23 outubro 2006

Cortisona: faca de 2 gumes?

A cortisona (ou corticosteróide ou corticóide) é um medicamento indicado no tratamento da Asma Brônquica. Seu uso começou na década de 50 com grande sucesso, pois na época era o único remédio disponível que evitava mortes por asma. Houve um entusiasmo inicial baseado na sua eficácia excepcional e depois um certo descrédito, devido ao aparecimento de efeitos colaterais importantes, o que ocasionou uma situação delicada que de certo modo perdura até hoje, quando ainda é conhecida como uma "faca de dois gumes".

Esta "má fama" é de certo modo desejável, já que no Brasil ainda impera a automedicação, além dos conselhos de balconistas e comadres, sendo os remédios vendidos sem a obrigatória receita médica. Esta não é absolutamente uma medicação para ser usada por conta própria!

Entretanto, este preconceito não pode ser causa de retardo ou mesmo de recusa do emprêgo correto da cortisona, pois esta atitude pode provocar o agravamento da doença, determinando necessidade de internação hospitalar ou mesmo de CTI, culminando em acontecimentos fatais que poderiam ser evitáveis se a medicação tivesse sido aplicada com precisão.

Nem tanto ao mar, nem tanto em terra: o ponto fundamental que une ambas as atitudes resume-se na necessidade de um conhecimento da medicação, no diálogo com o médico a fim de que esta seja utilizada com seriedade e responsabilidade.

O mecanismo de ação dos corticóides engloba várias atividades mas sabe-se que são potentes redutores da sensibilidade dos brônquios, através de uma ampla atuação antinflamatória, diminuindo a crise de asma.

O tratamento precoce e bem orientado previne a piora da crise, diminui a hospitalização, reduzindo a morbidade e a mortalidade da asma.

A cortisona pode ser utilizada por via oral (xaropes e comprimidos), por via inalada ("bombinhas") ou por via parenteral (injeções intramusculares ou venosas). As injeções são utilizadas nos momentos agudos de crises. Os comprimidos e xaropes são reservados às crises menos graves.

A cortisona inalada é hoje uma grande arma no tratamento de controle e de prevenção da asma, devendo ser utilizada nos períodos fora de crises. Esta é uma forma especial para uso através de inalação (em nebulizações, "sprays", “bombinhas" ou "inaladores de pó"), com doses especiais, formuladas em microgramas. Por isso, ocasiona menores efeitos colaterais, já que sua concentração maior se dá nos brônquios, limitando sua absorção no resto do organismo.

Estes medicamentos podem ser usados isolados ou em associação com broncodilatadores de ação longa, com excelente efeito como preventivos mesmo a longo prazo. Indicados com segurança, tanto para uso em adultos como nas crianças.

A cortisona inalada sob forma de spray em crianças deve ser utilizada acoplada com um espaçador, isto é, um aparelho que permite melhorar a aplicação da medicação e diminuir a quantidade do remédio que permanece em boca e faringe.

Em resumo, corticóides são medicamentos valiosos e muitas vezes insubstituíveis no tratamento dos episódios agudos de asma. Entretanto, só devem ser usados sob estrita orientação médica. Sua indicação adequada salva vidas, alivia crises e melhora fundamentalmente a qualidade de vida dos asmáticos. No entanto o abuso, a automedicação ou o retardo por medo e desconhecimento, pode ter consequências desastrosas.

Cabe ao médico "utilizar o gume correto da faca!"

19 Dê sua opinião:

Anônimo disse...

Olá sou um jovem de 18 anos e desde muito novo que sofro de asma.Eu tinha muitas crises quando era mais novo depois ouve um momento em que deixei de as ter mas depois ultimamente elas voltaram em força.A minha pergunta é a seguinte: Como começei a fumar este factor influenciou na volta das minhas crises asmáticas ?

Equipe da Clínica de Alergia disse...

Olá amigo: não há a menor dúvida de que fumar agrava a asma. Aconselho converse com seu médico para que ele o ajude a abandonar este vício. Obrigado e volte sempre.

Marcelo disse...

Tenho tido problemas de congestão nasal. Há mais de um mês que passo a maior parte do tempo com o nariz congestionado. Certamente é uma reação alérgica; mas o que eu gostaria de saber é se a Cortisona pode ser usada especificamente para os casos de congestão nasal.

Obrigado!

benflodido disse...

''pode ter consequências desastrosas.''


quais?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

As conseqüências do uso inadequado da cortisona incluem os efeitos colaterais dos corticóides, já descritos no texto. Em casos extremos, pode ocorrer uma profunda alteração do equilíbrio entre o hipotálamo, a hipófise e a glândula supre renal, evoluindo para insuficiência adrenal. Por isso, corticóides só deveriam ser vendidos com receita e não de forma livre como hoje acontece nas farmácias. O médico estuda a medicação de forma minuciosa para utilizá-la aproveitando os benefícios e com segurança para o paciente.

Anônimo disse...

OLA, MEU FILHO TEM 4 MESES E SURGIU UM QUADR DE BROQUITE AGUDA. O PEDIATRA RECEITOU PRELONE E NOVOCILIN. FIQUEI PREOCUPADA PELO PRELONE POR SE TRATAR DE UM BEBE. PROCEDE MINHA PREOCUPAÇÃO?DEBORA

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Débora: o uso do corticóide não depende apenas da idade, mas sim do diagnóstico e da indicação terapêutica. Infelizmente não há como emitir parecer sem conhecer detalhes do caso. Aconselho que exponha sua preocupação ao pediatra do seu filho. Obrigado pela visita ao Blogda Alergia.

Anônimo disse...

meu amigo faz uso de cortisona há mais de vinte anos para bronquite asmática, as doses são aumentadas pq as crises estão cada vez pior. Ele faz tratamento em postos de saúde pública, acho que seu tratamento está fora de controle e não houve qualquer tipo de recomendação quanto a prática de esporte, dieta. Ele está sobrepeso, sedentário, depressivo. Ainda existe alguma maneira de controlar as crises? O tratamento com médico pneumologista particular seria mais adequado do que os da rede pública?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Compreendo sua justa preocupação e gostaria de poder ajudar,mas infelizmente não há como julgar se o seu amigo poderá responder bem ao tratamento sem analisar seus dados clínicos de forma minuciosa e sem examinar pessoalmente. De qualquer forma, no estágio de gravidade em que está, só poderá iniciar uma atividade física após estabelecer controle da sua asma (ou bronquite asmática).Estamos ao seu dispor na Cínica de Alergia PGRJ.

Valmir Nunes disse...

Pode uma pessoa desenvolver ou ter alguma alergia ao uso de corticóide? Há algum tempo minha mãe fez tratamento com corticóide e começou a ganhar peso (retenção de líquido) e a aumentar a pressão alta. Como com dose de 5 mg diária já apresentava esses problemas e a médica iria aumentar para 20 mg diárias, ficamos com medo da médica matá-la, pois com uma pequena dosagem a pressão já subia para 22 por 15, ou algo assim, certamente aumentando a dose o quadro iria se agravar. Ao procurar outro médico, esse recomendou a desintoxicação da cortisona. Depois de algum tempo, ela começou a desenvolver uma doença de pele, que não consegue curar, mesmo tendo passado por quatro dermatologistas e feito três biópsias. Ao ler a bula do creme que ela está usando constatei que é à base de cortisona. pode ela ser alérgica a esse medicamento?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Valmir: não tenho condições para emitir um parecer sem examinar sua mãe pessoalmente. Contudo, seu relato não sugere que tenha sido uma alergia. Aconselho que exponha sua dúvida ao médico que trata de sua mãe: ele a conhece bem e poderá orientar de forma mais adequada.Lembro que o diálogo entre o médico, o paciente e a confiança que estabelece com a família é fundamental para o sucesso de um tratamento. Obrigado pela visita e volte sempre ao nosso blog.

Anônimo disse...

TIVE UMA TREMENDA ALERGIA POR CORTICOIDE, COM FECHAMENTO DE GLOTE, URTICARIA- ANGIOEDEMA, QUE ESTA PERSISTINDO HÁ QUASE DOIS MESES.TUDO PORQUE FUI TRATAR UMA RENITE.AVISEI 10 MEDICOS, POR QUEM PASSEI E SÓ O DECIMO PRIMEIRO CONSIDEROU QUE ERA ALERGIA A CORTISONA- JA HAVIA TIDO ANTERIRMENTE PELO MESMO TRATAMENTO DEVIDO A MESMA CAUSA. O QUE FAZER? TOMEI TONELADAS DE ANTI HISTAMINICOS- ALEGRA- CLARITIN E HIXIZINE. O QUE ME SUGEREM? SOU ALERGICA A ANTIINFLAMATORIOS, SÓ A IBUPROFENO QUE NAO ALEM DOS ANTI HISTAMINICOS, SOU TB ALERGICA A AAS, TILENOL MAGNOPIROL CATAFLAN, VOLTARE, AGUARDO AJUDA. QTO A MINHA SAUDE, CORAÇAO PULMAO EXAMES TODOS DERAM NORMAIS SÓ O IGE DEPOIS DE QUASE TRES MESES DE ANTIALERGICOS, AINDA ESTA EM 293.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Compreendo sua preocupação, mas peço sua compreensão: o parecer que solicita é complexo e não pode ser emitido através de aconselhamento por e-mail. Para emitir um parecer seria necessário conhecer de forma criteriosa os dados de sua história clínica, de suas alergias pregressas, história familiar, exames complementares, etc. Caso more no Rio, a nossa equipe médica está ao seu dispor na Clínica de Alergia da Policlínica.

Anônimo disse...

Recentemente fui parar no hospital por causas de uma crise subta de renite alérgica. Neste hospital o médico receitou cortisona. Agora já se passaram 2 semanas, mas ainda sinto meu corpo inchado, bem inchado. Seria efeito desta dose de cortisona? Se sim, quanto tempo em média esse inchasso pode durar?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Corticóides (ou cortisonas) não são todos iguais. Por isso, para responder sua pergunta seria necessário conhecer o tipo do corticóide, a dose, tempo de uso e a via utilizada. Aconselho que procure seu alergista e peça que oriente.Gratos por sua visita.

Unknown disse...

Minha filha tem alergia e toma medicamentos a base de corticoides sempre que tem crise(bombinhas e xarope). Faz acompanhamento com pneumopediatra e eu sempre relato a minha preocupação com a quantidade de medicamento que ela prescreve para prevenção e para momentos de crise. Gostaria de saber quando eu devo me preocupar com a quantidade de corticoide? O que vocês consideram "uso prolongado"?

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Os corticóides para uso inalado são bastante seguros, mesmo que a pessoa use por meses ou anos. Os efeitos colaterais surgem mais comumente com o corticóide em forma sistêmica (xaropes, comprimidos ou injeções). Mas, vale lembrar que a doença sem tratamento tem um alto risco e a medicação bem utilizada é muito importante para controlar a doença com segurança e evitar o sofrimento. Gratos pela visita.

Anônimo disse...

Gostaria de saber se metiformina 1000 por dia da urticária, estou com urticária nos braços parece que minha pele está grossa...cheia de bolinhas pequenas. ...tenhodiabete 2 obrigada.... claudia.

Clínica de Alergia - Policlínica Geral do Rio de Janeiro disse...

Cláudia Bom dia. A sensibilidade aos medicamentos não é igual para todas as pessoas. Cada caso deve ser avaliado de forma criteriosa e pessoalmente, antes de definir se uma medicaçãoestá causando os sintomas da urticária. Convido que escreva para nosso e-mail (blogdalergia@gmail.com) e enviaremos para você uma cópia em PDF do livro intitulado: “Doutor eu tenho Urticaria”. Agradecemos sua visita ao Blog da Alergia.

Postar um comentário

"Os comentários publicados sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste blog reservam-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou sem a devida identificação de seu autor também poderão ser excluídos".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...