Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2008

ALERGIA: quem responde é o especialista

1. A palavra Alergia é usada para muitas doenças, mas afinal, o que significa? Se alguém tem alergia, significa que a rede de defesa do seu organismo está alterada e passou a reagir de forma inadequada a substâncias que normalmente são inofensivas para outras pessoas. Por exemplo, se você ingere camarão e imediatamente começa a ter reações na pele e a se coçar, teve uma reação anormal: foi uma resposta alérgica. Milhões de pessoas entram em contato diário com a poeira domiciliar e não tem nada. O alérgico terá uma resposta anormal, como por exemplo espirros, coriza, congestão nasal (Rinite) ou mesmo poderá ter falta de ar, tosse e chiados no peito (Asma). É uma resposta inadequada à poeira, ou seja, uma alergia. Alergia é um estado de sensibilidade exagerada que faz com que algumas pessoas reajam de maneira anormal para fatores que são inofensivos para a maioria das pessoas Alergia não é uma doença nova, pelo contrário, trata-se de uma doença antiqüíssima que sempre afligiu a humanidad

Alérgicos podem tomar vacina da febre amarela?

O aumento do número de pessoas no Brasil com febre amarela trouxe à tona a necessidade do uso da vacina e com isso, surgiram algumas dúvidas. A vacina é produzida pela FIOCRUZ com o vírus da febre amarela vivo e atenuado cultivado em ovos embrionados de galinha, obedecendo normas padronizadas da Organização Mundial da Saúde. É disponibilizada gratuitamente em postos de saúde e ocasionalmente em alguns aeroportos, terminais rodoviários e hospitais públicos. Em 95% das pessoas o efeito protetor (imunidade) ocorre uma semana após a aplicação. Por isso, recomenda-se vacinar dez dias antes da viagem para que haja tempo para proteção efetiva contra a doença. Confere imunidade por 10 anos ou até mais, podendo ser utilizada a partir dos 9 meses de idade. É aplicada por via subcutânea no braço (região deltóidea). Recomenda-se vacinar todos que residam ou viajem para zonas de risco como florestas e cerrados ou ainda, pessoas profissionalmente expostas ao vírus da febre amarela. Efeitos c

Ácaros: nossos vizinhos microscópicos

Há quanto tempo você usa o mesmo travesseiro? Antes de responder esta pergunta, saiba que estudos recentes mostram que após 6 anos de uso, um travesseiro pode ter 10% de seu peso em ácaros, além de detritos e fragmentos de pele humana. Colchões com 10 anos de uso abrigam cerca de 1 bilhão de ácaros. Desagradável, não é? Ou seja, parte de sua cama está viva! Ácaros: sub-classe de aracnídeos, ordem acarina. Ácaros são diminutos habitantes da poeira das casas, meigos e inofensivos para a maioria das pessoas. Sabe-se que existem cerca de 30.000 espécies descritas, no mundo inteiro. Medem entre 200 e 500 micrômetros - um micrômetro equivale a milionésimo de metro. No Brasil citam-se pelo menos sessenta espécies de ácaros, em especial : dermatophagoides pteronyssinus, dermatophagoides farinae, dermatophagoides microcerus, blomia tropicalis e acaros de estocagem. Medem entre 200 e 500 micrômetros - um micrômetro equivale a milionésimo de metro. Pertencem à família dos artrópodes, sendo portan

A criança catarral

Existe um conjunto de sintomas bem definidos que costumo chamar de “síndrome da criança catarral”. Trata-se do pequeno paciente com alergia respiratória e que parece ter uma baixa imunidade pois tem facilidade em ficar encatarrado em resposta a um estímulo externo, como uma mudança de temperatura, pegar vento, tomar gelado, etc. Essas crianças são acometidas de otites, sinusites, faringo-amigdalites, etc. repetidamente. Nem por isso necessitam viver trancadas em casa! Os ouvidos, narinas, seios da face..., são forrados pelo mesmo epitélio respiratório, que reage à agressão produzindo muco (secreção ou catarro). Assim, ao contrário do que se pensa, estes locais não são os “bandidos”, mas sim os agredidos. Os pais muitas vezes têm a ilusão que, fazendo uso de vitaminas, proibindo brincadeiras, gelados ou eliminando um determinado germe com um antibiótico potente estarão resolvendo o problema. Na realidade, estão tratando exclusivamente a crise, mas não estão fazendo nenhuma prevenção pa