Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2020

Inchaços nos pés e mãos pode ser esta doença difícil de ser diagnosticada

Imagine apresentar inchaços pelo corpo várias vezes ao mês e não saber a causa? Você vai ao pronto-socorro, os médicos examinam os sintomas, prescrevem um medicamento para tratar alergia e você é liberado. Alguns dias ou semanas depois tem início uma nova crise e a sua busca para resolver o problema recomeça. Essa é a jornada do paciente com angioedema hereditário (AEH), uma doença rara causada pela deficiência do inibidor de C1 esterase, glicoproteína que atua junto aos anticorpos nas ações inflamatórias do organismo. Esses inchaços, muito comuns nas alergias, costumam surgir nas extremidades, como pés, mãos, afetando também os genitais, a face, a laringe e a região abdominal. De uma maneira geral, as crises duram de cinco a sete dias e, normalmente, ocorrem sem um motivo aparente. Estresse, mudança de temperatura, traumas, cirurgias, tratamento dentário e exercícios físicos podem ser fatores desencadeantes. Apesar de não ter cura, o angioedema hereditário tem controle e o paciente

Doenças alérgicas na primavera

A primavera já começou e segue até o dia 21 de dezembro. Com ela, chegam também as mudanças de temperatura, a redução da umidade relativa do ar, o aumento da concentração de poluentes e a maior propagação de alérgenos, como o pólen e o ácaro. Neste cenário, alguns problemas de saúde se tornam comuns durante a estação. Nelson Guilherme Bastos Cordeiro, presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia Regional Rio de Janeiro (ASBAI-RJ) e membro da equipe do Blog da Alergia, explica que o ácaro, principal causador das alergias nessa época, é um ser microscópico que gosta de temperaturas nem muito quentes nem frias, por isso a estação é perfeita para sua propagação. O ácaro morto e suas fezes dispersam uma poeira de fácil inalação, provocando as doenças alérgicas da primavera: asma, rinite e conjuntivite. — A alergia também pode ser causada por outros fatores, como fungo, pólen, pelo de animal, barata... Mas o mais comum é o ácaro — diz Cordeiro: — Em apenas um grama de poei