessoa de forma unica e o tratamento (mesmo que use remédios parecidos) deve ser feito "sob medida". Agradecemos sua visita e aproveitamos para convidar a assinar nosso blog, passando a receber nossos textos diretamente em seu e-mail.

Anônimo disse...

Bom dia,meu pai tem 70 anos, e apareceu umas bolhas na sola do pé dele, foi ao médico e tratou como desidrose, mmesmo com o medicamento continuou aumentando. Apareceu um grosseirão na mão o que mesmo com a pomada não sarou, agora depois de 5 meses recebeu alta mas a sola do pé ficou com uma camada grosseira de uma pele dura parece esponja fina, é conseguencia da desidrose ou não?O que poderia ser?.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O seu relato sugere que possa ser, mas não há como afirmar sem examinar seu pai pessoalmente. Aconselho que solicite esta orientação ao médico que o acompanhou. Obrigado pela visita. Convido que assine nosso blog e passe a receber nosso textos diretamente em seu email.

Anônimo disse...

Companheiros de sofrimento disidroico,eu tenho ha 38 anos, havia uma pomada, bem gordurosa chamada LOSALEN, que era a única que aliviava..foi tirada do mercado, é uma crise atras da outra, a pele mau se ecupera, e lá vem a maldita coceira e queimação!Era a única coisa que ajudava.
Vamos pedir o retorno do LOSALEN? existia em pomada e creme. Dava uma tregua.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Existem cremes que podem substituir o Losalen: aconselho que procure seu médico e peça uma orientação. Agradecemos sua visita. A nossa equipe está ao seu dispor.

Thiago disse...

Gostaria de relatar minha experiência com o problema. Não acredito que o meu caso seja aplicável à maioria, mas talvez seja à alguns.

Há 4 anos tenho sofrido com o problema da desidrose, especificamente na planta dos pés. Me consultei com vários dermatologistas e fiz análise do líquido/material coletado, tendo sido dignosticado a existência de fungos. Mesmo com medicação tópica apropriada, o problema era altamente reincidente e sem solução.

Recentemente encontrei um artigo em um site que associa a disidrose a uma possível falha na hidratação da epiderme das extremidades (mãos e pés). Lendo o texto, lembrei que há anos tenho usado talco desodorante para os pés, que possui ação secativa. Comecei a utilizá-lo visando eliminar os odores dos pés, muito provavelmente antes do surgimento do problema.

Assim, por experiência, interrompi o uso deste talco na tentativa do normalizar uma eventual falha na hidratação das plantas dos pés. Não usei hidratantes. O resultado foi imediato, e o surgimento das bolhas e seus aglomerados desapareceram. Em dias as feridas fecharam e minha epiderme da planta dos pés está limpa.

Bem.. este foi o meu caso...espero ter ajudado.

CARMEN disse...

Olá pessoal que bom poder dividir este problema com alguem pois pensava que estava sozinha nesta situação que já dura a mais de quinze anos.Não encontrando solução, com remédio ou tratamento algun só sofrimento e constragimento, pois nunca encontrei alguem com um problema semelhante ao meu. O meu pé fica muito feio, e pior fica porque tenho vergonha de ir a manicure. DRA. POR FAVOR ME DIGA se já viu algo assim: tenho todos os sintomas ou seja; SUDORESE INTENSA NO CORPO INTEIRO,ansiedade,estressee no meu caso tudo começa com um pequenino circulo vermelho doe , como se fosse pisando em caco de vidro as vezes coça um pouco esse circulo cresce e toma conta de uma boa parte dos pes ,que vira uma bolha vazia e seca não tem liquido nenhum, e que se abre e se eu mexer fere e eu não posso nem pisar. Isto se repete de ano em ano as vezes fico dois anos sem ter nada. E quando vem fica meses. Que sofrimento, me responda por favor , no meu caso é so nos pés em toda a planta.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Carmem: infelizmente não posso afirmar a causa do seu problema sem examinar pessoalmente. É importante confirmar o diagnóstico de disidrose pois várias doenças podem se manifestar de forma bastante semelhante, como por exemplo uma forma de psoríase chamada de psoríase palmo plantar. Neste caso, normalmente são afectadas ambas as mãos e pés, mas não é raro surgir apenas numa das áreas. O dermatologista investigará o caso e se for necessário solicitará um exame histopatológico (biópsia) para confirmar se é mesmo uma disidrose. O fator emocional pode provocar piora das lesões na pele, independente da causa.Aconselho que procure um dermatologista para orientar seu caso. Obrigado pela sua visita. Volte sempre em nosso blog da Alergia.

Anônimo disse...

este blog me aliviou muito neste instante estou com muita coceira e ateh entaum naum sabia o que fazer...eh no meio dos dedos das mãos microbolinhas ja tive outras vezes sempre que uso anel por ex,a coceira que estou sentindo eh horrivel coça tanto que da muita vontade de chorar naum consigo fazer nada mais enfim muito obrigado a todos

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Aconselho que procure um alergista ou um dermatologista. Enquanto isso, use um antialérgico e faça compressas com água gelada. Utilize sabonete suave e um hidratante diário. Obrigado pela visita.

Cristiano disse...

Quando uso anti-histamínicos via oral, como loratadina, os sintomas melhoram bastante!! Mas basicamente piora tudo em momentos de estresse!!

Abraços,
Cristiano

Priscilla (Porto Alegre) disse...

Tbm estou com microbolhas em um dos dedos da mão e a coceira está realmente insuportável. Sempre tive essas crises, mas sempre foi em uma área pequena e delimitada, ao ponto de aparecer e desaparecer, sem me causar maiores transtornos. Desta vez, no entanto, a área atingiu todo o meu dedo e está me incomodando muito.

Queria saber de vcs se durante a crise, onde existem bolhas estouradas e não estouradas, se é recomendável encapar o dedo com bandaid, gases, micropore... enfim, qualquer material que evite o ato de coçar ou se o melhor é deixar a parte atingida em aberto.

Pergunto isso porque costumo proteje-lo a noite para evitar que eu coce sem querer enqt durmo. E confesso que me sinto mais aliviada quando o deixo fechado. No entanto, não sei se isso pode interferir no processo natural de tratamento ou se pode até mesmo agravar a situação.

Considerando que as bolhas atingiram todo o meu dedo, isso está me preocupando. Agradeço se puderem responder! Parabéns pelo site!!

Anônimo disse...

Percebo que não sou a única portadora deste mal.Fiquei até feliz em poder interagir com os demais.No meu problema, não aparecem as bolhas, a pele das laterais do indicador ressecam a ponto de rachar e até sangrar.Depois vai desaparecendo ficando um pouco ressecado.Há dois anos convivo com esta lesão. Quando uso hidratantes verifico que pioro. Às vezes até água irrita. Gostaria de saber como proceder para aliviar os sintomas.Já consultei a dermatologista e ela passou diprosalic pomada e o hidratante modukine. No início até serviu, mas agora não tem efeito nenhum. Se me dessem uma dica a respeito da alimentação eu iria adorar. Porque às vezes me privo de alimentar-me com queijos, carnes, ovos pensando que fará mal. Obrigada e aguardo respostas.

Anônimo disse...

Não sou alérgica a nada,e meu caso disidrótico é bem recente. Começou em fevereiro de 2010, com duas pequenas aglomerações de vesículas na lateral da mão esquerda. Procurei um dermatologista na mesma semana. Estou tratando há 4 semanas com corticóides e anti-histamínicos. Já mudei a pomada 3 vezes. Todas elas aliviam sim a conceira, a vermelhidão, mas o processo continua: já tenho a lateral da mão, 1|4 da palma e todo o dedinho da mão esquerda tomado por essas vesículas. Estou bem assustada com tudo isso, e querendo saber se alguém já experimentou usar pomadas a base de própolis e geléia real.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Cristiano: uma característica própria da disidrose é a piora por fatores emocionais. Converse com seu médico e peça uma orientação de uma medicação que possa ser iniciada o mais precoce possível, impedindo que piore. Agradecemos sua visita.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Priscilla: o ato de coçar pode piorar a lesão da disidrose. Sendo assim, o recurso de proteger durante a noite é útil e pode auxiliar na melhora. Peça ao seu médico que oriente uma medicação que possa ser usada com a oclusão, acelerando sua melhora.Obrigado pela visita.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Disidrose raramente é causada ou agravada por alimentos. Por isso, não há necessidade de uma dieta específica. Recomenda-se uma alimentação saudável incluindo frutas, legumes evitando alimentos artificializados em excesso. Cada pessoa é unica e por isso a doença pode se manifestar de forma diferente em cada caso. Converse com seu dermatoçlogista e solicite uma orientação para uso contínuo e assim evitar uma nova crise. Obrigado por sua participação neste blog.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Como não houve melhora das lesões mesmo com a medicação orientada pelo dermatologista, aconselho que peça uma nova consulta pois é possível que existam outros fatores associados que impeçam a melhora, como por exemplo infecções (bacterianas ou fúngicas). Obrigado por sua visita ao nosso blog.

Anônimo disse...

eu já estava ficando doida, maluca com este problema. experimentei muitas pomadas. 12 pra ser mais exata. Fiz simpatia.. tudo que imaginarem. Apenas uma funcionou: propionato de clobetasol 0,5 mg - Passei durante duas semanas (mesmo nao tendo resultado na primeira). Secou tudo. Esta descascando e está muito feio. Mas eu prefiro ficar com a palma da mao feia, do que com aquela coceira insuportavel que eu nao aguentava mais. E outra: está cicatrizando tambem. a cada dia melhora um pouco mais. Acho que estou curada. graças A Deus. Quis entrar aqui pra falar isto, porque vejo o quanto todos sofrem com isto. (como eu sofri tambem).

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Fico feliz em saber que suas lesões estão controladas. Mas, sugiro que retorne ao seu médico para dar continuidade ao tratamento. Cremes de corticóides aliviam e resolvem temporariamente mas não curam a disidrose.E, é importante ter cuidado pois no caso do clobetasol, trata-se de um corticóide de alta potência, não sendo recomendado seu uso sem orientação médica. Agradecemos sua visita.

Anônimo disse...

começei tento uns machucadinhos na palma da mao, brancos e as vezes marelados, com ponttinhos de pus, as vezes elas melhoram e as vezes piooram e fica na mao inteira, e coça muito, passo pomada e seca, e agora passou para os meus pés. procurei os medicos e foi dado que era psioriase, queria sabe se tem alguma coisa que eu faço para amenizar.. Obrigada e adorei esse site, beijos!!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Gostaria de poder ajudar, mas sem examinar a pele é bem complicado. Contudo, recomendarei alguns cuidados que talvez possam ajudar: 1) evite atividades que provoquem atrito. 2) Não fique com as mãos molhadas ou umedecidas por muito tempo. 3) Proteja com luvas sempre que for realizar tarefa caseira ou trabalho manual 4) Evite retirar cutículas ou fazer as unhas em manicures. 5) Evite contato direto com sabões, detergentes. Proteja suas mãos com luvas. Agradecemos sua visita. Convidamos que assine nosso blog e receba nossos textos em seu e-mail.

Anônimo disse...

Olá, minha filha tem desidrose um 6 amos ela tem hoje 12 anos, e já usou tudo Possível, E POMADAS via oral, só que uma de suas resposta vc disse que existe um exame para diagnosticar direito mas ela nunca fez este exame, tbm Gostaria de saber se vcs pueden indicar alguma clinica perto de Campinas para que eu POSSA tentar novamente algo para amenizar
Obrigada, Alessandra

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Alessandra: desconheço locais em Campinas. Aconselho que procure no site da Sociedade de Alergia (www.sbai.org.br) Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

eu estou com desidrose a varios meses sem melhoras ja usei enes pomadas, quando alguem dscobrir uma pomada que alivia pelo menos por algum tempo me avise por favor. meu nome e Ednea

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Ednea; para se indicar uma pomada, é essencial examinar pessoalmente. A disidrose pode se manifestar de forma diferente em cada pessoa e por isso uma pomada que tenha bom efeito para uma pessoa pode não ter em outra. Aconselho que procure um médico especialista para orientá-la. Estamos ao seu dispor.

Anônimo disse...

Qual melhor medicamento para ser usado para a disidrose?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A disidrose pode se manifestar de diversas formas, com lesões diferentes. Em algumas situações pode se acompanhar de infecção bacteriana. Em outras pode haver superposição fúngica. O tratamento será escolhido baseado no exame de cada caso Não há um medicamento que seja definitivo ou que sirva para todos os casos de disidrose. Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

este blog me ajudou a ver que muitas pessoas sofrem com os mesmo problema que eu.Há 6 meses estou tratando com remédios alopáticos,chás
cremes,pomadas,banhos,etc.Já consultei 4 profissionais em dermatologia,alergologista,
sinto dores terriveis nas mãos,dedos,ardem,coçam sem parar,sangram,quando a pele fica ressecada
demais,enfim é um tornmento.Agora vou partir para a homeopatia,que disseram,os florais ajudam a acalmar.Só posso dizer a todos que tenham fé,se tratem,cuidem.Se conseguirem amenizar os sintomas,divulguem,porque é terrivel.Só sabe avaliar quem sente na pele,literalmemte.
grata.

Anônimo disse...

OI HA UM ANO ATRAS APARECERAO NO MEU BRAÇO BOLHAS QUE COÇAM E SAI UM LIQUIDO TRANSPARENTE, DEPOIS VIRA FERIDAS QUE DEMORAM SARAR E POSTERIORMENTE VIRAM MANCHAS ESCURAS...MEU BRAÇO ESTA TODO MANCHADO. o QUE PODE SER, POR FAVOR ME AJUDEM POIS TENHO VERGONHA DOS MEUS BRAÇOS.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Peço sua compreensão, mas não é possível fazer o diagnóstico de suas lesões sem examinar essoalmente.A nossa equipe médica está a seu dispor na Policlinica RJ. Agradecemos sua vista.

Anônimo disse...

Boa sorte a todos!! Dica importante e talvez a unica solução.. utilize uma gaze com agua fria na hora da crise e boa sorte!! Ja tentei de tudo , minha esposa é medica , procurou tudo a respeito... lembrando que como ja citaram : "Cada caso é um caso"

Anônimo disse...

Estou tomando Tamoxifeno, e tenho muitas alergias principalmente na mama que foi feita cirurgia. Agora apareceu manchas escuras na virilha e muita coceira, e já está se espalhando. A dermatologista pediu para fazer o exame para saber se é fungo ou não, porém o resultado vai demorar um pouco. O que faço, coça muita a minha virilha e a mancha está se alastrando, tenho coceiras no umbigo também

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A região de virilhas, assim como as axilas, são áreas úmidas e que propiciam o desenvolvimento de fungos.O tratamento com tamoxifeno já não tem objetivo de imunossupressão. Mantenha o uso da medicação prescrita por sua dermatologista e peça que oriente um antihistamínico para abrandar a coceira. A identificação do fungo é fundamental para a escolha da medicação. Obrigado por sua visita.

naiara disse...

Ola, onde posso tratar a minha desidrose em São Paulo?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Naiara: o site da ASBAI (www.sbai.org.br) tem um setor onde poderá localizar especialistas em Alergia em todo o Brasil. Agradecemos sua visita.

sirlene disse...

oi bom dia, eu vi num site que tem uma clínica em volta redonda que possui uma vacina contra disidrose... tem como vcs verificarem se é verdadeira? a vacina se chama desidrovac. muito grata se conseguirem alguma resposta...

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Sirlene: desconhecemos a referida vacina. Agradecemos sua visita ao nosso blog.

Adryana disse...

Olá, meu nome é Adryana e infelizmente tenho convivido com o eczema disidrótico a quase dois anos. Tudo começou em setembro de 2008 com algumas bolhinhas no dedo indicador da mão esquerda e depois de alguns meses já tinha tomado conta da mão esquerda da mão direita e também dos pés. Tenho sofrido muito com toda essa situação pois quando estou em "crise" fico até com vergonha de cumprimentar as pessoas pois as minhas mão ficam horrorosas ou cheias de bolhinhas ou feridas com descamações. O que tem me deixado intrigada e que as crises estão frequentes.Nos últimos 8 meses tenho tido uma crise atrás da outra. Enquanto faço uso de corticóide as mãos melhoram, mas depois de 8 a 9 dias após o término do remédio começa tudo novamente.Estou triste com essa situação, não quero ficar dependendo sempre de corticóide para melhorar.Já consultei com vários dermatologistas, já usei várias pomadas e para piorar no mês de junho tive uma infecção secundária e precisei tomar antibiótico oral e não melhorou e aí precisei tomar uma benzetacil para ver se o quadro melhorava e não quero passar por isso novamente. Gostaria de saber se alguém conhece algum tratamento natural, pois sempre que faço uso de corticóide eu me sinto muito inchada.Desde já agradeço.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Adryana: envie seu e-mail para que as pessoas possam enviar mensagens para você. Obrigado pela visita.

Isadora disse...

olá , tenho 13 anos há uns 2 ou 3 dias , apareceram umas bolhas pequenas nas palmas e nos dedos das minhas duas mãos que coçam muito , e quando eu coço sai um líquido transparente. Isso me encomoda muito , eu queria uma ajuda (algum medicamento) para me ajudar. Esse problema que está me encomodando muito e a palma das minhas mãos estão querendo ficar grossa . ME AJUDE !

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Isadora: o seu relato sugere que possa ser disidrose, mas existem outras doenças que podem provocar lesões semelhantes. Por isso, não há como indicar um medicamento sem examinar para confirmar o diagnóstico. Aconselho que procure atendimento médico. Obrigado pela visita.

Rozirlene disse...

Olá meu nome é Rozirlene Lessas, já temho um problema nos pés há uns dez abos que reseca a pele por cima dos pés e várias bolhinhas que cossam muito e escorrem uma secreção tranparente, causa também resecamento na planta dos pés e várias rachadura e a pele escama e fica também muito fima. Isso pode ser eczema disidrose? O que posso fazer, pois já procurei vários médicos e não consegui tratar?

Anônimo disse...

olá...surgiu-me na planta dos pés, em Março de 2009, um problema com o seguinte quadro clínico: bolhas/vesículas amareladas que com o tempo passam a ter uma cor escura (secam)...outras surgem e outras e mais outras... por vezes rebentam e a planta do pé fica bastante sensível. Associado a este problema está o excesso de suor tanto nas mãos como nos pés...é desesperante, já consultei vários dermatologistas mas nenhum me resolve o problema.Haverá um tratamento ajustado?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O seu relato sugere que possa ser uma disidrose. Mas, para indicar tratamento, é preciso confirmar o diagnóstico. A nossa equipe está ao seu dispor na Policlínica do Rio de Janeiro. Obrigado pela visita.

Anônimo disse...

meu nome é wado já faz uns 10 anos quem tenho essa coceira na palma da mão já fiu em uns 4 ou 5 dermatologista nenhum me deu resultado só me indicam com pomadas sem nenhum resultado já estou quase conformada que ñ existe ainda remedio algum pra essa doença mas ñ vou desistir e se souber de algum com certeza vou passar pra tds vcs meus amigos.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Wado: você tem toda razão: o controle da disidrose não é alcançado facilmente. Mas,não desista: a persistência e a disciplina são necessárias.Evite trocar de médico com frequência pois isso pode prejudicar o resultado do tratamento. Estamos ao seu dispor. Gratos por sua visita.

nara disse...

Olá... No ano do meu casamento iniciou no pé direito ao lado do calcanhar e após o casamento passou, fui ao médico e ele receitou cetoconazol pomada e comprimido aí melhorou. Agora depois de 1 ano e meio que estou construindo e já está na reta final, fazem 2 semanas, iniciou na minha mão direita bolhas nas mãos e coçam... Só aliviam estourando com agulha. Mas ainda tenho a pomada e estou passando e cada vez que passo parece que a coceira aumenta. SErá que pode ser ansiedade?

Anônimo disse...

Gostaria de saber se o liquido que sai das bolinhas é contagioso? obrigado

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Disidrose não é contagioso. Em alguns casos pode ocorrer infecção secundária necessitando uso de antibióticos. Gratos pela visita.

Luciana disse...

Bom dia a todos;;;
No ano passado tive micose nos dedos dos pés , coçavam muito, procurei um médico e fui medicado mas não resolveu, pior, começaram aparecer minúsculas bolhas nos dedos e nas solas dos pés, com o passar do tempo mesmo passando pomadas começaram aparecer nos dedos e nas palmas das mãos, coçam muito e depois as bolhas estouram e abrem feridas, doe de mais,,, rsrsr, Fui medicado com corticóide e instantaneamente sumiram mas voltaram logo após o termino, fui em outro médico me passou antidepressivo falou que era psicossomático.
Resumindo... Voltei no dermatologista me passou novamente um corticóide ,, minhas mãos estão só na pele,,,,
Se alguem tiver alguma sugestão,,, me ajudem.

Reinaldo, 36 anos.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Nara: a disidrose pode ter um componente emocional associado, mas é preciso examinar e afastar outras causas para poder afirmar. Aconselho que retorne ao seu médico para nova avaliação. Agradecemos sua visita.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Reinaldo:a resolução da disidrose nem sempre é fácil, exigindo persistência no tratamento. Aconselho que converse com seu médico: exponha seus temores e preocupações. É importante que se estabeleça um clima de confiança e diálogo entre o médico e o paciente pois se reflete na adesão e no sucesso do tratamento. gratos por sua visita ao Blog da Alergia.

Anônimo disse...

Bom dia a todos, meu nome é Manoel, tenho 48 anos e tenho disidrose desde criança, e sempre é a mesma coisa as bolhas vem sem nenhum motivo aparente e somem também sem nenhum motivo, já fui reprovado em exame médico para frequentar piscinas em academia devido a este probrema.
Acho que embora a medicina esteja cada vez mais avançada ainda não existe solução nenhuma para o nosso problema. então a solução é simplesmente não fazer nada e esperar que a doença vá embora e rezar para que demore a voltar.
Quem sabe algum dia os cientistas descrubam algum tratamento eficaz.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Manoel: você tem razão no que diz respeito à cura da disidrose. Mas, o tratamento adequado pode controlar a doença, dando qualidade de vida ao seu portador. Gratos pela visita.

Anônimo disse...

Olá, tenho desidrose a mais ou menos uns 02 meses. Porém a 01 mês começou nos pés. Tudo começa com umas bolhinhas, aí elas estouram e firam feridinhas. Juntas encomodam bastante. Porém preciso trabalhar de sapato. Preciso de uma luz neste sentido. Pois desta forma não está melhorando, tendo que utilizar sempre sapatos.
Por favor, ajudem_me!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Compreendo sua dificuldade, mas para fazer a orientação que solicita, precisaria ser examinada pessoalmente. Aconselho que faça contato com o especialista que acompanha seu tratamento: ele conhece seu caso, sendo a pessoa mais indicada para orientá-la. Gratos por sua visita.

Anônimo disse...

Gostaria de saber se posso usar a pomada DIPROGENTA para tratamento de Disiprose (tenho no pé e incomada muito).

Aguarto um retorno.Grata Amanda

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Cada caso é um caso. Por isso, para responder sua pergunta e para indicar o tratamento é essencial examinar pessoalmente. Conto com a sua compreensão. Aconselho que procure atendimento médico. Gratos por sua visita.

daniela disse...

OLA GOSTARIA DE SABER SE FAZER AS UNHAS E PINTAR COM ESMALTE SE FAZ IRRITAR A PELE PQ TODA VEZ QUE FAÇO AS UNHAS AI PASSA UNS DOIS DIAS JA COMEÇA A COCEIRA E FORMIGAR DEPOIS A PELE FICA RESSECADA AI COMEÇA A DESCAMAR O QUE PODE SER ISSO?
GRATA DANIELA DE GOIANIA GOIAS.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

É possível, Daniela, mas não tenho condições para afirmar sem uma avaliação criteriosa em consulta médica. A nossa equipe médica está ao seu dispor na Policlínica RJ.

Anônimo disse...

olá
meu nome é eliana eu tenho desidrose e to apavorada pois ja esta saindo nas minhas pernas
fui ao dermatologista e o mesmo me receitou a pomada desametasona mais nao vejo muito resultado cada dia vai saindo mais nas minhas coxa e nos pes?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Eliana: o seu relato não sugere que seja apenas uma disidrose: aconselho que retorne ao especialista para nova avaliação. Obrigado pela visita ao nosso blog.

biologia disse...

Alguem me ajuda?

Tenho uma feria (varicose) que teima em não cicatrizar. Doi-me e está a alastrar.

Que medicamentos devo aplicar..

obrigado pela ajuda.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

O seu pedido não pode ser atendido através de aconselhamento por e-mail: para tratar, é essencial examinar pessoalmente. Aconselho que busque atendimento médico. Gratos pela visita.

Roberta disse...

Boa tarde

Me ajudemmmmmmmmmm, por favor.

A uns dois anos atras comecei a achar que estava com alergia a esmaltes, sempre passei esmalte mais nunca tive nenhuma reãção. Depois comecei a notar que sempre que passava esmaltes ou que estava muito valor em torno das minhas unhas das mãos nasciam mini bolinhas de agua transparentes e que coçavam muito. As unhas chegaram a cair, e assim isso passou para os pés também. Já tomei diversos remédios, passei até micolamina. Os médicos me dizem cada um, uma coisa. Fico confuso e preciso curar - me deste problema, já que antes era tudo normal, passava esmaltes e nao sentia nada. Agora quando estamos em dias muito quentes tambem, tenho os mesmo sintomas.

Me ajudem

Beijos

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

A alergia de esmalte pode surgir a qualquer momento, mesmo quando a pessoa já utiliza o produto há longo temo. Contudo, seu relato não é claro neste respeito. É possível que existam outros fatores associados, como por exemplo uma infecção causada por fungos. Não há como emitir um parecer ou indicar tratamento através de um aconselhamento na internet. Aconselho que procure um especialista para orientá-la pessoalmente. A nossa equipe médica está ao seu dispor na Cínica de Alergia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro para avaliar seu caso e prestar maiores esclarecimentos.

mariah disse...

BOM DIA GOSTARIA QUE ME INFORMASSE QUAL O ESPECIALITA CERTO, TENHO UMA COCEIRA TERRIVEL NA MÃO E NOS PÉS, AS BOLHINHAS NÃO APARECEM, MAS A COCEIRA É DESESPERADORA,AH UNS TEMPOS ATRÁS ME DAVA MAS SUMIA, SÓ QUE AGORA ESSA COCEIRA É DIRETO E A MÃO ESQUENTA MUITO,AFFF ATÉ PARECE QUE AS MÃOS É QQUE ESTÃO NA MENOPAUSA.SERÁ SE É DESIDROSE./OBS TRABALHO EM UM SAL~~AO OU MANICURE E EPILADORA SERÁ SE TEM A VER? OBRIGADO DESDE JA
ATT
MARIAH

Roberta disse...

Vocês teriam alguma clinica em São Paulo na qual eu pudesse passar para ver se consigo resolver o meu problema?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Mariah: o alergista poderá investigar a causa das lesõs e indicarvum tratamento adequado. Agradecemos sua visita ao nosso blog.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Roberta: a nossa clínica não tem filiais. Gratos por sua visita.

Marilia disse...

meu nome é marilia, tenho 23 anos e adiquiri desidrise a 6 meses, sem motivo aparente.
ja fui em 4 dermatologistas que dizem que é sestema nervoso.tos os medicamentos que ja usei não deram resultados pelo contrario só agravaram o quando da doença..ja esta ne inffecção segundaria .onde tem pus e o prurido é por demais incomodo..oque devo fazer para tratar essa doença?agora ja estou com bolhas semelhante na cabeça no couro cabeludo e doi muito. essa doença tem cura ??? ou minha desidrosem ja evoluio para uma coisa mais grave??? poderiam me mandar a resposta por email??

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Marília: não há como enviar uma resposta por e-mail através de um comentário enviado para o Blog da Alergia. Para isso, é preciso que escreva para nosso email: blogdalergia@gmail.com Só assim será possível enviar uma resposta direta para você. E não se esqueça de informar em que cidade mora. Abraços.

Anônimo disse...

Também fui diagnosticada com disidrose e estou em apuros, já que estou amamentando e não posso passar qualquer medicamento para ajudar. Alguém teria alguma solução homeopática, caseira, natural que possa ajudar a melhorar um pouco a coceira? As minhas bolhas aparecem na sola dos pés e quase não consigo andar, ficam em carne viva. Pior que não tenho com quem deixar meu filho e sou obrigada a caminhar o dia todo com as bolhas nas solas dos pés. Por favor, me ajudem!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

É possível tratar a disidrose durante a amamentação com segurança para seu bebê. A nossa equipe médica está ao seu inteiro dispor na Policlínica RJ.Agradecemos seu contato.

Anônimo disse...

Boa tarde. Tenho disidrose há 2,5 anos e já tentei vários tipos de tratamentos,todos sem sucesso. Acabei abandonando minha dermatologista que, após inúmeras trocas de medicamentos não conseguiu me recomendar um tratamento eficaz. As feridas que começaram como uma frieira no mindinho de um dos pés já ocupam totalmente os dois pés, plantas, sobre e entre os dedos. A pele agora é uma crosta escura, as unhas tbém foram afetadas e a coceira é desesperadora. Não consigo um calçado apropriado pois, os fechados pioram o problema e a aparência nojenta dos meus pés não permite o uso de sandálias. Preciso URGENTEMENTE de ajuda!
Léia.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Léia: o seu relato sugere que esteja apresentando um quadro infeccioso agravando a disidrose. Aconselho que retorne o mais breve possível ao médico. Infelizmente não há como tratar sem examinar e confirmar o diagnóstico. Agradecemos sua visita ao blog da Alergia.

Anônimo disse...

A médica já havia confirmado o diagnóstico de eczema disidrótico, mas não conseguiu acertar na medicação. Segui corretamente o tratamento por todo este tempo, embora achasse um absurdo gastar tanto dinheiro com pomadas que seriam trocadas na próxima consulta, com os tubos das anteriores ainda cheios. Agora, com o verão, estou apavorada, pois não posso usar sandálias, pois todos se assutam com a aparência dos meus pés. Agradeceria se pudessem sugerir algo que tivesse um efeito mais imediato na cicatrização, mesmo sabendo que o problema em si não será sanado.
Léia

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Não há uma medicação padronizada para todos os tipos de disidrose: é preciso examinar, avaliar as lesões, fatpres agravantes, possíveis complicações, etc em cada caso para poder medicar. Por isso, não posso atender sua solicitação através de um aconselhamenbto na internet. Estamos ao dispor na Policlínica RJ.
Agradecemos sua visita.Conto com a sua compreensão.

Anônimo disse...

Bom dia, me chamo Jonas, sou de Curitiba, Paraná.
Tenho 19 anos e há muito tempo sofro com bolhas nos pés, coceiras insuportáveis e escamas. Surgem pequenas bolhas, e logo umas bolhas maiores, com bastante líquido viscoso dentro. Às vezes elas estouram quando coço, causando uma ardência horrível. Às vezes também surgem umas bolhas com pus. Meus pés ficam com uma aparência feia, com manchas rosadas, 'descascado' e ressecado. Já usei a pomada Cetoconazol, mas sem sucesso... É muito raro quando aparece nas minhas mãos, e quando isso ocorre, são bolinhas muito pequenas, que coçam pouco. Minhas mãos também descascam um pouco. Nas mãos esse problema dura muito pouco tempo, sumindo tudo. O meu maior problema é nos pés mesmo, que nunca sararam, persistindo o problema desde que eu era pequeno. Seria isso a Disidrose mesmo, ou algum outro problema de pele? Já me disseram que pode ser fungos e até ácido úrico, mas pelo que vi, não tem muita relação com o ácido. Farei uma consulta em breve com um dermatologista, para ver o que posso fazer para, pelo menos, aliviar um pouco.
Obrigado!

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Jonas: compreendo sua preocupação e gostaria de poder ajudar, mas infelizmente não há como afirmar se é um caso de disidrose sem analisar seus dados clínicos e sem examiná-lo essoalmente. O melhor mesmo é buscar um especialista para fazer o diagnóstico e orientar seu tratamento. Agradecemos sua visita ao nosso blog.

Anônimo disse...

Bom dia! Tenho uma filha de 10 anos que há uns três meses surgiram pequenas bolhas de tonalidade alaranjada nos dois dedões,como também na lateral dos pés.Procurei um dermatologista que receitou Esperson, que não surtiu nenhum efeito,Diprogenta, que também não foi o efeito esperado... Fiquei curiosa, sem saber o que era o problema da minha filha e o porque das pomadas, foi então que decidi pesquisar na Net e observei que os sintomas eram semelhantes ao da Disidrose. Ler sobre a doença foi de grande importancia, pois na próxima consulta, no início de fevereiro, vou questionar se é mesmo a tal , como também sugerir exames pra confirmar se é de origem bacteriana, de fungos ou emocional, para entrar com o tratamento certo. Hoje, noto uma grande melhora, depois que fiz o uso de permamganato de Potássio, pois as bolhas secaram, descamaram, e agora a pela está finíssima, errugada e avermelhada. Precisando ser hidratada. Ainda uso a Diprogenta, será que está certo? Bom, de qualquer forma, informarei ao médico... Desde já agradeço a iniciativa desse blog, como também a prontidão das respostas e o repeito que nos é dipensado. Cordialmente, Anna Laura.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Anna: muito obrigado: suas palavras são um estímulo ao nosso trabalho voluntário neste Blog da Alergia.Mantenha o uso do Diprogenta e converse com o médico de sua filha. Volte sempre para nos visitar.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 398   Recentes› Mais recentes»

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...