Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Festas juninas e alérgicos

As festas juninas já começaram e com elas chegam os fogos, fogueiras, quadrilhas, etc. Mas, o mês de junho também é época do frio, do inverno e pode se acompanhar das alergias respiratórias, que aumentam nessa época do ano. Para algumas pessoas, festas juninas também trazem aglomerações, fumaça, cheiro de pólvora no ar, alimentos extravagantes e com isso, a possibilidade de piorar a alergia. O maior problema é a fumaça, tanto da fogueira como dos fogos de artifício. A fuligem levada pelo ar se espalha pela vizinhança. Como se não bastasse, durante as festas, é comum a presença de fumantes, colaborando para piorar o quadro. A fumaça tem a capacidade de produzir irritação no sistema respiratório, podendo provocar crises nas pessoas portadoras de Asma e Rinite. Desta forma, pode contribuir para tosse, chiados, espirros, coriza e congestão nasal. Além disso, pode ocorrer ainda irritação dos olhos com coceira, ardência, lacrimejamento e hiperemia da conjuntiva.  Alergia a

21 de junho - DIA NACIONAL DE COMBATE À ASMA

A GINA no Brasil lançou em 2 de junho uma ação de combate às mortes por asma. Há anos, a mortalidade por asma no Brasil (em todas as idades) é superior a 2000 pessoas por ano, ainda que a taxa de mortalidade tenha diminuído, exceto no Nordeste. Dados recentes do DATASUS (últimos cinco anos disponíveis) mostram que 3 pessoas entre 5 e 65 anos morrem por asma no Brasil diariamente. A falta de informação é um dos fatores que mais contribuem para a manutenção destas mortes.  Para tentar mudar esta realidade inaceitável, considerando que a asma é uma doença que pode ser controlada na maior parte dos pacientes, a campanha tem a seguinte chamada “A asma mata ao menos 3 pessoas todos os dias."  A mudança está em nossas mãos A - APRENDA SOBRE SUA ASMA S - SAIBA O QUE FAZER NAS CRISES  E COMO PREVENIR M - MANTENHA O TRATAMENTO,  MESMO QUE ESTEJA BEM A - ATUE EM PARCERIA COM A EQUIPE MÉDICA Visite o site GINA Brasil Conheça a ABRA - Associação Bra

Alergia e Animais de Estimação

Cães e gatos são os principais responsáveis pelas crises pelo simples fato de estarem mais perto das pessoas. Alguns chegam a dormir na mesma cama, mas outros bichinhos, como hamster, chinchila e passarinhos – também tratados como bichinhos de estimação – são possíveis de provocarem alergia.  Conheça mitos e verdades sobre as alergias e animais de estimação Animais de pelo curto provocam menos alergia.  MITO.  Isso porque não é só o pelo do animal que provoca reações alérgicas. A descamação que ocorre na pele, a urina – que permanece no ambiente mesmo depois de limpo – e até a saliva do bichinho também são fatores desencadeantes das crises. “Às vezes, nem é preciso ter o gato ou cachorro em casa. Mas ele pode ter crises ao frequentar um lugar com esses bichos, como a casa da avó ou de um amigo”, explica Pastorino.  Criança com asma deve ficar longe de cachorros e gatos.  MITO.  Para começar, é preciso saber o que desencadeia a asma na criança. Segundo a médica Ana Paula

Urticaria - aprenda e faça download do livro

Urticária ao frio é um subtipo de urticária induzida, ou seja, aparece após um estímulo conhecido – neste caso,  após o contato da pele com o frio   (ar, líquidos ou objetos frios). Os portadores de urticária ao frio podem apresentar urtica ou angioedema. As lesões ficam restritas às áreas em que houve exposição ao frio e surgem minutos após o estímulo. No entanto, se uma grande superfície de pele entrar em contato com o frio (por exemplo, se o portador entrar em uma piscina de água gelada), a reação pode ser generalizada e levar à queda súbita de pressão e perda de consciência, o que chamamos de anafilaxia. Existem vários relatos de morte por anafilaxia em portadores de urticária ao frio após entrar em piscina ou mar de água gelada. A urticária ao frio é mais comum do que imaginamos e representa mais de um terço de todos os casos de urticária induzida.  Pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum em adultos jovens. O diagnóstico é feito por meio da história clínica e

Nariz entupido merece ser tratado

“ E Deus fez o homem do pó da terra, soprou em suas narinas o fôlego de vida, e o homem se tornou um ser vivente " .    Esta é a descrição bíblica da criação do homem e simboliza bem a grande importância do nariz para a vida humana, embora muitas vezes as queixas nasais sejam relegadas a segundo plano. Mas é um fato: é o nariz que recebe o ar, essencial para a vida humana, todos os dias! O nariz tem um papel importante no processo respiratório da via aérea superior. São funções nasais : - Filtração e limpeza, - Umidificação, - Aquecimento do ar inspirado. Se por algum motivo o nariz fica obstruído (entupido), a consequência é a respiração pela boca, chamada de “ respiração oral ” ou de “ respiração bucal ”. Na verdade, respirar pela boca é uma alternativa, uma vez que não há como parar de respirar. Mas, se o problema que gerou a obstrução do nariz persiste por tempo prolongado, respirar pela boca trará uma série de consequências indesejáveis. Respirar pela boca repet